terça-feira, setembro 27, 2022
InícioQuestões de GêneroLGBTQIA+Campeão de fisiculturismo revela ser transgênero e se apresenta como mulher

Campeão de fisiculturismo revela ser transgênero e se apresenta como mulher

Os músculos de Matt “Kroc” Kroczaleski já renderam títulos internacionais e fama no fisiculturismo. Mas, nesta semana, tudo mudou para ele. Ele não, ela. Matt revelou que é transgênero e se apresentou como mulher, assumindo agora o nome Janae Marie – que já assumia, mais reservadamente, em uma conta no Instagram.

Do Uol 

O anúncio foi feito no Facebook, na página em que se via fotografias de Matt em ação nas competições, como quando ganhou o campeonato de levantamento de peso do Arnold Classic (evento de Arnold Schwarzenegger) de 2006. Janae postou duas mensagens para falar das mudanças que vem ocorrendo em sua vida, contanto que passou a viver como mulher, falando de aceitação e preconceito e detalhando os planos para mudar de sexo num futuro próximo.

images (2)Matt “Kroc” Kroczaleski foi campeão de fisiculturismo, mas sempre conviveu com a dificuldade de se aceitar em um corpo masculino. Nesta semana, ele – ou melhor, ela – revelou sua realidade e se apresentou como mulher: Janae

“Tem havido muita fofoca, rumores e questões sobre mim nos últimos dias. Deixe-me silenciá-las. Eu sou um transgênero. Primeiro, quero esclarecer que eu planejava ver meus filhos completarem o Ensino Médio para vir a público falar disso. Mas, como não é mais opção, revelarei agora. Fui aberto com minha família, amigos e a comunidade do fisiculturismo, mas percebi que para muitos isso é chocante”, postou ela, que hoje tem 42 anos.

O ex-campeão e recordista mundial revelou o drama que é viver nesta condição, de forma escondida, como aconteceu no recente caso de Caitlyn Jenner – antes Bruce Jenner, campeão olímpico no decatlo em 1976.

“Eu lido com isso minha vida toda, e tem sido extremamente difícil. Na verdade, cheguei a cogitar o suicídio em certo ponto. Nunca quis ou pedi para ser assim, mas hoje sou confortável e orgulhosa de quem sou, mesmo que muitos não entendam”, adicionou Janae, que já superou um câncer no testículo em 2004.

Apesar de já ter uma conta no Instagram há cerca de um ano, postando fotos como mulher, foi só agora que ela resolveu falar abertamente do tema e esclarecer que o perfil @janaemariekroc era seu.

Janae retornou ao Facebook em outro post para explicar mais detalhadamente sua condição.

“Gostaria de esclarecer que, diferentemente do que dizem algumas matérias, eu não fiz a transição completa. Ainda vivo os dois gêneros, e estou tentando esperar meus filhos completarem o Ensino Médio para avançar. Isso é 100% minha decisão, não deles. E meus filhos me encorajam a ser o que sou. Os três são garotos fantásticos e a ligação que temos é surreal”, explicou.

matt-kroc-kroczaleski-em-acao-como-fisiculturista-1438261010809_615x300

A luta da fisiculturista, agora, é para se fazer entender como indivíduo, mais do que como simples homem ou mulher.

“Eu sou tanto um macho alfa como uma garota delicada; hiper masculino e hiper feminino. Se sou forçado a escolher um gênero, escolho feminino. Mas, esse debate não é sobre ser homem, mulher, ou algo no meio. É sobre ser eu mesmo. E eu sei quem sou”, concluiu ela, que segue se relacionando como mulheres e se define como “lésbica em um corpo masculino” em sua conta no Instagram.

Além da vida de atleta, Kroc serviu à Marinha dos EUA entre 1991 e 1995 e chegou a fazer a segurança do presidente Bill Clinton. Formado como farmacêutico, área em que também trabalha, enveredou para o mundo do esporte. Hoje, está aposentada, mas segue em carreiras paralelas, combinando as áreas, já que posa como modelo em revistas de fitness e escreve sobre fisiculturismo.

 

 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench