Tag: cinema negro

sidney

Carta de manifesto sobre o rompimento dos coletivos de teatro negro de São Paulo com a “mostra da nova dramaturgia da melanina acentuada”.

"Negros que escravizam e vendem negros na África não são meus irmãosNegros senhores na América a serviço do capital não são meus irmãosNegros opressores em qualquer parte do mundo não são meus irmãos..."(Trecho do poema "OS NEGROS" de Solano Trindade). O MOVIMENTO DE TEATRO NEGRO DE SÃO PAULO manifesta aqui toda sua indignação e perplexidade diante do tratamento desrespeitoso direcionado aos coletivos de teatro: CAPULANAS CIA DE ARTE NEGRA, OS CRESPOS, COLETIVO NEGRO E GRUPO CLARIÔ DE TEATRO, pela curadoria e coordenação da "MOSTRA DA NOVA DRAMATURGIA DA MELANINA ACENTUADA", que ocorre na Cidade de São Paulo, desde novembro de 2012, no TEATRO DE ARENA EUGÊNIO KUSNET, financiada pelo EDITAL DE OCUPAÇÃO DO TEATRO DE ARENA EUGÊNIO KUSNET/ 2012 (2º SEMESTRE). É com tristeza que anunciamos nossa inevitável retirada, no mês de fevereiro de 2013, do "evento" supra-citado . Somos coletivos comprometidos com a politização de questões raciais e sociais ...

Leia mais
auristela

Morre em Salvador a atriz Auristela Sá do Bando de Teatro Olodum

A atriz baiana Auristela Sá, do Bando de Teatro Olodum, morreu na madrugada desta terça-feira (12) em Salvador. Auristela passava por tratamento contra um câncer de pulmão no Hospital Jorge Valente e por volta das 4h da manhã a atriz não resistiu, segundo informações do Portal Ibahia.  Auristela fez história no teatro baiano ao participar de produções importantes para a dramaturgia negra, como a peça "Bye, Bye Pelô" e "Cabaré da Rrrrraça" do Bando de Teatro Olodum. A atriz ficou mais conhecida  nacionamente quando participou como 'Carmen' do filme 'O Pai, Ó'. Na trama, a sua personagem era irmã de 'Piscilene', interpretada pela atriz Dira Paes. A produção reuniu um elenco, que teve como protagonista o ator Lázaro Ramos, ex-integrante do Bando. Outro filme que teve participação da atriz foi 'Jardim das Folhas Sagradas', do produtor e roteirista baiano Póla Ribeiro.    Fonte: Correio Nago

Leia mais
Aldri Anunciacao - foto Jamile Amine

Texto do espetáculo “Namibia,não!” é selecionado para Colóquio em Berlim e pode ter versão traduzida para o Alemão

O texto Namíbia, Não!, de Aldri Anunciação, é  tema de palestra em Colóquio Internacional Sobre Literatura Brasileira Contemporânea realizado no Ibero-Amerikanisches Institut, em Berlim, dias 11 e 12 de março. O evento é uma produção do referido instituto e da Université Paris-Sorbonne (França), da Freie Universität de Berlin e da Universidade de Brasília.   A palestra “Uma comédia negra: Namíbia, não!, de Aldri Anunciação”, será ministrada pelo professor alemão Henry Thorau (Universität Trier) hoje, 12 de março, às 11h45 (horário da Alemanha), no Ibero-Amerikanishes Institut, em Berlim.   Aldri Anunciação é idealizador da Mostra Nova Dramaturgia da Melanina Acentuada, também teve seus textos lidos por lá e Namíbia,Não! foi encenada durante o evento que ocupa o Teatro de Arena Eugênio Kusnet, em São Paulo, de novembro de 2012 até o fim deste mês. É o jovem autor negro que tem dado foco à Dramaturgia Negra Brasileira teatral nos meios midiáticos ...

Leia mais
oscars congo actress fran

Congolesa consegue visto e poderá participar da cerimônia do Oscar

Rachel Mwanza é protagonista de 'War witch', que disputa prêmio. Longa narra a vida de menina soldado na República Democrática do Congo.   A jovem atriz congolesa Rachel Mwanza, protagonista do filme "War witch", poderá assistir a cerimônia de entrega do Oscar no domingo (24), em Los Angeles, após conseguir um visto para viajar aos Estados Unidos. Rachel, de 16 anos, poderá comparecer ao lado de seus companheiros de elenco a todos os compromissos e entregas de prêmios programados nos Estados Unidos e Canadá, segundo informou nesta quarta-feira por meio de um comunicado o Festival de Cinema de Tribeca. "War witch" foi indicado ao prêmio de Melhor Filme Estrangeiro no Oscar. "Estamos mais que emocionados e aliviados que os governos dos EUA, Canadá e República Democrática do Congo permitam a entrada de Rachel para que ela possa celebrar as conquistas do filme conosco", disse na nota o diretor de "War ...

Leia mais
Hollywood-oscar

Cineasta Nelson George faz uma análise dos personagens negros em Hollywood em questões interraciais

A corrida do Oscar 2013 traz quatro filmes que tocam em questões interraciais   NOVA YORK - Um escravo é dilacerado por cães diante de uma plateia de brancos. Mascarado, caçador de recompensas assiste à cena, passivamente. Um pai faz sua filha abrir um caranguejo com as próprias mãos. Piloto cheira uma carreira de cocaína depois de uma noite de farra e, poucos minutos antes da decolagem, birita várias minigarrafinhas. Uma mulher negra diz ao presidente Lincoln que Deus irá guiá-lo para acabar com a escravidão. Os quatro notáveis filmes ​​aqui apresentados são candidatos para uma série de Oscars: "Django livre","Indomável sonhadora", "O voo" e "Lincoln". No ano em que a América elegeu pela segunda vez aquele que foi o primeiro presidente negro de sua história, os filmes mais falados da temporada, todos de diretores brancos, tratam das relações interraciais, o que é bem raro. Olhando para esses filmes, é ...

Leia mais
Quvenzhané-Wallis1-557x325

Quvenzhané Wallis 9 anos, é a atriz mais jovem indicada na categoria de Melhor Atriz ao Oscar

Quvenzhané Wallis entrou para a história do cinema , com apenas 9 anos, ela se tornou a mais jovem mulher a ser indicada na categoria de Melhor Atriz ao Oscar 2013, por sua atuação em Indomável Sonhadora. Nascida em Louisiana, nos Estados Unidos, ela fez o teste para o papel de Hushpuppy quando tinha apenas 5 anos. Na história, sua personagem é uma menina de 6 anos que vive em uma comunidade miserável isolada às margens de um rio. Ela está correndo o risco de ficar órfã, pois seu pai está muito doente. Ele, por sua vez, se recusa a procurar ajuda médica. Um dia, pai e filha precisam lidar com as consequências trazidas por uma forte tempestade, que inunda toda a comunidade. Passando a viver em um barco, eles encontram alguns amigos que os ajudam. Com a indicação, Quvenzhané bateu Keisha Castle-Hughes (22), que foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz aos 13 ...

Leia mais
oscar1

13 negros vencedores do Oscar

Em 1987, ao subir ao palco, Eddie Murphy reclamou e disse que a premiação do Oscar não era dada a atores negros. Segundo ele, "os negros e ele mesmo não seriam capazes de levar uma estatueta". Eddie Murphy foi indicado ao Oscar em 2007 por 'Dreamgirls', mas quem venceu foi Alan Arkin, por "Pequena Miss Sunshine". O Oscar já pronto para a sua 84ª edição em 2012. Mesmo não sendo justo com os atores negros e atrizes negras nestas oito décadas, temos uma  lista de atores e atrizes que foram contemplados com o prêmio máximo da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, o Oscar. Essa lista contempla apenas os premiados na categoria de Melhor Ator e Melhor Ator  Coadjuvante. Sabemos que em outras categorias existem mais negros e negras contemplados.  Segue lista de 13 negras e negros vencedores do Oscar:   1 - Hattie McDaniel ficou famosa após vencer o Oscar de ...

Leia mais
zozimo bulbul

Tributo a Zózimo Bulbul

Cultne apresenta o Tributo a Zózimo Bulbul a partir do argumento, edição e direção de Filó Filho com quem Zózimo conviveu nos anos 70, durante a realização da peça teatral "Orfeu Negro" no Renascença Clube, zona norte do Rio de Janeiro. O ator e cineasta Zózimo Bulbul faleceu aos 75 anos no último dia 24 de janeiro de 2013, deixando um grande legado para comunidade negra. Ele nasceu Jorge da Silva em 1937, mas adotou o nome Zózimo Bulbul e se popularizou com um dos grandes nomes da produção cinematográfica afro-brasileira. Também foi um dos primeiros modelos negros brasileiros nos anos 60, Bulbul foi cineasta, ator, diretor e roteirista e o primeiro protagonista negro a beijar nas telas do cinema nacional. Filó e Zózimo Bulbul se conheceram nos início dos anos 70, quando iniciavam-se os primeiros passos para a mudança de imagem do Renascença, que trazia dentro da sociedade a marca ...

Leia mais
zozimo-bulbul-morreu-no-rio-aos-75-anos

Corpo do ator Zózimo Bulbul será sepultado hoje no Rio

O ator e cineasta Zózimo Bulbul vai ser enterrado nesta sexta-feira (25) no Cemitério São Francisco Xavier, no Caju, Zona Portuária da cidade. Zózimo, que foi dos maiores militantes da cultura negra do Brasil, morreu na quinta-feira (24) aos 75 anos. Amigos e admiradores estiveram no velório, na Câmara Municipal, na Cinelândia, Centro do Rio. Zózimo participou de mais de 30 filmes. Carioca, nascido em Botafogo e estudante de contabilidade na juventude, Zózimo foi presença em obras históricas do cinema brasileiro como "Cinco Vezes Favela", "Quilombo", "Terra em Transe". Na televisão atuou em novelas e minisséries. O ator foi o primeiro negro protagonista de uma novela brasileira. Em 1969 ele fez par romântico com Leila Diniz na novela "Vidas em Conflito", da extinta TV Excelsior. Bulbul trabalhou até novembro do ano passado. "É um sentimento horrível, horroroso, mas o que existe agora é um grande alívio, pois ele estava sofrendo ...

Leia mais
Zozimo

Morre o ator e cineasta Zózimo Bulbul, aos 75 anos

O ator e cineasta Zózimo Bulbul morreu nesta quinta-feira aos 75 anos em sua casa em Botafogo. Ele sofria de câncer havia alguns anos e não resistiu a uma parada cardíaca pela manhã. Ator e diretor de mais de 30 filmes, 50 anos de carreira, estreou no cinema com "Cinco vezes favela" na década de 60 e trabalhou com ícones do Cinema Novo como Glauber Rocha. Zózimo Bulbu  Um dos maiores expoentes afro-brasileiros do Cinema Novo nas décadas de 60 e 70, Zózimo Bulbul construiu sua trajetória no cinema através da história do seu povo no Brasil. Bulbul atuou também em clássicos como Terra em Transe (Glauber Rocha), Compasso de Espera (Antunes Filho) e, mais recentemente, em Filhas do Vento (Joel Zito Araújo), entre outros.  Em 1974, realizou seu primeiro trabalho, Alma no Olho. O título foi inspirado no livro do líder dos Panteras Negras Eldridge Cleaver,Alma no Exílio. O livro de Cleaver ...

Leia mais
lazaro ramos

E se o Brasil negro voltasse à África?

Com direção de Lázaro Ramos, Namíbia, não!, em temporada no Teatro da Caixa Cultural, põe em foco uma ordem (absurda) do Governo brasileiro que determina que os descendentes de africanos voltem todos à África O ano é 2016, mas o assunto não é esporte. Esqueça as Olimpíadas. Na peça de Aldri Anunciação, em cartaz até domingo no Teatro da Caixa Cultural, o tempo ali é de grande polêmica. Por determinação do Governo, todos os brasileiros descendentes de africanos teriam obrigatoriamente que regressar à África. Com direção do ator Lázaro Ramos, Namíbia, não! põe em cena esse debate com muito humor e rigor, aguçando reflexões sobre as relações contemporâneas do Brasil com o seu passado africano. Na entrevista a seguir, Lázaro expõe seus posicionamentos e conclui: “Toda discussão que ponha em evidência a relação Brasil-África eu acho importante. Acho fundamental a gente pensar sobre as nossas origens”.   O POVO – O ...

Leia mais
sesc tv

SescTV apresenta ‘Ser Negro no Brasil o Que É?’

Tendo o negro nos temas e nos elencos das produções, o ciclo é composto por cinco filmes inéditos e dois do acervo do canal. São inéditos: Macunaíma (1969), de Joaquim Pedro Andrade; A Negação do Brasil (2000), de Joel Zito Araújo; Quase Dois Irmãos (2004), de Lúcia Murat; Cafundó (2005), primeiro longa de Paulo Betti e Clóvis Bueno,; e Em Quadro: A História de 4 Negros nas Telas (2009), de Luis Antônio Pilar, pela primeira vez na televisão. Para sintonizar o SescTV: Sistema DTH (ou em todo o território): Canal 3, da Sky Canal 137, da NET Digital nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro Canal 28, da Oi TV Canal 228, da GVT Em outras cidades consulte: www.sesctv.org.br Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv Exibições de 20 a 25 de novembro: Macunaíma, de Joaquim Pedro de Andrade. 20/11, terça, 23h. 16 anos. Compasso de Espera, de Antunes ...

Leia mais
oyelowo

‘Hollywood não ignora a raça dos atores’, diz nova promessa do cinema

"Sei que estou me saindo bem nos Estados Unidos quando não preciso mais dizer às pessoas como pronunciar meu sobrenome", diz David Oyelowo com seu característico humor seco. "Basta colocar uma letra 'o' nas duas pontas de 'yellow'." Se tudo correr bem, no entanto, essa pode ser a última vez que isso precisou ser dito. O ator britânico está caminhando para se tornar um astro de cinema americano.Oyelowo fala de telefone de New Orleans, onde está filmando The Butler com Forest Whitaker e Oprah Winfrey. Esse é um dos seis projetos de 2012 para o ator de 36 anos, que estabeleceu suas credenciais numa temporada de três anos na Royal Shakespeare Company. Lá, ele se tornou o primeiro ator negro a interpretar um rei britânico, em 2001, e então decidiu que estava pronto para desafios maiores. Cinco anos atrás, ele se mudou para os EUA para tentar a sorte em ...

Leia mais
seteventosmatria

Ministério da Cultura lançará editais para produção cultural por negros

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, vai lançar editais com a temática afrodescendente condicionando a produção e criação a produtores e criadores negros. Com isso, a ministra quer estabelecer novo paradigma em que a cultura, em todas as linguagens apoiadas pelo Ministério da Cultura (MinC), tenha protagonismo dos negros, de fato. É uma justa reivindicação da comunidade negra, diz a ministra, que, segunda-feira, em São Paulo, ouviu, entre as manifestações dos produtores da cultura digital, o desabafo de que a cultura negra é apoiada pelo MinC, mas não é realizada por produtores e criadores negros. Hoje, em reunião em seu gabinete, com a ministra de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, a ministra Marta aprofundou a questão. E determinou aos presidentes da Funarte, Antonio Grassi, da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Galeno Amorim, e à secretária do Audiovisual, Ana Paula Santana, que apresentem, até a semana que vem, ...

Leia mais
5985154

Gilberto Gil adapta canções de O Rei Leão

Por: Thiago Mariano   Foram anunciados na terça-feira, em São Paulo, detalhes sobre o musical 'O Rei Leão', que estreará em março no Teatro Abril (futuro Teatro Renault). Gilberto Gil, que adaptou as canções para a versão teatral do clássico da Disney, esteve presente no evento e contou sobre como foi verter as composições do sucesso da Broadway para o português. "Fiquei reticente, mas tive uma animação muito grande em casa, na família, principalmente dos netos", conta o compositor. "Traduzir é sempre arriscado. O tradutor se arrisca a perder a alma, não só a sua, mas a dos outros." O artista também discorreu sobre sua identificação com a obra, algo feito para a família, que fala de redenção. "Rei Leão é a dimensão redentora que é herdada pelo pequeno leão." Thomas Schumacher, produtor e presidente da Disney Theatrical Group, e Julie Tayor, diretora do musical, também conversaram com a imprensa ...

Leia mais
livro-olobum

Livro conta universo de atrizes do Bando de Teatro do Olodum

Por: Sérgio Maggio   Quem assiste à novela Gabriela nem imagina a capacidade cênica de Rejane Maia, que faz uma participação singela como a empregada Zulmira, que, quando aparece, vive a choramingar diante do destino dramático da prostituta Lindinalva (Giovanna Lancellotti). Atriz formada no Bando de Teatro Olodum, ela já calou plateias só com um número silencioso de dança. Com movimentos de inspiração afro, bailou inesquecivelmente como uma orixá. Da participação subaproveitada na teledramaturgia, torna-se uma das protagonistas poderosas do livro Guerreiras do Cabaré, do escritor e jornalista baiano Marcos Uzel, que durante um ano mergulhou no universo feminino do mais importante grupo de intérpretes negros em atividade no Brasil. O resultado é um importante registro sobre a força da mulher negra no coletivo de teatro politizado, a partir da montagem Cabaré da raça, que esteve em Brasília por diversas vezes. Em uma das cenas da peça, Rejane Maia diz: ...

Leia mais
IsaacJulien

Isaac Julien: Geopoéticas

Curadoria de Solange FarkasDe 4 de setembro a 16 de dezembro de 2012No SESC Pompeia, São Paulo, e SESCTV   Quatro instalações em múltiplas telas, criadas ao longo da última década, compõem o segmento central da primeira individual do artista britânico Isaac Julien no Brasil. A exposição Isaac Julien: Geopoéticas tem curadoria de Solange Farkas e acontece no SESC Pompeia, com exibição paralela de destaques da filmografia de Julien pelo SESCTV. A mostra abrange um período de duas décadas de produção de Julien, e procura revelar ao público brasileiro o duplo caráter de sua obra: a exposição dá relevo tanto à profunda preocupação do artista com os temas de identidade cultural, afirmação social e questões de gênero e políticas quanto à sua rigorosa atenção aos aspectos formais, que envolvem um uso muito preciso de cores e matizes, construções narrativas multifacetadas e sobreposições visuais e sonoras. O título da exposição refere-se ...

Leia mais
Spike Lee (Foto: Victoria Will/Invision/AP)

Com filme novo, Spike Lee fala de seu jeito de fazer cinema

"Cara, se você não pode apostar em si mesmo, então o que está fazendo?", diz Lee numa entrevista por telefone. "Meus pais disseram para a gente: 'se vocês quiserem alguma coisa, vão atrás dela'." O diretor/produtor/escritor/ator de 55 anos, conhecido por seus filmes incendiários 'Faça a Coisa Certa' (1989) e 'Malcolm X' (1992), explodiu no cinema no fim dos anos 1980 com filmes ousados que não tinham medo de ir fundo em questões como racismo e política. Sua obra abriu caminho para outros realizadores afro-americanos, notadamente John Singleton e Tyler Perry, e serviu de trampolim para a carreira de atores como Samuel L. Jackson e Denzel Washington. Victoria Will/Invision/AP Na época, Lee dirigia filmes controvertidos; ele próprio é polêmico na vida real. Hoje, suas produções se enquadram mais na linha tradicional, mas sua perspectiva se mantém dura e mordaz. Em janeiro, na estreia no Sundance Film ...

Leia mais
joel-zito

Produção cultural nega diversidade racial do País, diz cineasta

Em debate da Comissão de Educação e Cultura sobre incentivo à cultura negra, o cineasta Joel Zito Araújo afirmou que a atual produção cultural do País nega a diversidade racial brasileira. Segundo ele, há um "embranquecimento" das telas do cinema e da TV. Essa realidade foi mostrada em dois trabalhos de Araújo: no documentário "A Negação do Brasil" e no livro "O Negro na TV pública". Pesquisas citadas por ele mostram a baixa representatividade de negros na TV e no cinema e revelam que 90% dos personagens negros são subalternos. O cineasta reclamou ainda da ausência de políticas públicas para fomentar a imagem justa e equilibrada da população. Ele defendeu a reserva de cota, nos editais de patrocínio cultural de estatais, para projetos apresentados por negros. A ausência no debate da ministra da Cultura, Anna de Holanda, foi lamentada pela makota (auxiliar direta da mãe de santo ou sacerdotisa) do ...

Leia mais
NelsonRodrigues

Nelson Rodrigues é retratado por meio das próprias palavras em exposição em São Paulo

Por: Daniel Mello   São Paulo - Amor, bondade, hipocrisia, canalha, adúltera, racismo e fome são algumas das palavras que se espalham pelo chão para receber o visitante da Ocupação Nelson Rodrigues. As expressões foram escolhidas entre as mais usadas nas crônicas e peças do dramaturgo e jornalista. A mostra ficará aberta até o dia 29 de julho no Itaú Cultural, na Avenida Paulista, região central da capital.A essência da mostra é retratar Nelson a partir da visão do próprio artista. 'Por meio do que escreveu e do que falou em depoimento e entrevistas sobre ele e sua obra. O que pensava da sociedade, da carreira jornalística, da carreira dramatúrgica, da relação com a família, as memórias' explica a assistente de curadoria e diretora do audiovisual da exposição, Sonia Muller.Todas as tragédias e desilusões presentes nas suas obras eram, para Nelson, apenas um reflexo da realidade. 'Ele não inventou a ...

Leia mais
Página 15 de 17 1 14 15 16 17

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist