Tag: México

    blank

    No México, movimento feminista segue mais forte do que nunca para barrar o aumento dos feminicídios, diz Fernanda Acosta, porta-voz do coletivo Brujas del Mar

    No país em que dez mulheres são assassinadas por dia, feministas tomarão as ruas no 8M e planejam uma paralização para o dia 9, para chamar atenção para o que consideram uma emergência nacional Por Rafael Oliveira, Agência Pública Protesto no México contra feminicídio (Guadalupe Pardo/Reuters) No próximo 8 de Março, quando as mexicanas saírem às ruas para o Dia Internacional da Mulher, não será a primeira manifestação feminista de impacto ao longo dos últimos meses. No país em que dez mulheres são assassinadas em média por dia, em um crescimento de 137% do número de casos nos últimos cinco anos, a mobilização de grupos feministas tem se fortalecido em reação à crescente onda de violência de gênero, que muitas vezes resulta em impunidade. Há menos de um mês, em 15 de fevereiro, centenas de mulheres saíram às ruas vestidas de preto, protestando contra o feminicídio ...

    Leia mais
    blank

    Feminicídio: como uma cidade mexicana ajudou a batizar a violência contra mulheres

    Desde 1993, uma onda de assassinatos brutais de mulheres, seguida da exposição de seus corpos pelas ruas de Ciudad Juárez - muitas vezes sem os seios e os olhos -, toma conta desta cidade no estado de Chihuahua, no norte do México, localizada na fronteira com os Estados Unidos. Por Lais Modelli Do BBC Em quase todos os casos, não se encontram os criminosos, e, por não saberem a quem atribuir os crimes, os jornais os noticiam como "as mortas de Juárez". As mortes são retratadas apenas como homicídios simples. Em 1998, a antropóloga da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM), Marcela Lagarde y de Los Ríos, usou pela primeira vez na América Latina o termo "feminicídio" para descrever esses assassinato em Ciudad Juárez. Lagarde estudou a série de mortes na cidade como um fenômeno social e identificou semelhanças entre os casos: eles começavam com um cativeiro prolongado, em que a ...

    Leia mais
    blank

    México: Ronaldinho Gaúcho é vítima de racismo

    Irritado com o trânsito causado na cidade de Querétaro por causa da apresentação de Ronaldinho Gaúcho como novo reforço da equipe local, na última sexta-feira, o político mexicano Treviño Núñez, ex-secretário do Desenvolvimento Social da cidade, escreveu uma mensagem racista contra o jogador brasileiro em sua conta no Facebook. “Realmente, eu tento ser tolerante, mas eu detesto futebol, e o fenômeno de idiotice que produz. Eu detesto ainda mais porque as pessoas inundam as avenidas fazendo-nos chegar duas horas mais tarde em casa. E tudo isso para ver um macaco… Brasileiro, mas ainda assim um macaco. Isso é um circo ridículo”, escreveu Núñez. Apesar de ter apagado a mensagem em seguida, o político não deve sair ileso do episódio. O secretário de Governo Jorge López Portillo adiantou que Núñez poderá ser processado. “A discriminação racial não é o espírito e de modo nenhum representa o jeito de pensar das pessoas ...

    Leia mais
    blank

    Repórter da Globo se dá mal ao tentar fazer entrevista tendenciosa

    Jornalista de O Globo leva três tocos durante entrevista com o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda A jornalista de O Globo, Tatiana Farah, entrevistou o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda. Ou ela é mal informada ou jogou cascas de banana em três perguntas, mas levou 3 tocos como resposta. Vergonha alheia. Veja abaixo as perguntas e as respostas: Jornalista: “O Brasil estagnou em seus anseios econômicos e se encolheu no que diz respeito à projeção internacional?” Chanceler: “O Brasil tem um papel econômico internacional muito importante. É uma voz que se escuta. “ Jornalista: “Os países da Aliança do Pacífico têm crescido mais que os do Mercosul? Por quê?” Chanceler: “Isso é falso. O Brasil cresce mais que o México. E “países do Pacífico” não existem. Há um país grande, que é o México, há um país mediano, que é a Colômbia, e dois países pequenos, que são Peru e Chile. Não ...

    Leia mais
    Prieto Guerito

    Racismo en México

    "En mi vida he aprendido algo interesante, el racismo proporciona la única oportunidad que tiene la gente mediocre de una raza determinada, de sentirse superior a otros que realmente valen la pena, pero que racialmente son diferentes". Ernesto Oliver, Aguascalientes, México. Reportero de la BBC durante la III Conferencia Mundial contra el Racismo, Discriminación Racial, Xenofobia e Intolerancias Relacionadas llevada a cabo el 31 de agosto de 2001, en Durban, Sudáfrica.   Sociedad indígena: Víctimas del racismo en México En la actualidad, vivimos un momento de grandes e importantes contradicciones políticas, económicas y sociales donde resurgen el racismo, la xenofobia, el antisemitismo, la intolerancia y el etnocentrismo. Las dos últimas décadas del siglo XX están llenas de procesos acelerados, inevitables e irreversibles como son la crisis económica mundial, la presión de los movimientos demográficos, las guerras, los cambios radicales en los países del Este, y sobre todo, la inseguridad y ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist