Cabo Daciolo protocola ‘PEC sobre Deus’ para mudar Constituição, contrariando PSOL

Mudança apresentada pelo parlamentar seria para ‘declarar que todo o poder emana de Deus’

O deputado federal Benevenuto Daciolo Fonseca dos Santos, o Cabo Daciolo (PSOL-RJ), protocolou nesta quarta-feira, na Câmara, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera o parágrafo único do artigo 1º da Constituição Federal. O texto original diz que “todo poder emana do povo”. A mudança apresentada pelo parlamentar, que contraria o partido, seria para “declarar que todo o poder emana de Deus”.

A intenção de Daciolo seria anunciar a PEC 12/2015 da tribuna do plenário, no último dia 10. Porém, o PSOL havia divulgado uma nota no qual informava que o deputado teria desistido da proposta e reafirmava o compromisso com o Estado Laico. Procurado pelo GLOBO nesta quarta-feira, Daciolo não retornou as ligações. Em seu perfil na rede social, o deputado escreveu:

“PEC DOS APÓSTOLOS (Pec 12/2015). TODO PODER EMANA DE DEUS. Só teremos vitória com DEUS na frente. Todo poder, honra e Glória seja dado ao nosso Senhor JESUS CRISTO. Sou a favor do Estado Laico e contra religião. Juntos Somos Fortes. Nenhum passo daremos atrás. Deus está no controle”.

Daciolo é bombeiro da reserva e, recentemente, defendeu os policiais da Unidade de Polícia Pacificadora da favela da Rocinha, na Zona Sul carioca, envolvidos no desaparecimento do pedreiro Amarildo. Ele também defendeu que um militar ocupasse o Ministério da Defesa. Durante a diplomação de deputados estaduais do Rio, ele tirou uma foto ao lado do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), também envolvido em polêmicas.

Já no Congresso, Daciolo se aproximou da “bancada da bala” e integra a Comissão de Segurança Pública – composta por parlamentares desse grupo – e apresenta projetos que não têm o endosso do PSOL. A diretório regional do partido no Rio pediu a expulsão de Daciolo à direção nacional da sigla.

 

+ sobre o tema

Taxação dos super-ricos tem que ser encarada de frente, diz Neca Setubal

Maria Alice Setubal diz que não saiu ilesa daquele 2014....

Salário menor na advocacia é mais frequente entre mulheres e negros

A proporção de advogados na menor faixa salarial da...

Lei que implantou escola cívico-militar em SP fere modelo educacional previsto na Constituição, diz PFDC

A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), órgão...

para lembrar

Noruega ensina que racismo não pode ser visto como folclore

Por: Marcelo Semer De São Paulo Se existe...

Joaquim Barbosa declara voto em Haddad: “Um candidato me inspira medo”

Segundo o ex-ministro, “votar é fazer uma escolha racional....

II Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial

Negros e índios discutem cidadania durante conferência Fonte: Diário da...

Plano contra racismo interrompido por Bolsonaro na ONU é resgatado por Lula

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva...

Ação enviada ao STF pede inconstitucionalidade de escolas cívico-militares em SP

Promotores e defensores públicos encaminharam ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta quarta-feira (5) um pedido para tornar inconstitucional a lei estadual que criou as...

Nova identidade tem CPF como número principal, QR code e abriga dados de outros documentos

O governo federal quer acelerar a corrida para digitalizar a identidade dos brasileiros. A nova CIN (Carteira de Identidade Nacional) representa o fim do RG e da impressão...

ONU pede que Brasil legalize aborto e denuncia ‘fundamentalismo religioso’

Alertando sobre o avanço do que chamou de "fundamentalismo religioso" no Brasil, um dos principais órgãos da ONU que lida com a situação da...
-+=