Início Educação Educação para as relações Étnico-raciais Prorrogamos o prazo para as inscrições no I Prêmio Estratégias de Equidade...

Prorrogamos o prazo para as inscrições no I Prêmio Estratégias de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar: Implicações da COVID-19 para a permanência na Educação Básica

Prorrogamos o prazo para as inscrições no I Prêmio Estratégias de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar:

Serão premiadas até 3 práticas de enfrentamento à evasão escolar realizadas pela Gestão Educacional (Secretarias municipais e estaduais de educação e diretorias regionais de ensino), Gestão Escolar (Escolas)e Estudantes (representações estudantis).

Inscrições

As inscrições devem ser realizadas até o dia 31 de março de 2022. As informações estão disponíveis no Edital (incluir o link) e o formulário pode ser acessado  clicando aqui. A iniciativa visa mapear boas práticas de enfrentamento à evasão escolar com recorte de raça/gênero/território/deficiências realizadas em diferentes regiões do país. Podem participar gestores educacionais, gestores escolares e representações estudantis, conforme as seguintes categorias e eixos:

  1. Gestão Educacional (Secretarias municipais e estaduais de educação e diretorias regionais de ensino). As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  2. Monitoramento de indicadores educacionais; 
  3. Orientação e acompanhamento das escolas; 
  4. Metodologias de busca ativa.
  • Gestão Escolar (Escolas). As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  • Monitoramentos da evasão escolar; 
  • Estratégia de busca ativa; 
  • Comunicação com as famílias; 
  • Acompanhamento de estudantes.
  • Organizações Estudantis. As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  • Comunicação entre pares; 
  • Acolhimento e apoio aos estudantes.

As boas práticas de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar inscritas deverão contemplar um ou mais recortes: cor/raça, gênero, territórios, deficiências e povos e/ou comunidades tradicionais.

Premiação

Serão contempladas até três iniciativas em cada categoria, com as seguintes premiações:

  • Gestão Educacional: Certificação de Secretaria Promotora de Estratégias de Enfrentamento à Evasão Escolar.
  • Gestão Escolar: Kit Multimídia (projetor, computador, tela, caixa de som e microfone).
  • Coletivos e/ou Organizações Estudantis: Kit Rádio Escolar (computador, mesa de som, fone de ouvido, caixa de som, microfone e cabos).

Todas as iniciativas consideradas exitosas, ainda que não sejam contempladas com os prêmios, serão incluídas no Banco de Boas Práticas de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar e em outros materiais elaborados para fortalecer o enfrentamento à evasão escolar e inspirar outras ações que visem a reversão das desigualdades na educação. A publicização das ações será realizada atribuindo o devido crédito e reconhecimento às organizações que implementaram as propostas.Leia o Edital e inscreva sua secretaria, escola ou organização estudantil. Em caso de dúvidas ou necessidade de outras informações, entre em contato por meio do e-mail formulario@geledes.org.br

Edital

I Prêmio Estratégias de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar:

Implicações da COVID-19 para a Permanência na Educação Básica

Geledés Instituto da Mulher Negra, em parceria com o Instituto Unibanco, apresenta o edital para o I Prêmio Estratégias de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar: implicações da COVID-19 para a permanência na Educação Básica. A proposta foi elaborada para mapear as boas práticas realizadas em diferentes territórios do país para enfrentar a evasão escolar, acentuada pela pandemia por COVID-19, durante os anos de 2020 e 2021. O objetivo é reconhecer e difundir as experiências bem-sucedidas realizadas por secretarias de educação, unidades educacionais e organizações estudantis se mobilizaram para enfrentar o desafio de retomar as atividades escolares presenciais.

Por que um Prêmio para essas práticas?

Porque a evasão escolar é um problema histórico nas redes educacionais públicas do Brasil e foi agravada com o cenário da pandemia por COVID 19. O aprofundamento do problema atinge majoritariamente, e de forma mais crítica, as crianças e os adolescentes em condição de vulnerabilidade. PNAD Educação de 2019 já apontava 8,5% de evasão entre estudantes de até 13 anos de idade, e de 18% entre aqueles de 19 anos ou mais. Dadas as desigualdades socioeconômicas e raciais, as chances de evasão se tornam 8 vezes maiores entre estudantes com idades entre 15 e 17 anos pertencentes ao grupo dos 20% mais pobres em relação aos 20% mais ricos. 

O resultado da pesquisa “A educação de meninas negras em contexto de pandemia: o aprofundamento das desigualdades“, realizada por Geledés no ano de 2020, na rede pública do município de São Paulo, evidencia como os fatores raça e gênero estão vinculados ao agravamento das desigualdades e indica como os recortes são importantes no diagnóstico e nas ações de enfrentamento do aumento da evasão escolar.

Segundo a pesquisa, a maioria das famílias considerou que a educação a distância não funcionou direito para a aprendizagem nem para a interação entre a escola e os alunos; essa percepção foi maior entre as famílias negras. Mesmo que a principal forma de acesso à educação escolar durante a pandemia tenha sido por material impresso, a dificuldade de interação com a escola e a falta de apoio para que os estudantes realizassem as atividades comprometeram o desenvolvimento e o interesse dos discentes.

Para o acesso à escola por meio digital, ou seja, que dependem de Internet, apenas 23,81% das famílias negras tiveram acesso ao computador. A maioria acessou os materiais digitais (seja por e-mail, WhatsApp, redes sociais ou plataforma de ensino à distância) apenas por celulares, e muitas vezes apenas um aparelho de celular a ser compartilhado por toda a família. Quase metade dos que não realizaram as atividades (44,4%), não fizeram porque não tinham material. Neste cenário, as meninas negras ficaram no indicador mais baixo entre os estudantes que estavam realizando as tarefas escolares. 

Por outro lado, com as oficinas de escuta com profissionais da educação e estudantes de escolas públicas sobre os resultados da pesquisa, foi possível identificar uma série de ações que estes grupos estavam realizando para enfrentar a evasão escolar, por meio estratégias que promovessem a permanência e o retorno de crianças e adolescentes às escolas.  

Os relatos das ações motivaram a necessidade de sistematizar as experiências para apoiar e inspirar secretarias, unidades escolares e estudantes a enfrentarem os desafios de trazer de volta as crianças e adolescentes que foram excluídos das escolas em razão do isolamento social e o fechamento das unidades, a prioridade pelo modelo online de educação, pelo agravamento das condições socioeconômicas das famílias, entre outras razões.

Quais são os objetivos do Edital?

Este edital tem por objetivos mapear e sistematizar experiências de enfrentamento da evasão escolar realizadas por unidades escolares, organizações e/ou coletivos estudantis e secretarias de educação nos anos de 2020 e 2021, em todas as regiões brasileiras. Busca também se somar aos esforços para a garantia do direito à educação, de permanência e conclusão da trajetória na Educação Básica.

A finalidade é reconhecer e divulgar as boas práticas de enfrentamento às desigualdades persistentes na educação brasileira, que irão compor um banco de dados de ações voltadas para o enfrentamento da evasão escolar, de forma a inspirar a replicação em diversas localidades.

Como são as inscrições?

As inscrições devem ser realizadas até o dia 31 de março de 2022 clicando aqui. Podem participar gestores educacionais, gestores escolares e representações estudantis, conforme as categorias e eixos:

  1. Gestão Educacional (Secretarias municipais e estaduais de educação e diretorias regionais de ensino). As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  2. Monitoramento de indicadores educacionais; 
  3. Orientação e acompanhamento das escolas; 
  4. Metodologias de busca ativa.
  • Gestão Escolar (Escolas). As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  • Monitoramentos da evasão escolar; 
  • Estratégia de busca ativa; 
  • Comunicação com as famílias; 
  • Acompanhamento de estudantes.
  • Organizações Estudantis. As ações podem ser inscritas nos seguintes eixos temáticos:
  • Comunicação entre pares; 

Acolhimento e apoio aos estudantes.

Condições para inscrições:

As iniciativas devem contemplar um ou mais dos seguintes recortes: cor/raça, gênero, territórios, deficiências e povos e/ou comunidades tradicionais.

As iniciativas devem ter sido realizadas no período da pandemia de Covid-19, contemplando os anos de 2020 e 2021.

As inscrições serão realizadas somente por meio do preenchimento do formulário online. Será solicitado o preenchimento de informações e que sejam anexados documentos: 

  • Apresentação institucional/do grupo;
  • Relatório narrativo da prática realizada pela secretaria de educação, escola ou organização estudantil:
    • Diagnóstico inicial;
    • Metodologia do processo;
    • Estratégias de inclusão dos recortes de cor/raça, gênero, territórios, deficiências e povos/comunidades tradicionais;
    • Resultados parciais e/ou finais.

Como será o processo de seleção das iniciativas?

As iniciativas serão selecionadas em duas fases:

1 – Verificação do cumprimento dos requisitos do edital. 

2 – Avaliação das propostas pelo Comitê de Seleção composto por:

  • especialistas em educação e equidade;
  • integrantes de organizações que atuam em defesa do direito à educação;
  • profissionais da educação básica;
  • representantes de organizações estudantis;
  • profissionais de Geledés Instituto da Mulher Negra e do Instituto Unibanco.

Divulgação dos resultados

Os resultados do processo de seleção serão divulgados nos portais de Geledés e do Instituto Unibanco.

Os proponentes das iniciativas premiadas deverão gravar um vídeo simples no celular, com aproximadamente 5 minutos de duração, para apresentar sua ação e comentar a participação no prêmio.

Como será a Premiação?

Serão contempladas até três iniciativas de cada categoria que mais se destacarem com a premiação a seguir:

  • Gestão Educacional: Certificação de Secretaria Promotora de Estratégias de Enfrentamento à Evasão Escolar.
  • Gestão Escolar: Kit Multimídia (projetor, computador, tela, caixa de som e microfone).
  • Estudantes: Kit Rádio Escolar (computador, mesa de som, fone de ouvido, caixa de som, microfone e cabos).

Mediante autorização, declarada no momento de inscrição, todas as iniciativas consideradas exitosas, ainda que não sejam premiadas, serão incluídas no Banco de Boas Práticas de Equidade no Enfrentamento à Evasão Escolar e em outros materiais elaborados para fortalecer o enfrentamento à evasão escolar e inspirar outras para a reversão das desigualdades na educação. A publicização das ações será realizada atribuindo o devido crédito e reconhecimento às organizações que implementaram as propostas.

CRONOGRAMA
EtapasPrazo
1) Período de inscrições07 de fevereiro a 31 de março de 2022.
2) Divulgação da triagem das propostas que atendem ao objetivo do prêmio 15 de abril de 2022.
3) Análise das propostas pelo Comitê de Avaliação16 de abril a 15 de junho de 2022.
4) Divulgação das propostas contempladas.20 de junho de 2022.

Leia o Edital e inscreva sua secretaria, escola ou organização estudantil. Em caso de dúvidas ou necessidade de outras informações, entre em contato por meio do formulário

-+=