sexta-feira, julho 30, 2021

Em Pauta

Perifa Connection/Divulgação

Evangélicos se unem em coalizão contra Bolsonaro

Nós, que somos evangélicos e nos identificamos com uma leitura bíblica que destaca o valor da justiça social e da igualdade, não podemos ficar calados diante de um governo que, como disse Jesus no Evangelho de João (10.10), se assemelha ao ladrão que veio matar, roubar e destruir. Formamos a Coalizão Evangélica Contra Bolsonaro, por entender a necessidade do Brasil de derrubar o governante que tem espalhado a morte, o ódio e a discórdia, além do desemprego e da fome —que voltaram a ser realidade na vida de milhares de brasileiros, inclusive entre evangélicos como nós. A coalizão é composta por movimentos, grupos e coletivos (confira a lista das instituições abaixo) que têm a mesma proposta: a defesa de uma vida digna e abundante, em que a justiça corra como um rio contínuo e transforme a realidade do país. A proposta é que, nos atos, esses grupos formem um bloco único com mensagens...

Leia mais
Paulinho comemora gol pelo Brasil atirando a flecha de Oxóssi (Foto: DANIEL LEAL-OLIVAS / AFP)

Olimpíada: Entenda o ofá de Oxóssi, comemoração de Paulinho no gol sobre a Alemanha

Autor do quarto gol da seleção brasileira na vitória por 4 a 2 sobre a Alemanha, pela estreia da seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o atacante Paulinho comemorou com um gesto simbolizando uma flecha sendo atirada. A celebração tem um significado profundo para o jogador: trata-se da flecha, ou ofá, de Oxóssi, orixá que o protege no Candomblé. Autor do quarto gol da seleção brasileira na vitória por 4 a 2 sobre a Alemanha, pela estreia da seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o atacante Paulinho comemorou com um gesto simbolizando uma flecha sendo atirada. A celebração tem um significado profundo para o jogador: trata-se da flecha, ou ofá, de Oxóssi, orixá que o protege no Candomblé. — O mito mais famoso diz que em certa ocasião, ele salvou um reino tendo uma só flecha. Matou um pássaro enviado pelas feiticeiras...

Leia mais
Hospital de campanha construído para pacientes com covid-19 em Boa Vista em 2020 (Foto: Giovani Oliveira/Semuc/PMBV)

Funai executa menos de 1% dos recursos de combate à covid-19 entre indígenas

Os povos indígenas, um dos elos mais frágeis no enfrentamento da covid-19, encaram neste ano um desafio a mais na pandemia: a lentidão dos investimentos federais voltados a medidas de combate ao vírus. O primeiro semestre de 2021 foi marcado pela execução pífia dos recursos públicos reservados para esta finalidade. Os dados oficiais do governo mostram que, entre 1º de janeiro e 3º de junho, o governo disponibilizou, em valores corrigidos pela inflação, um total de R$ 41,048 milhões para a Fundação Nacional do Índio (Funai) aplicar em ações de “Enfrentamento da Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional Decorrente do Coronavírus”. No primeiro semestre, porém, somente R$ 383,5 mil desse montante foram empenhados, ou seja, reservados para bancar contratos firmados nesta área. Isso equivale a menos de 1% do total. Outros R$ 753,5 mil chegaram a ser usados, mas para pagar contas feitas no ano anterior, os chamados “restos a pagar”. Esse dinheiro...

Leia mais
MB Media/Getty Images

Que Exu Ilumine o Brasil

O futebol sempre esteve presente dentro da minha casa. Bem antes de eu estar prestes a realizar o sonho de disputar uma Olimpíada, representando o povo brasileiro e as cores do meu país. Na verdade, bem antes de eu nascer. Quando minha mãe estava grávida do meu irmão mais velho, ela combinou com meu pai que ele se chamaria Paulo Henrique. Afinal, meu pai se chama Paulo Henrique, e ela gostava do nome. Então, o Paulo Henrique pai vai até o cartório e registra o Paulo Henrique filho, certo? Que nada. Minha mãe pega a certidão de nascimento e quase cai pra trás ao ver o nome: ROMÁRIO! Cara, aí brincou com o perigo... Ela é vascaína fanática! Como o Romário tinha jogado no Flamengo, esse nome não estava nem de longe entre os seus preferidos para batizar um filho. Ela ficou bolada, passou um mês sem falar com meu...

Leia mais
Touca destinada a cabelos crespos foi proibida pela Fina — Foto: Reprodução/Soul Cap

Após proibição, federação de natação reavalia uso de touca para cabelo crespo

A Federação Internacional de Natação (Fina) decidiu reavaliar a proibição imposta ao uso de touca especial a cabelos crespos de atletas. A mudança de postura ocorreu às vésperas do começo da Olimpíada de Tóquio e após mobilização de nadadores, conforme reportagem do jornal norte-americano The New York Times. O produto, chamado Soul Cap, conforme o fabricante, acomoda cabelos mais espessos, volumosos e encaracolados, o que daria melhor adaptação e protegeria os fios do cloro da água das piscinas. De acordo com a reportagem, a Fina não quis comentar o processo de revisão, porém, divulgou um comunicado, em 2 de julho, no qual afirmou que a instituição está “atualmente revendo a situação com relação à Soul Cap" e que "compreende a importância da inclusão e da representação”.​ Em recente entrevista à BBC, do Reino Unido, os fundadores da Soul Cap alegaram que a razão dada pela Fina para a decisão foi...

Leia mais
Bianca Santana (Foto: Caroline Lima)

Falta postura antirracista na esquerda, diz biógrafa de Sueli Carneiro

“Entre esquerda e direita, continuo preta”. Dita no começo dos anos 2000, a frase da ativista e intelectual Sueli Carneiro segue atual. A reflexão agora inspirou o título da biografia que a jornalista Bianca Santana lança sobre Carneiro. Resume, segundo a biógrafa, a falta de interesse da direita em ter pessoas negras no poder, e evidencia como a esquerda, que diz ser antirracista, tem poucas posturas de fato antirracistas. Em entrevista à coluna (assista aqui via YouTube ou ouça aqui pelo Spotify), Santana falou também, baseando-se na história do ativismo e da obra de Carneiro, sobre a conquista de espaço das mulheres negras no feminismo e na luta antirracista. Carneiro questionou a ordem social racista presente também no movimento feminista. Nela, o homem branco vem primeiro, seguido da mulher branca, do homem preto e, aí sim, da mulher negra. A autora detalhou como foi a busca pelos ancestrais escravizados de Carneiro, o começo de seu ativismo e o...

Leia mais
Lucarelli finaliza para o Brasil na final da Liga das Nações contra a Polônia (Foto: FIVB/Divulgação)

Lucarelli e Douglas brigam por medalhas no vôlei e contra preconceitos

Em quadra, Lucarelli, 29, e Douglas Souza, 25, disputam a mesma posição, a de ponteiro da seleção masculina de vôlei. Ambos, porém, estão unidos em um propósito, o de combater a homofobia e o racismo. Campeão olímpico nos Jogos do Rio-2016, Lucarelli é um dos pontos de desequilíbrio da seleção brasileira candidata a repetir a dose em Tóquio-2020. Na conquista da Liga das Nações, realizada entre maio e junho em Rimini na Itália, Lucarelli chamou atenção ao pisar na quadra e cruzar os braços, gesto em referência a Wakanda Forever, símbolo do personagem Pantera Negra. “Para ser sincero, aquele símbolo foi do nada. Pediram para fazermos algo para câmera. Acho o filme bem legal, acho uma representatividade bem legal. Infelizmente, ainda sofremos muito com essa questão do racismo. não somente contra negros, contra outras classes, contra a opção sexual”, disse Lucarelli durante entrevista coletiva neste domingo (18). “Fico muito feliz de ser um atleta negro...

Leia mais
Pieter Cnoll com a família e seus criados escravizados — pintura de Jacob Coeman (Foto: RIJKSMUSEUM)

Exposição retrata passado de violência colonial da Holanda que inclui Brasil

Os magníficos retratos de corpo inteiro de Oopjen Coppit e seu marido Marten Soolmans, de autoria de Rembrandt (1606-1669), são dois dos bens mais preciosos do Rijksmuseum em Amsterdã — o renomado museu nacional de arte e história da Holanda. Vestidos com elegância requintada e pintados da forma que apenas os mais ricos poderiam pagar, o casal é a personificação da era de prosperidade econômica e florescimento artístico conhecida como "a Idade de Ouro Holandesa". Mas estes retratos também contam uma história mais complexa e perturbadora, uma vez que a riqueza dos Soolmans era proveniente do refino do açúcar produzido por uma mão de obra escrava em plantações de cana de açúcar no Brasil. Por mais de 250 anos, a Holanda teve vastas colônias nas regiões que hoje são conhecidas como Indonésia, África do Sul, Curaçao, Nova Guiné — para citar algumas —, onde homens, mulheres e crianças escravizadas eram...

Leia mais
Arte:@gabrielatornai_ / Foto: Ichiro Guerra

Racismo, negligência e extermínio: o tripé básico do governo Bolsonaro

No Brasil, cor e classe social são fatores de risco na pandemia de coronavírus. Essa é a constatação apresentada nos estudos recentemente publicados pelo Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde Pública da PUC-Rio e o Instituto Polis. Dos contaminados, quase 55% dos pretos e pardos vão a óbito, entre os brancos a taxa ficou em 38%.  Os dados refletem a histórica ineficiência das instituições brasileiras de construir políticas públicas de reparação histórica e de combate ao racismo.   Mesmo as poucas iniciativas existentes, como é o caso das cotas raciais, ainda não foram suficientes para produzir um impacto em largas proporções ao ponto de igualar a pirâmide social brasileira. Em média, um trabalhador negro tem salário 17% menor que um branco de mesma origem social. Essa realidade se agravou ainda mais na atual crise econômica. Com o desemprego e a queda brutal da massa salarial, os trabalhadores negros e...

Leia mais
Amanda Costa, ativista ambiental (Foto: Reprodução/Instagram @souamandacosta)

‘Racismo ambiental também é uma forma de genocídio’, diz Amanda Costa, 24 anos, ativista e embaixadora da juventude na ONU

Pensando em deslizamentos, queimadas, chuvas fortes e alagamentos, é natural vir à memória os noticiários que mostram as partes mais pobres das cidades destelhadas com os fortes ventos, destruídas pela terra que desliza ou alagadas pela chuva. É que os desastres naturais costumam afetar a população mais pobre de forma muito mais arrasadora. Um exemplo é o furacão Katrina, que, em 2005, fez mais de 1,3 milhão de pessoas deixarem o estado da Louisiana, 400 mil delas só de Nova Orleans, tornando esta a maior evacuação na história dos Estados Unidos. Mas ainda assim, centenas de milhares de pessoas não conseguiram sair, principalmente nas áreas mais carentes. Muitos dos cidadãos não tinham carros ou dinheiro o suficiente para conseguir pagar o ônibus, e o governo fez muito pouco para tentar tirá-los do caminho do Katrina. O resultado: mais de 1.800 vidas perdidas. Esse cenário configura o racismo ambiental, um termo...

Leia mais
Vilma Pinto  -  Foto: Bianca Gens/FGV

Economista da Fazenda do Paraná assume a direção de instituição fiscal do Senado

Vilma da Conceição Pinto, assessora de apenas 31 anos da Secretaria de Estado da Fazenda, foi eleita nesta quarta-feira (7) pelo plenário do Senado Federal para exercer o cargo de diretora da Instituição Fiscal Independente (IFI), vinculada à Casa Legislativa, e se torna a primeira mulher negra a ocupar tal função. Ela deve deixar o cargo nos próximos dias e, como diretora, pretende contribuir com a discussão nacional da retomada da economia. Mestre em economia empresarial e finanças pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), com dissertação sobre avaliação e estimação do resultado fiscal estrutural sob a perspectiva de uma regra de política fiscal, Vilma foi sabatinada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), na qual apresentou o atual contexto econômico e social do País. Ela tem experiência em finanças públicas e quer desenvolver novos estudos na área. Criada em 2016, a Instituição Fiscal Independente do Senado busca ampliar a transparência nas contas públicas. A indicação foi...

Leia mais
Foto: Pino Gomes

Maria Produtora intensifica o foco em diversidade e inclusão

Com projetos assinados para Claro, Braskem, Nissan e outras grandes marcas, além da coprodução do filme CAROLINA, inspirado na vida e obra de Carolina Maria de Jesus, já com alguns patrocínios de grandes empresas que tem desenvolvido ações sobre diversidade, a Maria Produtora assume uma campanha no segmento de tecnologia. Ao lado da Intel e da Logitech, a série de conteúdos “Tecnologia que nos transforma”, desenvolvida e criada pela Maria Produtora, mostra o quanto a tecnologia pode transformar a vida de jovens negros que, mesmo com poucos recursos, vêm se tornando porta vozes de uma geração. Criada por Maria Gal (@mariagalreal), a Maria Produtora, que produz conteúdo para cinema, televisão e mídias digitais é hoje reconhecida como uma das melhores produtoras brasileiras no que se refere a equidade racial e de gênero diante das câmeras e também nos bastidores, contribuindo assim para a indústria audiovisual mais igualitária e com a verdadeira ‘cara do Brasil’. A produtora faz questão de ter no mínimo 56%...

Leia mais
Criança trabalha em plantação em Betsimeda, Madagascar  (Foto: Viviane Rakotoarivony - 2.mai.21/ONU/Reuters)

Pandemia empurrou mais 118 milhões de pessoas para a fome no mundo em 2020

Cerca de 118 milhões de pessoas em todo o mundo começaram a passar fome em 2020, ano em que a pandemia da Covid-19 paralisou boa parte do planeta, desestruturou famílias que perderam seus provedores, encerrou atividades econômicas e agravou desigualdades. Segundo o mais recente relatório da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), publicado nesta segunda (12), entre 720 e 811 milhões de pessoas passaram fome em 2020, cerca de 118 milhões a mais do que os números registrados no ano anterior. "Estamos falhando em prover direitos fundamentais a pessoas por todo o mundo", disse o secretário-geral da ONU, António Guterres. "Apesar de um aumento de 300% na produção mundial de comida desde os anos 1960, a desnutrição é um fator fundamental para reduzir a expectativa de vida", continuou. "É preciso mudar o sistema de produção de alimentos. Isso limitará os impactos da pandemia e começará uma mudança em direção a...

Leia mais

Relatório aponta retrocessos em políticas públicas do Brasil

No momento em que toda a comunidade internacional estará reunida no Fórum Político de Alto Nível das Nações Unidas (HLPF 2021), entre os dias 6 e 15 de julho, para acompanhar e revisar os avanços no cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), um estudo realizado por organizações não governamentais, entidades e fóruns da sociedade civil brasileira aponta que o País vem regredindo nas mais diversas áreas como pobreza, segurança alimentar, saúde, educação, gênero, economia e meio ambiente. A quinta edição do “Relatório Luz da Sociedade Civil sobre a Agenda 2030”, que utiliza apenas dados oficiais, será lançada na próxima segunda-feira, 12 de julho, às 10h,  em audiência pública no Congresso Nacional, com transmissão simultânea pelo e-Democracia e canais oficiais da Câmara dos Deputados. Já a comunidade internacional poderá acompanhar a divulgação dos dados na terça (13/07), a partir das 15h (em inglês) e das 17h (em espanhol), pelo...

Leia mais
O neurocientista Carl Hart, da Universidade Columbia, em Nova York (EUA) (Foto: Acervo pessoal)

Parem a matança: regulamentem as drogas

As histórias que contamos a nós mesmos sobre as drogas costumam ser muito simples: “as drogas são perigosas, assim como as pessoas que as usam”. Quando eu era um jovem soldado do Exército, eu acreditava que eu estava fazendo o trabalho de Deus ao dizer às pessoas para ficarem longe das drogas. Eu acreditava que a pobreza e a criminalidade que assolavam as comunidades pobres, como aquela de onde vim, eram um resultado direto das drogas. Essa crença me inspirou a estudar neurociência e dependência química. Passei mais de duas décadas conduzindo pesquisas de laboratório em busca de evidências que comprovassem a narrativa que diz que “drogas são ruins”. Ganhei bolsas multimilionárias do Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas (NIDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos para realizar pesquisas, e o que descobri é que a história real sobre as drogas não é tão simples quanto as narrativas populares podem ter levado...

Leia mais
Benedita da Silva e Douglas Belchior em reunião com Lula - Divulgação

Lula se reúne com Douglas Belchior e Benedita da Silva e discute agenda política para o país

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se encontrou, na tarde desta quarta-feira (7), na sede do Instituto Lula, com a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) e Douglas Belchior, liderança do movimento negro, fundador da Uneafro e membro da Coalizão Negra por Direitos, para discutir a agenda política do país.  Também estiveram no encontro, a presidenta do PT, Gleisi Hoffmann; Vitor Quarenta, da Direção Nacional do PT; o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP); e Marco Aurélio de Carvalho, advogado e coordenador do grupo Prerrogativas.  Durante o encontro, Douglas Belchior falou com o presidente sobre a morosidade na vacinação da população negra no Brasil e as estratégias no enfrentamento ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido).  Uneafro e a Coalizão Negra por Direitos são alguns dos movimentos que construíram os atos dos dias 29 de maio, 19 de junho e 3 de julho deste ano, pedindo o impeachment de Jair...

Leia mais
Martine Moïse, primeira-dama do Haiti, fotografada ao lado de seu marido, o presidente Jovenel Moïse, assassinado nesta quarta (Foto: HECTOR RETAMAL / AFP/23-5-2018)

Presidente do Haiti, Jovenel Moïse, é assassinado a tiros em sua casa em Porto Príncipe

Os piores presságios chegaram ao Haiti na manhã desta quarta-feira. O presidente Jovenel Moïse foi assassinado a tiros na madrugada, por homens armados que invadiram e atacaram sua residência, no bairro de Pelerin, em Porto Príncipe (capital do país), segundo informou no início da manhã o primeiro-ministro interino, Claude Joseph. A primeira-dama, Martine Moïse, também foi baleada no atentado, mas foi socorrida com vida e encaminhada a um hospital. Um comunicado divulgado por várias embaixadas do Haiti no exterior aponta que o ataque foi cometido por pessoas não identificadas, e que muitas delas “falavam em espanhol”. Um dos filhos do presidente testemunhou o ataque, mas saiu ileso. Em nota assinada pelo primeiro-ministro interino, o Governo haitiano pediu calma à população e garantiu que tanto a polícia quanto o Exército foram convocados para garantir a ordem no país. “A situação está sob controle. Estou em uma reunião para garantir a segurança e tomar todas as medidas...

Leia mais
Erika Hilton, eleita vereadora em São Paulo (Foto: Karime Xavier - 3.dez.19/Folhapress)

Justiça determina quebra de sigilo de perfil que ameaçou Erika Hilton de morte

O Tribunal de Justiça de São Paulo determinou a quebra de sigilo dos dados de um homem que usou as redes sociais para ameaçar de morte a vereadora de São Paulo Erika Hilton (PSOL). A decisão afirma ser necessária “a correta identificação do autor das mensagens, uma vez que o anonimato não pode servir para acobertar mensagens de ódio ou práticas ilícitas”. ATRÁS DA TELA Em maio deste ano, a parlamentar foi alvo de ataques transfóbicos após a exibição de uma reportagem pela TV Globo sobre preconceito e violência política, em que foi entrevistada. Na ocasião, ela ameaçou processar seus detratores —entre eles, o perfil no Twitter que agora é alvo da quebra de sigilo— e registrou boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial da Polícia Civil.

Leia mais
Logo da ONU em sede de Nova York
(Imagem: Lucas Jackson)

Na ONU, OAB e Comissão Arns denunciam ataques de Bolsonaro à liberdade de expressão

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns (Comissão Arns) denunciaram na Organização das Nações Unidas (ONU), nesta sexta-feira (2), os ataques do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) à liberdade de expressão com intimidações e tentativas de criminalização de jornalistas, lideranças indígenas e cientistas. O pronunciamento foi feito em diálogo interativo com a relatora sobre liberdade de expressão da ONU, Irene Kahn, na programação da 47ª Sessão no Conselho de Direitos Humanos. A representante foi Claudia Costin, membro fundadora da Comissão Arns, que disse que o direito à liberdade de expressão está sob ataque. “Profissionais da imprensa são intimidados e opositores políticos são ameaçados e criminalizados sob a Lei de Segurança Nacional”, afirmou Costin em sua fala. Segundo dados da Federação Nacional de Jornalistas, em 2020, foram 428 ataques verbais e ameaças a jornalistas, sendo que 41% deles partiram do presidente....

Leia mais
Protesto contra Bolsonaro na avenida Paulista, em SP (Foto: REUTERS/Carla Carniel)

Protestos contra o governo e a favor da vacina são noticiados por mídia estrangeira

Os protestos de sábado (3) contra o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) e a favor da vacina no Brasil foram noticiados em grandes veículos da imprensa estrangeira. The New York Times Reprodução da reportagem do 'New York Times' sobre as manifestações de 3 de julho (Foto: Reprodução/NYTimes) O "New York Times" publicou uma reportagem na qual diz que os brasileiros já estavam bravos pela lentidão do governo para adquirir vacinas e, agora, também estão furiosos por causa de escândalos de corrupção envolvendo negociações para contratos. De acordo com o jornal norte-americano, as mudanças de roteiro das histórias de uma possível propina "são dignas de um reality show de TV". O jornal lembra que a pandemia já matou cerca de 520 mil pessoas no país. Também foi citada a abertura de uma investigação pela Procuradoria-Geral da República para investigar a negociação de vacinas da Covaxin. "No sábado, era palpável a raiva por causa das...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist