Escola de Pais de Homossexuais de Sorocaba será anunciada em evento

Para assistir à palestra “Pais e filhos: a dificuldade com diferenças de sexualidade e gênero” é preciso se inscrever. O tema será abordado pela escritora e professora universitária Edith Modesto, no próximo dia 14 de março, às 19h30, no auditório da Secretaria da Cidadania (Secid), localizado à rua Santa Cruz, 116, no Centro. Interessados devem efetuar suas inscrições pelo telefone (15) 3219-1924 ou pelo e-mail [email protected]. A iniciativa da Prefeitura de Sorocaba, por meio da Sejuv e Secid, deve dar início à implantação de uma Escola de Pais de Homossexuais no município.

Drama familiar

Além de acolher pais e mães que vivem o drama da não-aceitação de um filho homossexual, a Escola de Pais de Homossexuais de Sorocaba será um espaço para a troca de experiências e informações. Além disso, o espaço proporcionará encontros para discutir os mitos e verdades relacionados à homossexualidade. A vice-prefeita e secretária das pastas de Cidadania (Secid) e Juventude (Sejuv), Edith Di Giorgi, acredita que a iniciativa deve evitar que os jovens homossexuais se envolvam com drogas e com a prostituição por não terem apoio e aceitação da família, quando declaram ter essa orientação sexual.

A vice-prefeita Edith Di Giorgi ainda revela que a ideia é inovadora dentro de um poder público municipal. “Esse é um drama que envolve toda a família. A nossa ideia será de ajudá-los para o bem-estar da relação entre pais e filhos, pois a aceitação da situação é a única forma de manter uma relação saudável”, observa. Di Giorgi adianta que os encontros na Escola devem ser mensais e, inicialmente, terão a participação da convidada para a palestra do dia 14, a fundadora do Grupo de Pais de Homossexuais (GPH), a escritora e professora universitária Edith Modesto.

 

 

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul 

+ sobre o tema

Feminismo 2014: para não esquecer

Embora os acontecimentos de 2014 devam render debates, brigas...

Mulheres negras vão à luta

Projeto 'Avança Nega' oferece rede de apoio e aconselhamento Do...

Cineasta Yasmin Thayná busca ação política fora dos partidos

Em nova série da GloboNews, Yasmin Thayná viaja para...

Mãe preta pode ser? Mulheres negras e maternidade

Débora Silva Maria, do Movimento Mães de Maio, há...

para lembrar

Expulso por ser gay, pastor cria igreja voltada a homossexuais no RS

Cidade de Refúgio será inaugurada às 19h de sábado...

A mulher negra no mercado de trabalho: A pseudoequidade, marcada pela discriminação da sociedade e a mídia no século 21

RESUMO Minuciosamente o trabalho demonstra a presença da discriminação racial...

Exposição no IMS conta a história de Carolina Maria de Jesus, uma das mais importantes escritoras do país

Mulher, negra, semianalfabeta, catadora de papelão. Poderia ser mais...

Prêmio Claudia: Maria Clara de Sena é a primeira mulher transgênera a ser finalista

Maria Clara de Sena, 37, conhece o lado obscuro...
spot_imgspot_img

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Justiça brasileira não contabiliza casos de homotransfobia, cinco anos após criminalização

O STF (Supremo Tribunal Federal) criminalizou a homotransfobia há cinco anos, enquadrando o delito na lei do racismo —com pena de 2 a 5 anos de reclusão— até que...

Maria da Conceição Tavares: quem foi a economista e professora que morreu aos 94 anos

Uma das mais importantes economistas do Brasil, Maria da Conceição Tavares morreu aos 94 anos, neste sábado (8), em Nova Friburgo, na região serrana do Rio...
-+=