Início Áreas de Atuação Direitos Humanos Frase ‘#Busque Racismo Estrutural’ é pintada na Avenida Faria Lima no Dia...

Frase ‘#Busque Racismo Estrutural’ é pintada na Avenida Faria Lima no Dia Internacional dos Direitos Humanos

Coletivo de artistas pintam frase #Busque Racismo Estrutural, para estimular as pessoas a entender como o racismo está presente na sociedade e as formas de combatê-lo — Foto: Reprodução/TV Globo

O movimento antirracista pintou a frase “#Busque Racismo Estrutural“ na Avenida Faria Lima, na Zona Sul de São Paulo, no Dia Internacional dos Direitos Humanos, comemorado neste 10 de dezembro. A inscrição foi feita pelo mesmo grupo que escreveu “Vidas Pretas Importam” na Avenida Paulista, no mês passado.

Cerca de 60 artistas e produtores culturais se reuniram entre a noite de quinta-feira (9) e madrugada desta sexta (10) para pintar a rua. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) sinalizou o local, mas o motorista de ônibus avançou sobre parte da pintura e borrou o asfalto.

A ideia do coletivo é ajudar a entender o que é racismo estrutural e fazer com que as pessoas busquem o tema na internet. A Avenida Faria Lima foi escolhida por ser sede de importantes empresas.

Essa foi a quarta frase que o coletivo cultural independente pintou na cidade para dar visibilidade e combater o racismo.

A primeira frase foi pintada na Paulista em 21 de novembro após a morte de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por seguranças de um supermercado em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Entre 26 e 27 de novembro, a Avenida 9 de Julho ganhou a frase “O futuro é uma mulher preta”. E em 28 de novembro, o Minhocão ganhou a frase “Silêncio é apagamento”.

O Brasil registrou mais de 12 mil casos de racismo e injúria racial no ano passado. O estado de São Paulo lidera o ranking com o maior número de ocorrências.

Paulista
Manifestantes pintaram a frase “Vidas Pretas Importam” na Avenida Paulista, em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp), na região Central da capital paulista, em protesto motivado pelo assassinato do cidadão negro João Alberto Silveira Freitas, espancado até a morte por seguranças do supermercado Carrefour em Porto Alegre.

A ação na Avenida Paulista lembra o que manifestantes fizeram no Estados Unidos durante os protestos contra o assassinato de George Floyd, quando as avenidas de cidades também ganharam inscrições como “Black Lives Matter” (Vidas Negras Importam, em tradução para o português).

Frase ‘Vidas Pretas Importam’ é pintada na Avenida Paulista — Foto: Andre Penner/AP

 

Fonte: G1
-+=