terça-feira, agosto 4, 2020

    Tag: Bia Cardoso

    blank

    Uma negra na capa da Playboy

    Quando era criança, o mês de maio era celebrado como o “mês das pessoas negras”, por causa da assinatura da Lei Áurea. Com o fortalecimento e ampliação do movimento negro, o mês de novembro passou a concentrar as demandas de luta e cada vez se fala menos na “abolição da escravatura”. Esse foi um dos primeiros pensamentos que me ocorreu ao ver que na edição de maio da revista Playboy brasileira, havia uma mulher negra na capa. no Bia Cardoso no Biscate Social Clube Ivi Pizzott é bailarina do “Domingão do Faustão”. A nona negra, em toda a história de quase 40 anos da revista no Brasil, a sair na capa. Meu pai assinou por anos a revista e, em minha memória, só consigo lembrar de Isabel Fillardis, num cenário de dunas. As primeiras críticas que vi, falavam que não há nada de novo em ter uma mulher negra sexualizada na ...

    Leia mais
    colunista-biacardoso-blogueirasfeministas

    Simone de Beauvoir: o que é ser mulher?

    Justamente por ter uma lógica própria de se colocar no mundo, Simone decidiu escrever "O Segundo Sexo" ao perceber que nunca havia se perguntado: o que é ser mulher? Essa continua sendo uma pergunta atual, que deve ser feita por todas nós em algum momento da vida. Por Bia Cardoso Do Blog BlogueirasFeministas Hoje é o aniversário de Simone de Beauvoir. Se estivesse viva, ela faria 104 anos. É dela uma das principais frases do movimento feminista: "Não se nasce mulher, torna-se mulher." A mulher não tem um destino biológico, ela é formada dentro de uma cultura que define qual o seu papel no seio da sociedade. As mulheres, durante muito tempo, ficaram aprisionadas ao papel de mãe e esposa, sendo a outra opção o convento. Porém, a própria Simone rompe com esse destino feminino e faz de sua vida algo completamente diferente do esperado para uma mulher. Nascida em ...

    Leia mais
    blank

    Óbvio que todos os homens não odeiam mulheres. Mas todos são beneficiados pelo sexismo – por Bia Cardoso

    Óbvio que todos os homens não odeiam mulheres. Mas todos os homens devem saber que são beneficiados pelo sexismo Nota das tradutoras: Ainda que o texto foque em um tipo de opressão estrutural e se dirija aos homens cissexuais, nos parece que o mecanismo é válido para outros casos. Por exemplo, pessoas brancas não tem que se ofender quando seus privilégios são apontados — ainda que, pessoalmente, não sejam racistas. A mesma coisa para os privilégios heterossexual e cissexual. É uma contradição pretender-se uma pessoa consciente dos próprios privilégios e interpretar denúncias à macroestrutura como ofensa pessoal. —– Isso vai doer. Nos últimos meses, foi quase impossível abrir um jornal ou ligar a televisão sem encontrar uma matéria sobre outra garota menor de idade sendo estuprada, outra representante política sendo assediada, outra mulher trans assassinada. Porém, assim como as mulheres e meninas, quando um número crescente de homens aliados começaram ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    blank

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist