TIDAL é oficialmente lançado pelos seus donos poderosos: Jay-Z, Beyoncé, Madonna, Kanye, Rihanna

A espera acabou! Depois de um dia inteiro de expectativa, finalmente foi lançado o serviço de streaming TIDAL, que promete bater de frente com o Spotify e tem como principal característica ser comandada pelos próprios artistas.

O evento de lançamento oficial da plataforma aconteceu agora há pouco em Nova York e reuniu todos os donos: Alicia Keys, Arcade Fire, Beyoncé, Calvin Harris, Chris Martin, Daft Punk, Jack White, Jay-Z, Kanye Wets, Deadmau5, Madonna, Nicki Minaj, Rihanna e Usher.

A apresentação do serviço ficou por conta de Alicia Keys, que fez um discurso falando da proposta do serviço de aproximar artista e público.

Com exceção de Calvin Harris, que ainda está aqui em casa no Brasil, e do Chris Martin, todos assinaram o termo de compromisso do serviço, com destaque para Madonna, que, claro, não poderia assinar de uma forma qualquer e subiu na mesa para fazer isso. Hahaha!

O mais interessante do TIDAL é justamente os seus donos poderosos, já que a plataforma surge como o primeiro serviço de streaming comandado pelos próprios artistas. Esse controle deles vai permitir que haja um pagamento de royalties maior para as canções disponibilizadas.

Apesar de ter sido lançado apenas por Jay-Z em outubro do ano passado, o TIDAL repaginado tem igualdade entre os seus donos, cada um tem a mesma quantidade de lucro e o mesmo poder de comando, de acordo com o Financial Times.

O serviço

O TIDAL é uma plataforma de streaming que oferece mais de 25 milhões de músicas e 75 mil vídeos, com direito a conteúdos exclusivos para os seus assinantes. Todas as músicas serão disponibilizadas no formato LossLess, que mantém a qualidade intacta.

O preço para a assinatura aqui no Brasil tem sido estimada entre R$30 e R$60. É salgado, mas promete valer a pena. Além de tudo isso, o TIDAL ainda terá a função de reconhecer músicas, algo que a gente encontra hoje em dia no aplicativo Shazam.

+ sobre o tema

Rio dos Macacos apresentará denúncias à Comissão da Câmara

  Quilombolas do Rio dos Macacos se reunirão...

Anderson Silva passa o Dia das Crianças com seus filhos

Anderson Silva larga a roupa de aranha e veste...

Santos terá programação especial em comemoração ao Dia da Consciência Negra

Celebrações começam nesta sexta, com a posse do Conselho...

para lembrar

Grace Bumbry

Grace Bumbry nasceu em St. Louis, Missouri, Estados Unidos,...

Questão da terra é a mais difícil enfrentada pelos quilombolas, diz ministra

A ministra Luiza Bairros, da Secretaria de Políticas de...

Marcelo D’Salete é indicado ao Prêmio Eisner, o Oscar dos quadrinhos

'My Favorite Thing Is Monsters', de Emil Ferris, já...

Qual é o segredo para o sucesso de ‘Pantera Negra’?

O filme bate recordes de bilheteria e se torna,...
spot_imgspot_img

Violência contra territórios negros é tema de seminário com movimentos sociais em Salvador

Diante da escalada de violência que atinge comunidades negras e empobrecidas da capital e no interior da Bahia, movimentos sociais, entidades e territórios populares...

Segundo documentário sobre Luiz Melodia disseca com precisão o coração indomado, rebelde e livre do artista

Resenha de documentário musical da 16ª edição do festival In-Edit Brasil Título: Luiz Melodia – No coração do Brasil Direção: Alessandra Dorgan Roteiro: Alessandra Dorgan, Patricia Palumbo e Joaquim Castro (com colaboração de Raul Perez) a partir...

Tony Tornado relembra a genialidade (e o gênio difícil) do amigo Tim Maia, homenageado pelo Prêmio da Música Brasileira

Na ausência do homenageado Tim Maia (1942-1998), ninguém melhor para representá-lo na festa do Prêmio da Música Brasileira — cuja edição 2024 acontece nesta quarta-feira (12),...
-+=