MD Chefe ganha prêmio de artista revelação internacional no BET Awards

Enviado por / FonteDo G1

Carioca é nome forme do trap, estilo mais grave e arrastado do rap. Ele canta a vida no Rio sem censura e exaltando 'moda casual de luxo'.

O rapper carioca MD Chefe ganhou o prêmio de artista revelação internacional no BET Awards.

The Weeknd, Will Smith e Zendaya foram alguns dos vencedores da edição de 2022 da premiação, que celebra astros e atletas negros na música, cultura e do esporte. A cerimônia aconteceu na noite deste domingo (26), nos Estados Unidos.

Indicada na categoria Melhor Artista Internacional, Ludmilla foi ao evento. Mas a cantora não levou o prêmio, que ficou com a cantora nigeriana Tems.

Quem é MD Chefe?

MD é Leonardo Dos Santos Barreto, rapper de 22 anos. Ele cresceu na comunidade do Fallet-Fogueteiro, na Zona Norte, e se destacou em batalhas de rima no Rio, ainda com o apelido de Madruginha.

Ele se encaixou em uma geração de MCs de trap que cantam a vida na cidade sem censura. MD faz um rap com um pouco de funk e letras que exaltam o “lifestlye” – como ele diz, a “moda casual de luxo”.

O cantor de voz grave é fã das camisas da Lacoste, exaltadas nas músicas. Seus fãs se revoltaram quando a empresa lançou uma campanha no Brasil cheia de artistas brancos de classe média, sem o MD.

Foi tanta indignação que a marca se rendeu à quebrada e assinou um contrato de publicidade com o MD Chefe. É com essa moral que ele entrou em 2022.

+ sobre o tema

Mostra de Cinema Negro exibe 22 filmes e promove debates na Ufes

O curta brasileiro 'O Dia de Jussara' será exibido...

Mostra Mahomed Bamba exibe filmes nacionais e internacionais em parceria com Wolo TV

A edição especial da Mostra de Cinemas Negros Mahomed...

17 de janeiro: Aniversário de Marting Luther King

Em toda terceira segunda-feira de janeiro, os americanos comemoram...

São Paulo terá cinco novas estátuas de personalidades negras

A escritora Carolina Maria de Jesus, o pentacampeão de...

para lembrar

Ser negro é nascer lutando

A força do movimento negro Por Patrick Chagas, do Diário de...

XII Encontro de folia de reis do distrito federal

No mês de dezembro ocorrerá uma das mais...

UA recompensa cientistas africanos

A União Africana (UA) identificou cinco cientistas africanos para...

A atriz Lívia Graciano estréia no elenco de Priscilla, A Rainha do Deserto

Priscilla, A Rainha do Deserto Baseado no premiado filme de...
spot_imgspot_img

Álbum de Lauryn Hill é considerado melhor da história em lista da Apple Music; veja ranking

Uma lista publicada pela Apple Music elegeu os 100 melhores álbuns de todos os tempos. Em primeiro lugar, a escolha foi para 'The Miseducation...

Da fofoca às janelas do Brasil, exposição evidencia africanidade que vive em nós

Depois da fofoca e de um cafuné no meu caçula, tentei tirar um cochilo, mas terminei xingando uma cambada de moleques que cantavam "Tindolelê" na rua. A frase ficou meio maluca, mas essa loucura tem seu método...

Inéditos de Joel Rufino dos Santos trazem de volta a sua grandeza criativa

Quando faleceu, em 2015, Joel Rufino dos Santos deixou pelo menos dois romances inéditos, prontos para publicação. Historiador arguto e professor de grandes méritos, com...
-+=