Ensino de história e cultura Afro-Brasileira é tema do ‘I Seminário de Promoção da Igualdade Racial’

Seminário contou com a realização de palestras, apresentações culturais e oficinas (Fotos: Jorge Henrique)O secretário municipal de Educação, Antônio Bittencourt Júnior, reafirmou a importância do Seminário e disse estar muito feliz em poder colaborar com a realização do eventoEvento contou com a participação não só de professores da rede municipal e estadual, como também de membros de representações a favor da igualdade racial

iStockphoto

Com o intuito de contribuir para a reflexão das ações e propostas que promovam as relações etnicorraciais na educação brasileira, e de contribuir na implementação da lei 10.369/03, que torna obrigatório o ensino de história e cultura Afro-Brasileira nos estabelecimentos de ensino de educação básica, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed) está promovendo desde ontem, 18, o ‘I Seminário de Promoção da Igualdade Racial na Educação Básica de Aracaju’.

O evento, que está sendo realizado no auditório da Caixa de Assistência dos Advogados de Sergipe (CAASE), conta com a realização de palestras, apresentações culturais e oficinas, que objetivam ambientar os professores da rede municipal com relação à aplicabilidade da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, e promover uma capacitação direcionada para os profissionais de diferentes disciplinas acadêmicas.

De acordo com a coordenadora de projetos socioeducativos da Semed, Valdinete Paes, a iniciativa, além de sensibilizar os professores e alunos, irá trabalhar a questão da violência nas escolas. “A implementação da lei nas unidades de ensino visa não só valorizar a cultura Afro-Brasileira, como também colaborar no enfrentamento a violência. Ou seja, ao tratar sobre essa temática em salas de aula, estaremos combatendo o racismo nas escolas”, afirmou.

O secretário municipal de Educação, Antônio Bittencourt Júnior, reafirmou a importância do Seminário e disse estar muito feliz em poder colaborar com a realização do evento. “Estou satisfeito com a concretização desta ação, e acredito que a escola como um ser ativo e participativo, deva ser a difusora do pensamento contrário a qualquer tipo de preconceito”. Bittencourt ainda evidenciou a importância dos educadores na desconstrução de preconceitos, e pediu a colaboração de todos para concretizar ações dentro da rede municipal de ensino. “Convoco professores, técnicos e educadores para potencializar algumas iniciativas, e para cumprir o nosso papel e a nossa obrigação de fazer com que a escola seja sempre um instrumento a favor da diversidade, do respeito e da liberdade”, expôs.

Participação

O Seminário contou com a participação não só de professores da rede municipal e estadual, como também de membros de representações a favor da igualdade racial. Esse foi o caso de Felipe Pereira, atuante da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO), que fez questão de comparecer ao evento. “Tudo o que cerca o conhecimento da diversidade racial e étnica no Brasil ainda carece de abrangência do conhecimento, e promover um evento dessa proporção trás não só para a categoria de professores uma importância, como também pra toda a sociedade”, disse.

A professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Otília de Araújo Macedo, Fátima Cunha, também presente no evento, ressaltou o quanto a temática deve ser debatida entre os profissionais de ensino e os estudantes. “Este Seminário contribui não só na conscientização de nós educadores, como também na construção do saber de cada criança. Através do conhecimento que vamos adquirir ao longo do evento, teremos a oportunidade de refletir, e de repassar todas as informações em sala de aula, transmitindo conteúdos que permitirão com que diversos alunos cresçam sabendo a verdadeira importância de valorizar a igualdade racial”, finalizou.

 

 

 

 

 

Fonte: Correio do Brasil

+ sobre o tema

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem)...

Inscrições para o Enem 2024 terminam nesta sexta-feira (7)

Termina nesta sexta-feira (7) o prazo para realização das...

para lembrar

Secretaria de Educação de SP abre 59 mil vagas para professor

  A Secretaria de Educação do Estado de São Paulo...

Mais de 70% das cidades não cumprem lei do ensino afro-brasileiro

Sete em cada dez secretarias municipais de educação não...
spot_imgspot_img

Harvard lança mais de 100 cursos gratuitos e legendados em português

Os cursos disponíveis são divididos nas áreas a seguir. Artes e Design; Negócios e Gestão; Ciência da Computação; Ciência de Dados; Ciência e Engenharia; Ciências Sociais; Desenvolvimento Educacional e Organizacional; Humanidades; Matemática e...

UnB abre vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais

A Universidade de Brasília (UnB) abriu 26 vagas na especialização gratuita em Políticas Públicas e Tecnologias Educacionais, que serão divididas da seguinte maneira: 15 vagas...

Inscrições no Enem 2024 são prorrogadas até 14 de junho

As inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram prorrogadas até o dia 14 de junho, anunciou o ministro da Educação, Camilo Santana,...
-+=