40 anos do teatro popular Solano Trindade

Cultura negra, cultura popular, cultura urbana, maracatus, sambas, jongos, bumba meu boi, cafezal paulista, cultura afro-brasileira e um objetivo estabelecido por seu patrono Solano Trindade que dizia: pesquisar na fonte de origem e devolver ao povo em forma de arte. A frase se tornou o slogan do Teatro Popular Solano Trindade que pesquisa a cultura negra, popular e a cultura urbana.

Por Marcelo Tomé, do  Afreaka

O Teatro Popular Solano Trindade é uma família que desde os tempos de Solano Trindade vem contribuindo e lutando em conjunto com o movimento negro para a autoestima do povo afro-brasileiro. A história do grupo começa em 1936, quando Solano fundou o Centro Cultural Afro-brasileiro e a Frente Negra Pernambucana, uma extensão da Frente Negra Brasileira. E em seguida, em 1945, junto com Abdias Nascimento, criou o Comitê Democrático Afro-Brasileiro.

O interesse de Solano pela cultura popular ia além da teoria: não se cansou de fundar grupos teatrais, buscando valorizar o afrodescendente e contribuindo para a autoestima do povo negro. Preocupava-se com o que chamava de folclore, com as danças populares, reforçando sempre a importância de pesquisar a cultura nas fontes de origem..

Em um momento que a Europa estava voltando “os olhos” para o Brasil, pesquisando o que o país estava criando como identidade cultural, Solano Trindade, sua esposa Maria Margarida da Trindade e o seu amigo Édison Carneiro, criaram um grupo formado por operários, estudantes, gente do povo; e assim acabou sendo convidado a ir à Europa, e mostrar seu trabalho em vários países, divulgando mundo afora danças típicas, músicas e ritmos de origem africanas, trazidas para o Brasil por negros em situação de escravos no período do século XVI ao XIX.

O grupo, chamado de Teatro Popular Brasileiro, deu origem ao Teatro Popular Solano Trindade, que em 2015 completa 40 anos. Fundado na cidade de Embu das Artes, ainda na década de 70, período que o movimento negro no Brasil ganhou mais repercussão, a iniciativa destaca-se como o principal grupo de teatro negro do País.

teatroSTviradacultural

O Teatro Popular Solano Trindade, que já realizou apresentações em diversas parte do país e atende em sua sede pesquisadores, estudantes e o público em geral interessados na cultura afro-brasileira, tem o objetivo de preservar e promover a cultura negra e popular e acredita que a cultura é a raiz do conhecimento e da transformação, intrínseca em todos os grupos étnicos desde o surgimento do Homem.

Como reconhecimento do valoroso trabalho, Raquel Trindade, uma de suas fundadoras foi convidada pela Unicamp a ministrar aulas de Teatro Negro no Brasil e Sincretismo Religioso de 1987 a 1992, mesmo não possuindo formação acadêmica, ministrando também aulas na Universidade Federal de São Carlos, Anhembi Morumbi, USP e atualmente no curso de extensão Identidade Cultural Afro-brasileira (ICAB) na Unifesp.

O núcleo Teatro Popular Solano Trindade contribuiu para a formação da identidade afro-brasileira, desde a época de sua fundação até os dias de hoje. Agora aos 40 anos, o Teatro Popular Solano Trindade continua sendo referência em cultura negra, e não se fala no país em cultura popular sem referenciar Solano Trindade, Raquel Trindade, sua família e os 40 integrantes que hoje embelezam e enriquecem o grupo.

Confira o vídeo “O Cegado de Solano Trindade”:

Saiba mais:

Teatro Popular Solano Trindade

Terça à Domingo

Avenida São Paulo, 176 – Jardim Silva – Embu das Artes/SP

Próximo ao centro histórico

11 4781-3865/99833-4255

 

Leia Também: 

O poeta Solano Trindade

Personalidade Negras – Solano Trindade

+ sobre o tema

Quadrinhos resgatam história da presença africana no Brasil

Por Mariana Ferraz   O livro "AfroHQ: História...

Djavan nega a jornal que tenha Mal de Parkinson

Djavan negou que esteja com Mal de Parkinson, informa...

O que levou “Pantera Negra” a receber sete indicações ao Oscar 2019

Nunca antes na história de Wakanda -- e do mundo...

Quincy Jones entra com ação contra espólio de Jackson

  Jones acusa a gigante da musica e...

para lembrar

Editora Pólen muda de nome e vira Jandaíra e Bambolê cria selo adulto

A Pólen, fundada em 2001 como um escritório de...

O racismo e o extermínio dos jovens negros

Esse texto de análise debate a prática racista, a...

Raízes – Kunta Kintê

Depois do livro de Alex Haley se tornou mundialmente famoso, o...

Consciência Negra 2011 – Intelectual africano participa, em Alagoas, das homenagens a Abdias Nascimento

Intelectual africano ganaba (originário de Gana) o professor de...
spot_imgspot_img

6 brasileiros que lutaram pelo fim da escravidão no Brasil

O fim da escravidão no Brasil completa 136 anos em 13 de maio deste ano. Em 1888, a princesa Isabel, filha do imperador do Brasil Pedro 2º,...

Mães e Pais de Santo criam rede de solidariedade para apoiar comunidades de matriz africana afetadas no Sul

Quando a situação das enchentes se agravou no Rio Grande do Sul, Ialorixás e Babalorixás da cidade de Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre,...

Mostra Competitiva Adélia Sampaio recebe inscrições de filmes de mulheres negras até 16 de junho

A 6ª edição da Mostra Competitiva de Cinema Negro Adélia Sampaio está com inscrições abertas para filmes dirigidos por mulheres negras de todo o...
-+=