terça-feira, novembro 24, 2020

    Resultados da pesquisa por 'sul-africanos'

    Sul-africanos recordam Samora Machel aos 30 anos de sua trágica morte

    Do Prensa Latina Pretória, 17 out (Prensa Latina) Os sul-africanos prestarão tributo de recordação hoje ao falecido presidente de Moçambique, Samora Machel, ao se completar 30 anos de sua trágica morte em um acidente de avião ocorrido aqui em 19 de outubro de 1986. Prevista no local onde aconteceu o fato, em Mbuzini, província de Mpumalanga (a 460 quilômetros ao leste de Pretória), a cerimônia contará com a presença do primeiro-ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário, e do vice-presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa. Também participarão familiares dos que morreram junto a Machel no fatal incidente, não esclarecido ainda após três décadas. A comemoração destacará a vida do dignatário moçambicano, que manteve-se no poder desde o dia 25 de junho de 1975 (pouco depois da independência) até o momento de seu falecimento. Segundo sublinhou um comunicado oficial, a homenagem colocará em destaque o papel desempenhado por Moçambique na ...

    Leia mais
    Estudantes exibem faixa durante protesto por educação gratuita em Durbam, na África do Sul (Foto: Matt Kay/AFP)

    Sul-africanos protestam contra desigualdade na educação

    Os protestos se multiplicam nos campi sul-africanos e assumem um caráter cada vez mais político porque os estudantes negros denunciam a persistência das desigualdades raciais 22 anos após o fim do"apartheid". "Queremos uma educação gratuita e descolonizada. Estamos ávidos por restabelecer a dignidade dos jovens negros. Não somos iguais na universidade", denuncia, entre aplausos, Mcebo Dlamini, um dos líderes dos protestos na Universidade de Witwatersrand (Wits), em Johannesburgo. Dlamini fala a centenas de estudantes, entre os quais apenas um punhado de brancos. Há três semanas, a respeitada Universidade de Wits, assim como outras das grandes cidades do país, vivem sob tensão. Os confrontos violentos entre alunos e forças de segurança levaram as autoridades a suspender as aulas. Nesta segunda (10), outros centros foram tomados pelos alunos e houve registro de confrontos. Os protestos começaram com a decisão do governo de autorizar em 2017 uma elevação de 8% no preço das ...

    Leia mais
    7m9hy0sg9v 9udc161a1k file

    Guetos sul-africanos voltam a ferver 20 anos depois do apartheid

    Jovens moradores de Johanesburgo exigem do governo água, luz, emprego e casas dignas Passados 20 anos desde a queda do regime de segregação racial do apartheid, as ruas que foram guetos negros sul-africanos voltam a entrar em ebulição com jovens que queimam pneus e enfrentam a polícia, agora para exigir do governo água, luz, emprego e casas dignas. "É exatamente a mesma luta de 20 anos atrás, mas, agora, também lutamos pela nossa dignidade", disse à reportagem Themba Zuane, de 40 anos, desempregado como a grande maioria de seus vizinhos em Kliptown, uma favela de Soweto, o antigo grande gueto negro do sudoeste de Johanesburgo. Zuane se referia aos protestos em regiões rurais subdesenvolvidas e nos antigos guetos ("townships"), contra os serviços públicos deficientes e as comparou com a luta contra o apartheid, encerrado em 1994 e que teve seu epicentro em Soweto. Como em muitas outras regiões precárias da ...

    Leia mais
    Imagem do ex-presidente Nelson Mandela, que morreu aos 95 anos, é vista. Sob chuva, milhares de sul-africanos acompanharam as cerimônias. (Foto: AP)

    Sul-africanos celebram a vida de Mandela e a que ele lhes ofereceu

    Da rua, um telhado branco surge acima de um muro amarelo e este esconde a casa onde Nelson Mandela vivia com Graça Machel. Ao longo do muro, um portão castanho de onde, na quinta-feira, saiu o caixão do herói da luta contra o apartheid. O caixão coberto pela bandeira nacional, seguiu num carro escoltado, até à morgue militar na capital Pretória, enquanto pombas brancas eram largadas no céu. Nos dias que seguiram, acenderam-se velas em missas e vigílias de despedida, em muitas cidades sul-africanas, como Pretória, que esta terça-feira celebrou Mandela no Parlamento, ou Joanesburgo, que acolhe esta terça-feira uma gigante cerimónia no Estádio FNB - o Soccer City - do Soweto. Neste estádio, onde se realizou a final do Campeonato do Mundo de Futebol em 2010, quando Mandela apareceu, pela última vez, em público, são esperadas perto de 100 mil pessoas, além das muitas que deverão assistir à cerimónia ...

    Leia mais
    Getty Images

    Sul-africanos acordam para vida sem Mandela

    Os sul-africanos acordaram nesta sexta-feira para viver um futuro sem Nelson Mandela, e alguns reconhecem temer que a morte do herói da luta contra o apartheid possa deixar o país vulnerável a tensões raciais e sociais que ele lutou tanto para combater. O dia nasceu e as pessoas saíram de casa para o trabalho na capital, Pretória, em Johanesburgo e Cape Town, mas muitos ainda estavam em choque pela morte do homem que foi um símbolo mundial da reconciliação e da coexistência pacífica. Os sul-africanos ouviram o presidente do país, Jacob Zuma, anunciar na quinta-feira que o ex-presidente e Nobel da Paz havia morrido em paz na sua casa, em Johanesburgo, na companhia de familiares. Apesar das garantias de líderes e figuras públicas de que a morte de Mandela, ao mesmo tempo que penosa, não vai impedir que a África do Sul siga avançando e se distanciando do passado amargo ...

    Leia mais
    Jacob Zuma

    Sul-africanos pedem renúncia do presidente após denúncia de corrupção

    JOHANESBURGO, 30 Nov (Reuters) - Milhares de sul-africanos manifestaram-se na Internet neste sábado pedindo a renúncia do presidente Jacob Zuma, após um jornal revelar documento do governo detalhando o uso de recursos públicos para reformas luxuosas em sua casa particular. Na sexta-feira o semanário The Mail and Guardian afirmou que um relatório provisório do maior organismo anti-corrupção da África do Sul aponta que Zuma obteve um ganho pessoal "substancial" em uma "atualização de segurança" de 21 milhões de dólares em sua residência, incluindo uma piscina e um curral para gado. O documento vazado pelo protetor público, Thuli Madonsela, intitulado "Opulência em Grande Escala", recomenda que Zuma devolva parte dos fundos das melhorias de seu complexo em Nkandla, nas colinas da província de KwaZulu-Natal. O relato da investigação de Madonsela despertou revolta nas mídias sociais, e o proeminente ativista Zackie Achmat criou uma petição on-line pela saída de Zuma que angariou ...

    Leia mais
    Media24/Gallo Images/Getty Images

    Exposição homenageia Nelson Mandela com obras de sul-africanos em Londres

    Uma pintura de Mandela realizada pelo retratista britânico Richard Stone, uma caricatura do Prêmio Nobel em uma carruagem, uma representação da Última Ceia com Mandela em vez de Jesus: "We love Mandela" homenageia o herói dos direitos humanos em Londres. Vinte artistas, todos sul-africanos, à exceção do britânico Richard Stone, exibem cinquenta obras que refletem "a experiência vivida com Mandela ou a ideia que fazem" do primeiro presidente negro da África do Sul, explicou à AFP Natalie Knight, curadora da exposição. Entre eles, muitos foram forçados a trabalhar na clandestinidade durante o apartheid. Nelson Mandela aparece no topo da lista de personalidades que Richard Stone, retratista da rainha Elizabeth II e da ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, queria pintar. "Foi minha experiência mais intimidante" e "o maior privilégio", disse à AFP. "Eu tinha diante de mim, provavelmente, o homem mais famoso do planeta", lembra. "Meu objetivo era capturar um pouco da ...

    Leia mais
    Media24/Gallo Images/Getty Images

    Sul-africanos resignados a um iminente adeus a Mandela

    No dia em que aumentou significativamente o contingente de jornalistas à porta do hospital de Pretória onde Nelson Mandela se encontra em estado crítico, a maioria dos sul-africanos parece resignada a um iminente desaparecimento físico do seu maior herói. Nas cidades, vilas e aldeias do país a vida decorre na normalidade e os muitos grupos étnicos que compõem a "nação do arco-íris" (uma criação de Mandela na queda do "apartheid") sofrem, cada um à sua maneira, com o circo público que se tornou, nos últimos meses, a inexorável degradação física de "Madiba", que deverá completar 95 anos a 18 de julho. "Sinto uma grande angústia, todos os dias peço a Deus que não o deixe sofrer, mas sinto que está na hora de ele partir porque deve ser mais penoso para ele viver do que partir", disse à Lusa Sweetness Mgijima, uma representante de vendas oriunda do Cabo Oriental que ...

    Leia mais
    15 33 40 404 file

    Militares sul-africanos relatam que mataram crianças-soldado na República Centro-Africana

      A batalha aconteceu no sábado passado (23), na capital Bangui, antes que a coalizão rebelde Séléka tomasse a cidade e derrubasse o presidente François Bozizé Vários soldados sul-africanos que estiveram na República Centro-Africana (RCA) relataram com horror como abateram crianças-soldado durante sua batalha contra as forças rebeldes do país, informou neste domingo (31) o jornal Sunday Times. "Quando acabaram os disparos vimos que tínhamos matado crianças", declarou, já de volta à África do Sul, um dos militares que sobreviveu aos combates, nos quais os rebeldes centro-africanos da coalizão Séléka, agora no poder, mataram 13 soldados sul-africanos. — Choravam, pediam ajuda, chamavam pelas mães. A batalha aconteceu no sábado passado (23) na capital da RCA, Bangui, antes que a coalizão Séléka tomasse a cidade e derrubasse o presidente centro-africano, François Bozizé. "Matamos adolescentes que deviam estar na escola", disse outro dos soldados entrevistados. A Unicef denunciou no último mês de ...

    Leia mais
    Media24/Gallo Images/Getty Images

    Sul-africanos dedicam orações de Páscoa a Mandela

    Sul-africanos por todo o país dedicaram as orações do domingo de Páscoa a Nelson Mandela, que continua hospitalizado a recuperar de uma infeção pulmonar. As últimas informações sobre o estado de saúde do ex-presidente de 94 anos eram positivas, com as autoridades a indicarem que o Nobel da Paz já "consegue respirar sem dificuldades", embora não fosse avançado qualquer prognóstico quanto a uma eventual saída do hospital. Os problemas respiratórios de Mandela remontam à época em que contraiu tuberculose, quando estava detido sob o regime do Apartheid. O herói da luta contra a segregação racial esteve este domingo na mente da maioria dos sul-africanos. Em Soweto, nos arredores de Joanesburgo, o padre Sebastian Roussouw explica que Mandela esteve no centro das orações. Com uma saúde cada vez mais frágil, o primeiro presidente negro da África do Sul não aparece em público desde a final do Campeonato do Mundo de Futebol, ...

    Leia mais
    Mark Trollip-John Martin Keevy-Johan Hendrick Prinsloo-Hein Boonzaaier

    Quatro sul-africanos brancos são indiciados por plano de ataque ao Congresso Nacional Africano

    Quatro sul-africanos brancos foram indiciados pelo crime de traição, nesta terça-feira, por um suposto plano de explodir uma bomba em uma conferência do partido governista Congresso Nacional Africano (CNA) e executar o presidente Jacob Zuma e outros políticos do primeiro escalão do governo.Os quatros, identificados como Mark Trollip, John Martin Keevy, Johan Hendrick Prinsloo e Hein Boonzaaier, foram levados a um tribunal da cidade de Bloemfontein, na região central do país, cercado por guardas armados com fuzis. O promotor público Shaun Abrahams disse que os homens queriam estabelecer uma nação independente e que estavam planejando atacar o grande encontro do CNA que acontece na cidade esta semana. O plano incluía explodir uma bomba em uma tenda onde estariam reunidos delegados do CNA, antes de uma tentativa de executar Zuma e ministros do governo durante um jantar, disse Abrahams à corte. Zuma e os ministros seriam mortos "ao estilo de execução", ...

    Leia mais
    20120819101832678788e

    Depois de massacre, empresa ameaça mineiros sul-africanos com demissões

    A empresa mineradora Lonmim pressionou neste domingo os mineiros em greve da mina sul-africana de Marikana a voltar ao trabalho na manhã de segunda-feira sob o risco de "possíveis demissões", após o massacre policial que deixou 34 mortos na quinta-feira nesta mina de platina. "O ultimato final foi adiado até segunda-feira, dia 20, após os acontecimentos de quinta-feira", disse Gillian Findlay, porta-voz da Lonmin em um e-mail enviado à AFP. Os trabalhadores em greve ilegal para exigir aumentos salariais têm "uma última oportunidade de retomar o trabalho ou enfrentar uma possível demissão", afirma a nota da empresa. A ação policial contra os trabalhadores em greve deixou 34 mortos, 78 feridos e 259 detidos, segundo dados da polícia, no que é considerado o pior massacre desde o fim do apartheid, em 1994.     Fonte: EM

    Leia mais
    neveafricasul

    Sul-africanos surpreendidos por rara queda de neve

      Os habitantes de Joanesburgo presenciaram uma rara queda de neve na cidade sul-africana na terça-feira. Uma vaga de frio atingiu o país, habituado a Invernos bem mais amenos, e levou ao encerramento de algumas estradas. Os trabalhadores de Joanesburgo saíram dos locais de trabalho para a rua para assistirem ao raro fenómeno, muitos deles sem nunca terem visto neve anteriormente. Um homem mais audaz subiu ao topo de uma colina coberta de neve e improvisou um tobogã com uma caixa de cartão. Nos últimos 103 anos, apenas nevou em Joanesburgo em 22 dias, tendo a última queda de neve ocorrido em Junho de 2007. A queda de neve atingiu também a capital, Pretória, onde não nevava desde 1968, e a Cidade do Cabo. O tempo frio deverá manter-se por mais uns dias, de acordo com as previsões meteorológicas.     Fonte: Diário Digital

    Leia mais
    fosseisrocha

    Cientistas sul-africanos acham fósseis de ancestral do homem

    Fragmentos em rocha podem pertencer a hominídeo encontrado em 2009.Entre as partes descobertas, estão mandíbula, fêmur, costelas e vértebras.Partes do esqueleto de um ancestral humano achadas em uma rocha na África do Sul foram anunciadas nesta sexta-feira (13) por cientistas.Foi a primeira vez que um achado arqueológico foi comunicado ao vivo pela internet, como forma de atrair a comunidade científica e o público leigo.Acredita-se que os ossos, incrustados em uma rocha sólida de 1 metro de diâmetro, pertençam ao hominídeo 'Karabo', da espécie Australopithecus sediba. O exemplar foi descoberto em 2009 no sítio arqueológico de Malapa, região do país rica em cavernas e explorada desde 1935.As novas partes foram encontradas nesse mesmo local, por pesquisadores do Instituto Wits para a Evolução Humana, da Universidade de Witwatersrand, em Joanesburgo. Há uma mandíbula, um fêmur (o maior osso do corpo humano, localizado na perna), costelas, vértebras e fragmentos de membros.Segundo o pesquisador ...

    Leia mais
    gil

    Gilberto Gil sobe ao palco com sul-africanos no Festival de Montreux

    Por Stephanie Nebehay MONTREUX, Suíça, 10 Jul (Reuters) - Gilberto Gil apresentou na noite desta terça-feira, no Festival de Jazz de Montreux, alegres músicas de inspiração africana, apesar das suas alusões à pobreza, à escravidão e a uma dolorosa reconciliação.O espetáculo "Viramundo", com a participação dos músicos sul-africanos Vusi Mahlasela (guitarra) e Paul Hanmer (piano), funciona como uma espécie de trailer para um documentário ainda inédito sobre o cantor e compositor baiano.As quase duas horas de apresentação dele no Auditório Miles Davis, em Lausanne, tiveram também a participação da orquestra suíça Lausanne Sinfonietta e dos músicos brasileiros Gustavo Di Dalva e Sérgio Chiavazzoli."Somos africanos no Brasil, especialmente quando se trata da música. Já somos muito africanos no Brasil", disse Gil à Reuters, horas antes do show, no chalé do fundador do festival, Claude Nobs."O que cantamos, nossos temas, temos muitas coisas em comum, como a situação de apartheid, a fome, ...

    Leia mais
    elba mandela

    Atores sul-africanos são vetados de filme sobre Mandela por baixa estatura

    Nelson Mandela já foi interpretado no cinema por astros da estatura de Morgan Freeman, Danny Glover ou Sidney Poitier, entre outros. Nenhum deles, porém, nasceu na África do Sul. Agora, o caso se repetiu com a escolha do britânico Idris Elba para o papel principal em uma nova cinebiografia do líder político, "Long walk to freedom". Os atores locais, como era de se esperar, não gostaram nada da escolha, justificada pela agência responsável pelo elenco de maneira inusitada: eles não têm altura suficiente para interpretar o herói sul-africano. "Mandela é uma figura majestosa e grande em todos os sentidos: tem 1,93m de altura. Os atores da África do Sul não chegam a esta estatura", afirmou o agente Moonyeenn Lee, para explicar a escolha do britânico Idris Elba - conhecido por papeis em séries de TV como "The wire" e "Luther". "Realizei testes na África do Sul e, na audição, conheci ...

    Leia mais
    africanos_na_universidade

    Número de sul-africanos formados nas universidades mais que quadruplica entre 1991 e 2008

      O número de sul-africanos de raça negra formado nas universidades públicas da África do Sul aumentou 334 por cento entre 1991 e 2008, revela um estudo efetuado pelo Instituto Sul-Africano das Relações Raciais (SAIRR). Segundo o estudo, 8.514 estudantes negros formaram-se nas universidades da África do Sul em 1991 (quando o "apartheid" começou a ser desmantelado), tendo esse número subido para 36.970 em 2008. Por outro lado, o número de brancos formados nas universidades sul-africanas cresceu apenas 4 por cento no mesmo período, passando de 27.619 em 1991 para 31.527 em 2008, revela o estudo do Instituto Sul-Africano de Relações Raciais. A análise dos resultados das universidades públicas revela ainda que entre alunos mestiços o aumento de formações universitárias cifrou-se em 125 por cento, tendo passado de 2.347 em 1991 para 5.286 em 2008, enquanto o número de indianos que terminaram com sucesso cursos superiores passou de 2.333 em ...

    Leia mais
    recordesurfistas_cidadedocabo_efe_95

    Pelo Guinness, sul-africanos põem mais de 90 surfistas na mesma onda

    Marca anterior, de 110 pessoas, não é quebrada na Cidade do Cabo Mais de 90 surfistas sul-africanos tentaram, na Cidade do Cabo, quebrar o recorde de maior número de pessoas na mesma onda. Entretanto, o objetivo, que era entrar no Livro Guinness de Recordes, não foi alcançado. A marca de 110 surfistas na mesma onda não foi superada pelos sul-africanos (foto: EFE). Fonte: GloboEsporte

    Leia mais
    Página 1 de 13 1 2 13

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist