Início Questões de Gênero Biden avalia declarar emergência de saúde pública relacionada ao aborto

Biden avalia declarar emergência de saúde pública relacionada ao aborto

Na sexta-feira (8), o presidente dos Estados Unidos assinou um decreto para facilitar o acesso a serviços para interromper a gravidez.

O presidente dos EUA, Joe Biden, assina ordem executiva para ajudar a proteger o acesso das mulheres ao aborto e à contracepção ao lado da vice-presidente Kamala Harris, secretário de Saúde e Serviços Humanos Xavier Becerra e vice-procuradora-geral Lisa Mônaco — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse neste domingo (10) ter pedido a membros de seu governo que considerem se ele tem autoridade para declarar uma emergência de saúde pública relacionada ao aborto, após a decisão da Suprema Corte de derrubar Roe v. Wade.

Os comentários vieram depois de Biden assinar na sexta-feira um decreto para facilitar o acesso a serviços para interromper a gravidez.

Biden, um democrata, está sob pressão de seu próprio partido para tomar medidas após a decisão histórica da Suprema Corte no mês passado de anular a decisão Roe v. Wade, que derrubou cerca de 50 anos de proteção dos direitos reprodutivos das mulheres.

Sete estados conservadores já proibiram o acesso a interrupção voluntária da gravidez (IVG) e é provável que muitos outros sigam seus passos.

-+=