Steven Spielberg convidou David Oyelowo para interpretar Martin Luther King Jr. mais uma vez

Ator inglês protagonizou Selma – Uma Luta pela Igualdade, filme sobre a vida do ativista. O longa-metragem foi indicado ao Oscar de melhor filme, mas Oyelowo não foi nomeado ao prêmio de melhor ator. A decisão da Academia gerou controvérsia.

David Oyelowo entregou uma impressionante atuação em Selma – Uma Luta Pela Igualdade ao viver o pastor protestante e ativsta pelos direitos civis da comunidade afro-americana Martin Luther King. Mesmo esnobado pelo Oscar, o desempenho do astro no filme chamou a atenção de cinéfilos, críticos e grandes nomes da indústria cinematográfica, incluindo Steven Spielberg.

Em entrevista para a revista Esquire, Oyelowo afirmou que o lendário cineasta o convidou para interpretar o militante mais uma vez nos cinemas. “Eu estava em um evento do AFI [American Film Institute] durante a temporada das premiações e Steven Spielberg — que, como todos sabem, estava interessado em realizar seu próprio filme sobre Martin Luther King — me chamou e disse, ‘Meu Deus, David, aquela foi uma das melhores coisas que eu já vi. Você realmente me inspirou a dar mais uma chance ao meu filme sobre o Dr. King’.”

O ator também disse que se sentiu perplexo com os elogios de Spielberg e com seu convite para reprisar o papel do ativista em uma nova produção. “Aquele foi um desafio e tanto. Não apenas a surpresa de ser convidado para interpretar [Martin Luther King] novamente, mas saber que dentre todas as pessoas, era Steven Spielberg que estava me perguntando se eu gostaria de fazer isso de novo”, afirmou.

Em 2009, a DreamWorks adquiriu os direitos para adaptar a vida de Martin Luther King para os cinemas e Spielberg estava entre os produtores do projeto. Ao contrário de Selma – Uma Luta Pela Igualdade, o longa-metragem iria contar com o apoio da família de Martin e teria a permissão para usar trechos dos icônicos discursos do líder negro, que são protegidos por direitos autorais.

Apesar de estar honrado, Oyelowo acredita que não é a melhor hora para retornar ao papel. “Para ser honesto, agora eu não conseguiria em nada pior. O peso que eu teria de ganhar para interpretar o personagem já seria um motivo para me afastar disso”, analisou.

+ sobre o tema

Snoop Dogg pode estrelar sitcom do canal NBC

Snoop Dogg pode estrelar uma comédia no canal norte-americano...

Toni Garrido diz que prefere usar a palavra ‘afrodescendente’

Não faz muito tempo que foi instituído no Brasil...

African Fashion Show – A moda e modelos da África

Apresentação do African Fashion Show com modelos e moda...

Oprah Winfrey vai entrevistar filha de Whitney Houston

Oprah Winfrey vai entrevistar a filha de Whitney Houston,...

para lembrar

O racismo na “terra da liberdade”

Os protestos na cidade de Ferguson, em agosto, ressuscitam...

ENEM: Martin Luther King e o movimento pelo fim da segregação racial

Em 2019, Martin Luther King teria completado 90 anos....

Condenados à morte, homens ganham a liberdade após 39 anos de injustiça

Wiley Bridgeman e Ricky Jackson ficaram quase 40 anos...

‘Gente como a gente’, Malia Obama é estagiária e busca cafezinho para a chefe

'Gente como a gente', Malia Obama é estagiária e...
spot_imgspot_img

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...

A Sombra do Sonho de Clarice

O longa-metragem convidado para ser exibido no Lanterna Mágica no dia 21 de março foi O Sonho de Clarice, de Fernando Gutierrez e Guto...

Quando  Orí Protagoniza Uma Sessão de Animação

Um dos destaques da programação da sexta edição do Lanterna Mágica, festival de cinema de animação que acontece entre os dias 19 e 24...
-+=