Club Athletico Paulistano é processado por discriminação sexual

Um dos mais tradicionais clubes de São Paulo recusou pedido de sócio homossexual para incluir seu parceiro como dependente

O Club Athletico Paulistano, nos Jardins, zona sul da capital paulista, foi advertido pela Secretaria de Justiça do governo em processo administrativo por discriminação sexual. O clube, um dos mais tradicionais de São Paulo, recusou o pedido de um sócio homossexual, o médico infectologista Ricardo Tapajós Pereira, para que seu parceiro, o cirurgião plástico Mário Warde, fosse reconhecido como dependente.

A advertência, publicada no dia 28 de junho no Diário Oficial do Executivo, foi uma decisão em segunda instância tomada pela secretária de Justiça e Defesa de Cidadania Eloísa de Sousa Arruda. A medida revoga a absolvição obtida pelo Paulistano em primeira instância.

A condenação é baseada na Lei Estadual 10948, de 2001, que pune a discriminação sexual no Estado de São Paulo. A advertência é a sanção mais branda aplicada, mas pode evoluir para sanções mais pesadas no caso de reincidência: multa de R$ 18.440 a R$ 55.320 (multiplicável por dez, dependendo do porto de estabelecimento), suspensão da licença estadual de funcionamento por 30 dias ou cassação permanente.

A assessoria de imprensa do Club Athletico Paulistano informou que soube da decisão nesta quinta-feira, 5, e que ainda não pode se manifestar a respeito. De acordo com a Secretaria de Justiça, a decisão foi publicada novamente por não ter saído legível na publicação anterior. O título para ser sócio do clube custa R$ 11 mil e é acompanhado de uma taxa R$ 360 mil, segundo informações da assessoria de imprensa.

 

 

Fontre: iG

+ sobre o tema

Para compreender os oportunismos do fascismo

O fascismo não se realiza sem a dominação dos...

Violência doméstica atinge 43,1% dasmulheres e 12,3% dos homens

Quatro em cada dez mulheres brasileiras já foram vítimas...

Sexo e as nega, uma PORRA! Mais uma vez as mulheres negras são estereotipadas em sua sexualidade.

Na quarta feira, dia 16 de setembro, excepcionalmente, eu...

Festival Mulheres do Mundo promove debates e atrações até domingo

Começou hoje (16), no Rio de Janeiro, o Festival...

para lembrar

Ministra Luiza de Bairros vem ao Tocantins para prestigiar Jogos dos Povos Indígenas

Cerca de 1.400 indígenas de 38 etnias de vários...

Joacine Katar: “A missão dessa geração é cortar o cordão umbilical com o colonialismo”

Filha de migrantes africanos, a deputada de Portugal constrói...

“O grande desafio é ampliar a presença de mulheres negras nas empresas”

Diretora do Centro de Estudo das Relações de Trabalho...

Em Legítima Defesa, por Sueli Carneiro

Marcharemos em 16 de novembro próximo sobre Brasília em...
spot_imgspot_img

Como poluição faz meninas menstruarem precocemente

Novas pesquisas mostram que meninas nos EUA estão tendo sua primeira menstruação mais cedo. A exposição ao ar tóxico é parcialmente responsável. Há várias décadas, cientistas ao redor do...

Leci Brandão recebe justa homenagem

A deputada estadual pelo PC do B, cantora e compositora Leci Brandão recebe nesta quarta (5) o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do...

Mais de 11 milhões de mulheres deixam o mercado de trabalho no Brasil

Pesquisa inédita do Centro de Pesquisa em Macroeconomia das Desigualdades (Made), da USP, sobre o custo da maternidade no Brasil mostra que 6,8 milhões...
-+=