Taofik Okoya cria bonecas negras para combater preconceito e vende mais que Barbie

Enviado por / FonteDo Guia-me

Taofik Okoya, deixou o cargo de diretor da empresa de seu pai na África para abrir uma empresa de bonecas.

A ideia surgiu quando ele precisou comprar uma boneca para sua sobrinha e percebeu que no mercado só haviam bonecas brancas e muito caras. Okoya então resolveu fazer algo importante pelas garotas africanas.

Ele criou o projeto ‘Queens of Africa’ (Rainhas da África), uma série de bonecas negras, inspiradas em em grandes mulheres da história africana.

“Meu objetivo é mudar a realidade de milhares de crianças com brinquedos próximos de sua realidade”, disse o empresário.

Com a maior população de crianças negras no mundo, as bonecas de Okoya atualmente são mais vendidas que as Barbie, na Nigéria, o que mostra um grande avanço cultural, pois muitas famílias tinham resistência a comprar bonecas, por considerá-lo um brinquedo elitista.

Bonecas usam roupas típicas (Foto: Queens of Africa/Divulgação)
Taofick, criador da marca (Foto:
Taofick Okoya/Arquivo pessoal)

+ sobre o tema

Tecnologia inovadora conecta comunidades sem acesso à internet por meio de celulares simples

O sistema VOJO permite postagem em blogs e redes sociais por...

Marlon James mostra o que há de fantástico em reimaginar a África

No seu quarto romance, Marlon James, o premiado autor...

para lembrar

Aos 80 anos, Antônio Pitanga Recebe medalha de honra Zumbi dos Palmares

O evento aconteceu nessa quinta (6), na Câmara de...

Lula: Desenvolvimento da África integra solução da crise mundial

O desenvolvimento do continente africano, com mais infraestrutura,...

Adolescente sobrevive depois de 26 dias à deriva no Pacífico

Um adolescente sobreviveu após ficar à deriva em um...
spot_imgspot_img

14 de maio e a Revolta dos Malês

Quem passa pelo Campo da Pólvora, em Salvador, nem imagina que aquela praça, onde ironicamente hoje se encontra o Fórum Ruy Barbosa, foi palco...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

Dia 21, Maurício Pazz se apresenta no Instrumental Sesc Brasil

Maurício Pazz, paulistano, nos convida a mergulhar nos diferentes sotaques oriundos das diásporas africanas no Brasil. No repertório, composições musicais do próprio artista, bem...
-+=