Papa Francisco pede nova atitude da Igreja com os filhos de homossexuais

Roma – O papa Francisco pediu à Igreja católica para reconsiderar sua postura com os filhos de casais homossexuais e de pais divorciados, alertando sobre uma atitude que pode se reverter em algo equivalente a “inocular uma vacina contra a fé”.

por France Presse,

“Do ponto de vista educacional, os casamentos homossexuais nos lançam desafios que às vezes compreendemos mal”, disse o papa em um discurso à União Internacional de Superiores Gerais, no dia 29 de novembro, cujos trechos foram divulgados na internet, pela imprensa italiana, apenas neste sábado.

“A quantidade de crianças escolarizadas cujos pais estão separados é muito alta”, disse, acrescentando que, a estrutura familiar está mudando na atualidade.

“Lembro do caso de uma menina que, com tristeza confessou a sua professora: ‘a namorada da minha mãe não gosta de mim'”, disse o papa, segundo os meios de comunicação.

O papa considerou que os educadores deviam se perguntar “como ensinar o Cristo a uma geração em transformação?”.

“Temos que cuidar para não lhes administrar uma vacina contra a fé”, alertou.

Apesar de a Igreja estar frequentemente em conflito com lésbicas, gays, bissexuais e a comunidade transgênero em relação ao casamento homossexual, as tentativas de abertura do papa argentino foi apreciado.

Em julho teve um gesto com os gays ao declarar: “Se alguém é gay e busca o Senhor com sinceridade, quem sou eu para julgá-lo?”.

Em dezembro, a revista norte-americana The Advocate, consagrada à homossexualidade, destacou o chefe da Igreja católica como “a personalidade mais influente em 2013 na vida dos LGBT (lésbicas, gays, bi e transexuais)”.

O papa convocou uma assembleia geral dos bispos, no próximo ano, para discutir a posição da Igreja em relação à família, na qual deverá ser debatido, entre outros problemas, o dos divorciados que voltaram a casar e dos filhos de pais separados.

 

 

Fonte: Correio Braziliense

 

+ sobre o tema

Livro que aborda carreira e pioneirismo da atriz Ruth de Souza será lançado no Rio

Livro aborda a trajetória e as memórias da atriz...

Opinião: O sistema penal não pode proteger as mulheres da violência

Pesquisadora pergunta de que maneira o feminismo pode abordar...

Sou gorda e minha existência não precisa de eufemismo

Não preciso mais encontrar descrições "simpáticas" para fugir do...

para lembrar

Comitê feminista afasta advogada de Neymar: “cortamos na própria carne”

Ao assumir nesta quinta-feira (6) a defesa do jogador...

Masculinidade do Homem Negro

Sabemos que a masculinidade hegemônica é branca, e nossos...

Este discurso me ensinou o que é ser mulher no século XX

Domingo eu passei o dia lendo o necessário livro...

Diálogo Movimento de Mulheres e Marketing da Schincario

Em dezembro de 2010, o COMNEGRAS, Centro de Orientação...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=