Tag: geek

Personagens Balrog e Dee Jay , da série Street Fighter (Reprodução/Youtube)

A limitação dada para personagens negros e negras em jogos de luta

Se você procurar Anderson Shon num dicionário encontrará adj.¹ nome dado a pessoas que jogam jogos de luta com total maestria. adj² modéstia pura em games de luta. Minha formação em fliperamas onde bêbados e desajustados passavam o dia e minha inserção ao Super Nintendo me fez uma criança viciada em hadouken. Porém, minhas andanças nas questões nerds com recorte racial me levam a uma pergunta... uma pergunta que eu farei a vocês. Digam-me, por favor, dois personagens negros em jogos de luta. Ahhhh, não vale os que lutam Boxe ou atrelam a luta com alguma dança. Vamos lá... depois me digam também quanto tempo vocês levaram para achar essa informação na  memória. Ainda não acharam, né? Vamos pro texto. Street Fighter II causou um alvoroço no mundo dos games apresentando uma mecânica que hoje é extremamente clichê e óbvia. Independente da porradaria que esteja na sua tela, um hadouken ...

Leia mais
Os vídeos de KSI no Youtube foram assistidos mais de cinco bilhões de vezes (Foto: KSI / YOUTUBE)

KSI, o estudante que passou a ganhar mais que seus professores jogando Fifa

KSI administra um império de mídia em seu quarto. Como sabem os 20 milhões de assinantes de seu principal canal no YouTube, o quarto é um cubículo branco simples e humilde, em algum lugar no centro de Londres. O chão costuma estar cheio de roupas, tigelas de cereal e embalagens. As persianas estão quase sempre fechadas. As únicas pistas de sua riqueza são uma camisa de Pelé emoldurada na parede e, desde junho deste ano, um disco de prata, em reconhecimento à sua crescente carreira musical. Mas foi neste quarto que ele se tornou uma das maiores estrelas da internet. É onde ele se filma jogando videogame, reagindo a memes e cantando rap. E é onde, nos últimos 12 anos, ele acumulou uma fortuna de 12 milhões de libras (R$ 89 milhões). O nome verdadeiro de KSI é Olajide Olayinka Williams Olatunji, embora seus amigos o chamem de JJ. Ele ...

Leia mais
(Crédito: Thiago Bernardes)

Para brasileiro vencedor do ‘Oscar dos Quadrinhos’, negros vivem história de apagamento

Poucos brasileiros ganharam o Eisner Awards, o Oscar dos quadrinhos norte-americanos. O paulistano Marcelo D’Salete, 40, é um deles. E por uma obra (“Cumbe”) que retrata um tema bem nacional: a escravidão que existiu por aqui no sistema colonial. Não dá para ler uma obra como essa sem refletir sobre o racismo e a situação da população negra no Brasil de hoje. “Falar sobre racismo e história de negros no Brasil não é simples nem fácil”, diz D’Salete. “Somos resultado de uma história de violências e apagamentos”, afirma. Seus álbuns abordam quem está à margem: “Cumbe” saiu em 2014. Depois dele veio o também premiado “Angola Janga – Uma História de Palmares”, sobre a vida no importante quilombo. E já está em pré-venda uma edição de “Discurso sobre o Colonialismo”, lançado em 1950 pelo pensador francês Aimé Césaire, com ilustrações de D’Salete. Ao 6 Minutos, o artista falou sobre racismo, história do Brasil, representação ...

Leia mais

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist