Homofobia: Confundidos com casal gay, pai e filho são espancados em São Paulo

O caso aconteceu em uma feira agropecuária de São João da Boa Vista, no interior do estado. O pai chegou a perder parte da orelha

Pai e filho foram espancados no interior de São Paulo, porque estavam abraçados. Essa agressão aconteceu durante uma feira agropecuária em São João da Boa Vista, no interior do estado. Pai e filho estavam abraçados, assistindo às apresentações, quando um grupo com sete homens se aproximou e perguntou se eles eram gays.

O pai explicou que não, e o grupo foi embora, mas voltou logo depois e começou uma sessão de espancamento contra os dois. A polícia disse que não conseguiu identificar os agressores. Por isso, até agora ninguém foi preso. Pai e filho foram atendidos no hospital e liberados.

A organização da feira informou que está ajudando na identificação dos agressores e que 150 seguranças, além da Polícia Militar, faziam a segurança do evento. O pai chegou a perder parte da orelha. Trata-se de um caso de violência absurda.

Fonte: G1

+ sobre o tema

1° Seminário de travestis e transexuais negras da Região Nordeste acontece em Maceió

As transexuais e as travestis da Região Nordeste tem...

Mãe expulsa filho gay de casa e avô manda carta de repúdio

Um senhor ficou indignado com sua filha depois de...

Conferência propõe legislação que criminalize a violência contra LGBT’s

A proposta é a aprovação de uma lei contra...

Essa alegria me basta

Em novembro de 2010, o jovem Luis Alberto Betonio...

para lembrar

Ativistas debatem forma que mídia trata temas como racismo, homofobia, mulher e favela

A maneira como os meios de comunicação lidam com...

Nos anos 50, homens frequentavam casa secreta para agir e vestir como mulheres

As fotos foram encontrados em um mercado de pulgas...

“Você quer ser mulher? Então vai apanhar como mulher”, dizem agressores a Gabe

Depois do segundo ataque que sofre este ano, o...

Cláudio Nascimento atribui assassinato de Guinha à homofobia de traficantes

Militante LGBT, ativista era ex-travesti e organizava a Parada...
spot_imgspot_img

STF permite reconhecer ofensa contra LGBTQIA+ como injúria racial

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por 9 votos a 1, nesta segunda-feira (21) permitir o reconhecimento de atos de homofobia e transfobia como crime...

Rio tem novo centro de acolhimento LGBT+ e de combate à violência

Foi inaugurado nesta quinta-feira (3), no Rio de Janeiro, o Centro de Acolhimento e Promoção do Combate à Violência LGBTIfóbica. A iniciativa oferece serviços jurídicos...

Denúncias de LGBTfobia aumentam, e zona leste tem mais casos em São Paulo

A zona leste de São Paulo concentra a maior quantidade de boletins de ocorrência por LGBTfobia registrados na cidade entre janeiro de 2019 e abril deste ano. Foram...
-+=