Toni Garrido diz que prefere usar a palavra ‘afrodescendente’

Não faz muito tempo que foi instituído no Brasil que deve-se substituir a palavra ‘negro’ por ‘afrodescendente’, com a justificava de remeter não só à cor da pele, mas às referências históricas e culturais de origem africana. O vocábulo ainda não está na boca do povo, mas Toni Garrido faz questão de utilizar. O cantor diz que fala dessa forma porque é muito melhor do que dizer outros verbetes, que julga pejorativos.

“Uso afrodescendente porque é uma palavra mais legal do que negão, crioulo, neguinho. Para evitar qualquer palavra mais agressiva ou divertida – que muitas vezes não sabemos diferenciar uma da outra – eu falo assim. Tem tanta coisa no meio do caminho que talvez não seja legal… Afrodescendente não agride ninguém e é bonito”, explica e afirma que usa esta palavra para generalizar de uma forma positiva.

De 1994 a 2008, Toni Garrido se dedicou a ser vocalista do Cidade Negra, mas resolveu dar um tempo para seguir com uma carreira solo. Depois, em 2011, ele voltou a dividir os palcos com o grupo que o tornou conhecido no Brasil inteiro. E para começar 2012 com o pé direito, em dezembro, a banda está lançando um novo disco que será trabalhado no próximo ano.

“Agora estou muito mais dedicado ao Cidade Negra, desde que voltei, e é uma banda que exige cuidado, dedicação… O novo disco, Hey, Afro!, é um chamado para todos que gostam da cultura afrodescendente. A gente já está em turnê, mas do álbum começa a partir de quando o trabalho estiver pronto e exposto, que é no final do ano”.

Ele também tem uma carreira bem alicerçada como ator: já esteve em quatro filmes, duas novelas – ambas na Record – e apresentou um programa na Globo (Fama). Este outro lado artístico, por enquanto, ele prefere deixar quietinho para não acumular trabalhos.

“Não dá para ter nenhum tipo de compromisso com outra coisa porque acho que não rola. O Cidade me exige muito, todo dia, e agora tem lançamento de álbum e vou pensar em outra coisa só para o ano que vem”.

Romântico

Um dos maiores trabalhos realizados por Toni foi protagonizar o romance Orfeu, escrito pelo poeta Vinícius de Moraes, que tiveram algumas cenas gravadas durante um desfile da Escola de Samba Viradouro, no Rio de Janeiro. Além disso, ele também canta músicas românticas que já embalaram vários casais das décadas 1990 e 2000. Mas, na vida real, o cantor prefere esconder este seu lado ‘lírico’ para mostrar apenas a uma pessoa escolhida.

“Sou romântico até a página três. Quando eu sinto que está aparecendo demais, eu escondo. Tenho estes pudores. Romantismo é maravilhoso, mas é muito íntimo e tem de ser fechado. Dá para ser carinhoso, que é uma característica que acho interessante e importante com as pessoas que gosto. Romantismo só quem vê é quem está do meu lado senão fica popular demais”.

 

+ sobre o tema

Aparecida Petrowky e Rihanna. Separadas no nascimento?

Aparecida Petrowky e Rihanna. Separadas no nascimento? Aparecida Petrowky, 27...

Gloria Maria explica corpão com “levantamento de filhas”

 A idade Gloria Maria não revela nem sob tortura....

Nina Simone: a arte contra o racismo

O movimento dos direitos civis é um dos momentos...

Morre o humorista Canarinho, do programa ‘A Praça É Nossa’

Morreu, no início da tarde desta sexta-feira (21), o...

para lembrar

Antônio Carlos, zagueiro do São Paulo adota apelido de Mano Brown

  Como diria a música dos Racionais MC’s,...

Médicos de Cuba en Haití: la solidaridad silenciada

Los cerca de 400 cooperantes de la brigada médica...

Los afrodescendientes y los movimientos sociales

Por: Diógenes Díaz   Nadie debe poner en...
spot_imgspot_img

‘Está começando a segunda parte do inferno’, diz líder quilombola do RS

"Está começando a segunda parte do inferno", com esta frase, Jamaica Machado, líder do Quilombo dos Machado, de Porto Alegre, resumiu, com certo desânimo, a nova...

Carnaval 2025: nove das 12 escolas do Grupo Especial vão levar enredos afro para a Avenida

Em 2025, a Marquês de Sapucaí, com suas luzes e cores, será palco de um verdadeiro aquilombamento, termo que hoje define o movimento de...

Spcine marca presença no Festival de Cinema de Cannes 2024 com ações especiais

A Spcine participa Marché du Film, evento de mercado do Festival de Cinema de Cannes  2024 e um dos mais renomados e influentes da...
-+=