sexta-feira, setembro 25, 2020

    Entretenimento

    Will Smith anuncia que versão dramática de 'Um maluco no pedaço' vai ter 2 temporadas — Foto: Reprodução/YouTube/Will Smith

    Will Smith anuncia em vídeo que versão dramática de ‘Um maluco no pedaço’ vai ter 2 temporadas

    Will Smith anunciou nesta terça-feira (8) que a versão dramática de "Um maluco no pedaço", chamada de "Bel-Air", vai ter pelo menos duas temporadas. Em vídeo um publicado em seu canal no YouTube, o ator afirmou que o projeto, criado a partir de um trailer falso de 2019, foi comprado pela plataforma de vídeos americana Peacock. O vídeo original, dirigido por Morgan Cooper, mostrava uma versão mais séria e dramática da história estrelada por Smith nos anos 1990, com um jovem da Filadélfia que é mandado para a casa dos tios ricos em Los Angeles após se meter em apuros. A publicação já tem mais de 6 milhões de visualizações no YouTube. Cooper deve repetir seus cargos como roteirista e diretor da nova série. Smith vai ser um dos produtores executivos. "Um Maluco no Pedaço" foi exibido nos EUA por seis temporadas, entre 1990 e 1996, tornando-se um sucesso global....

    Leia mais
    Spike Lee recebe seu primeiro Oscar por ‘Infiltrado na Klan’, na 91ª edição do prêmio, em 24 de fevereiro de 2019, em Los Angeles. Lee boicotou a cerimônia de 2016 devido à falta de diversidade da premiação.MIKE BLAKE / REUTERS

    Oscar adota critérios mínimos de inclusão em busca de premiação mais diversificada

    Sete meses se passaram desde que um thriller sul-coreano ganhou o Oscar de melhor filme, mas o caminho para transformar a Academia de Cinema de Hollywood em uma instituição global ainda parece estar pela metade. O próximo passo é exigir certas condições mínimas de diversidade dos filmes que disputem essa categoria. As exigências afetam tanto o que se vê em tela como as equipes de produção, para “refletir melhor a diversidade do público do cinema”, conforme anunciou a Academia na terça-feira. Nos prêmios de 2025, ou seja, para os longas produzidos em 2024 que quiserem disputar o Oscar de melhor filme, alguma destas condições terá de ser atendida: pelo menos um protagonista que não seja branco; pelo menos 30% de personagens secundários mulheres, minorias, LGBTQ ou deficientes; ou que o tema principal aborde um destes grupos sub-representados na tela. A trajetória da Academia para se transformar em uma instituição global e...

    Leia mais
    Shuri em pôster do primeiro 'Pantera Negra' (Foto: Divulgação/ Marvel)

    Após morte de Chadwick Boseman, ‘Pantera Negra 2’ pode ter Shuri como protagonista

    Pouco depois de saber da morte de Chadwick Boseman, astro de “Pantera Negra”, aos 43 anos, os fãs pediram que a Marvel Studios não reformulasse o papel. A demanda criou um dilema para o estúdio que planeja uma sequência do primeiro grande filme de super-herói de Hollywood com um elenco predominantemente negro. Escritores, acadêmicos e ativistas falaram à agência Reuters sobre o impacto cultural do filme e o desempenho de Boseman. Eles acreditam que a Marvel e sua empresa-mãe, Walt Disney Co, deveriam honrar o legado de Boseman com um enredo que consagre uma nova Pantera Negra do elenco existente do filme ou em outro lugar no Universo Marvel. “Eles realmente deveriam considerar seguir o enredo da história em quadrinhos e levar Letitia Wright (que interpreta Shuri, a irmã gênio da tecnologia do personagem de Boseman) nesse papel central”, disse Jamil Smith, escritor sênior da revista Rolling Stone. “Nós a...

    Leia mais
    Beyoncé (Getty images)

    No aniversário de 39 anos de Beyoncé, relembre 5 vezes em que a cantora revolucionou a indústria musical

    Beyoncé Giselle Knowles-Carter, ou simplesmente Beyoncé, completa 39 anos nesta sexta-feira, 04 de setembro de 2020. Diva pop, mãe e ativista social, a cantora tem um legado simbólico para o show-business que vai além da música! O POPline preparou uma matéria especial mostrando 5 momentos em que Beyoncé revolucionou a indústria musical! 1. Ao ser a mulher mais premiada em uma única edição do Grammy Beyoncé fez história em 2010 quando foi a vencedora em 6 categorias do Grammy em 2010 pelo álbum “I Am… Sasha Fierce“. Até hoje, nenhuma outra cantora superou esse número de prêmios em uma só noite. Porém, isso é muito simbólico para além da quantidade de Grammies. Beyoncé é uma mulher negra norte-americana e nos Estados Unidos até 1957 existia o regime de segregação racial, em que negros não poderiam frequentar os mesmos locais que brancos. O preconceito racial era tão grande que a atriz Hattie McDaniel, vencedora do Oscar de melhor...

    Leia mais
    Marvvila - Foto: Guto Costa

    Com apenas 21 anos, Marvvila é a representação feminina que o pagode precisava: “Quero levar essa força”

    Se o Pop o Sertanejo contam com personalidades femininas fortes, já era hora do pagode e o samba terem sua própria estrela! Marvvila, de 21 anos, é a nova aposta da gravadora Warner Music BR para trazer representatividade para o estilo musical. Nascida em Bento Ribeiro, subúrbio do Rio de Janeiro, a cantora acaba de lançar o seu primeiro single, Dizendo por Dizer, que estreou na última terça-feira (1°) nas principais plataformas de streaming. Para ficarmos por dentro da trajetória dela, a todateen bateu um papo exclusivo com a cantora. Confira! onde tudo começou Marvvila começou cantando aos cinco anos de idade na igreja, mas foi só na sua adolescência que percebeu que tinha o sonho de trabalhar com música. “Principalmente depois da minha participação no The Voice Brasil, em 2016. Demorei para encarar a música como uma profissão.”, conta. A artista ainda lembra com carinho da experiência de participar...

    Leia mais
    Reprodução/Instagram

    Ludmilla se torna 1ª mulher negra latina com 1 bilhão de streams no Spotify

    Ludmilla quebrou um novo recorde ao se tornar a primeira cantora negra latina com 1 bilhão de streams em suas músicas no Spotify. Ao anunciar a nova marca, na manhã de hoje, a artista relembrou o início da carreira e destacou a representatividade por trás do feito. "Quando comecei a cantar, aos 15 anos, fazendo shows em cima de cadeiras — porque não tinha palco para me apresentar — jamais poderia imaginar que eu teria milhões de visualizações, muito menos que chegaria a um BILHÃO", escreveu Ludmilla no post comemorativo, com um vídeo compilando alguns de seus maiores sucessos. "Pra uma mulher preta, que veio da Baixada, isso é muito. E saber que sou a primeira negra latina a fazer isso só me impulsiona e me lembra que, sim, somos possíveis e cada vez mais estamos sendo mais e mais possíveis", continuou a cantora carioca, de apenas 25 anos. Ela...

    Leia mais
    Imagem: Jéssica Patrícia Soares

    CineSesc estreia nova temporada do Cine África online dia 10 de setembro

    Entre os meses de setembro e novembro, a Mostra de Cinemas Africanos apresenta a nova edição do Cine África, com vários títulos de ficção e documentários, alguns inéditos no Brasil. O projeto online e gratuito traz 12 sessões (dez longas e dois programas de curtas) - todos legendados em português - com filmes de destaque de Burkina Faso, Camarões, Egito, Etiópia, Nigéria, Quênia, Senegal e Sudão, e outras atividades. As exibições serão realizadas no site da plataforma Sesc Digital. O Cine África é uma realização do Sesc São Paulo. Maiores informações no site mostradecinemasafricanos.com. Todas as quintas, a partir do dia 10 de setembro, a mostra estreia um filme novo, que ficará disponível por uma semana na plataforma, acompanhado de uma entrevista exclusiva com seu diretor ou diretora. Está previsto um bate-papo com o tema “cinemas africanos em contexto digital”, na live do Cinema da Vela, tradicional encontro no Cinesesc,...

    Leia mais
    “Hora do Blec” é uma série de vídeos musicais destinada, principalmente, ao público na primeira infância, com temas inspirados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Foto: PNUD

    Série de desenhos voltada para a primeira infância aborda desenvolvimento sustentável

    O projeto é da Ubuntu Filmes e conta com o apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). O contato com os conceitos e temas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) desde a infância pode influenciar a formação pessoal. Com foco no potencial da comunicação infantil como semente da equidade social, a série de desenhos “Hora do Blec” estreiou neste sábado (29) no YouTube. O projeto é da Ubuntu Filmes e conta com o apoio institucional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). “Hora do Blec“ traz uma turma de personagens multiétnicos que vivem várias aventuras em busca de um mundo mais sustentável. Blec é o protagonista, um menino negro que tem no seu cabelo um símbolo de poder, beleza e magia. Em suas missões, Blec aciona seu talismã secreto: um pente afro que vive em seu cabelo. Quando Blec puxa o pente, aparece a fada...

    Leia mais
    Foto por Eitan Miskevich

    Public Enemy anuncia novo disco e retorno à Def Jam após 25 anos

    Depois de 25 anos, o Public Enemy está de volta à lendária gravadora Def Jam e vai chegar logo com um novo disco muito em breve. What You Gonna Do When the Grid Goes Down é o título da obra que está prevista para chegar em 25 de Setembro e marca o primeiro lançamento com o nome PE desde Nothing Is Quick in the Desert, de 2017. Falando sobre o trabalho em comunicado (via CoS), o icônico Chuck D comentou: Instituições Culturais são importantes. Ser uma parte integral de uma é uma honra concedida e que deve ser respeitada. As músicas do Public Enemy são para sempre impressões sonoras nas areias do tempo. E é hora — é necessário — trazer o barulho de volta de um lugar chamado casa. Def Jam. Fight the Power 2020. Novo álbum do Public Enemy A primeira prévia divulgada foi o single “State of the Union (STFU)” lá em Junho, e mais recentemente...

    Leia mais
    Foto Cindy Ord / Independent

    Judas e o Messias Negro: Daniel Kaluuya estrela filme que conta como o FBI assassinou um líder dos Panteras Negras

    “Você pode matar um revolucionário, mas não pode matar a revolução”, grita Daniel Kaluuya,  em cena do trailer intenso de Judas e o Messias Negro, filme no qual interpreta Fred Hampton, presidente do Partido dos Panteras Negras e ativista pelos direitos civis, assassinado pelo FBI, aos 21 anos.   Com previsão de estreia para o início de 2021, o longa dirigido por Shaka King, já se mostra como um dos principais destaques do cinema do ano que vem. Baseado em uma história real, o filme contará como William O’Neal (LaKeith Stanfield), um criminoso condenado, aceitou um acordo oferecido pelos federais em troca de liberdade: se juntar aos Panteras Negras sob disfarce para destruir Fred Hampton e o partido.  Uma parte do filme será mostrada a partir da perspectiva de Fred Hampton, narrando sua trajetória e ascensão no Partido dos Panteras Negras de Illinois nos anos 60, assim como o crescimento regional...

    Leia mais
    Ilustração: Diogo Carvalho (com design de João Bettencourt)

    Labanta Braço, uma compilação contra o racismo e a intolerância

    O Rimas e Batidas e o Raptilário uniram esforços para criar uma compilação solidária que serve de reacção a eventos recentes (que foram alavancados pelo ódio e racismo que se sentiu por esse mundo fora — com focos mediáticos nos Estados Unidos da América, mas também em Portugal). Labanta Braço reúne faixas de 37 artistas negros e pode ser escutada no Bandcamp. Alexandre Francisco Diaphra, Ângela Polícia, Arekkusu, Bambino, Blaeckfull, Cachupa Psicadélica, Danykas DJ, Deejay Télio, Dellafyah aka Kilu, DJ ADAMM, DJ Lycox, DJ Marfox, DJ Núcleo, DJ Satelite, Dotorado Pro, El Conductor, FRXH, Herlander, Jackpot BCV, Juzicy, Macaia, Mizzy Miles, Nástio Mosquito, Nelassassin, Nelsoniq, Nídia, Nigga Fox, Nzhinga, oseias., PHOEBE, prétu, rkeat, Wake Up Sleep, Slow J, Studio Bros, Tóy Tóy T-Rex e Young Max foram os criativos que aceitaram deixar a sua marca neste Labanta Braço. A capa é um trabalho da dupla Diogo Carvalho (ilustração) e João...

    Leia mais
    Imagem retirada do site Hypeness

    Plataforma cria ‘Netflix independente’ com quadrinhos africanos para o isolamento

    O mundo dos quadrinhos não se restringe à Marvel e a DC – nem muito menos aos personagens, heróis e vilões, criados nos EUA. Um bom exemplo do sem fim de possibilidades que os quadrinhos podem nos oferecer se encontra na plataforma Vortex 247, uma espécie de Netflix dos quadrinhos produzidos no continente africano. Reunindo o melhor dos conteúdos geek e da cultura pop dos países da África, a plataforma foi desenvolvida a partir de iniciativa do celebrado estúdio de quadrinhos e animação Vortex Corpo, da Nigéria, mas os conteúdos vem dos mais diversos países do continente. E não somente: além de quadrinhos produzidos na Nigéria, Zimbábue, África do Sul, Gana, Quênia e tantos outros, países que compõem o cenário da diáspora africana, como os EUA, também fazem parte da plataforma – a curadoria fica por parte do CEO da Vortex Corp, Somto Ajuluchukwu. Terra dos Deuses, de Somto Ajuluchukwu (Nigeria) and Janica Barrett...

    Leia mais
    Nia DaCosta (Foto: Getty Images)

    Quem é Nia daCosta, primeira mulher negra a dirigir um filme da Marvel

    Dirigir um filme da grife Marvel é confirmar seu lugar no topo da cadeia alimentar de Hollywood – e se essa direção for assinada por uma mulher negra, então confirma-se também a força de tal empoderamento dentro da maior indústria do cinema mundial. Por seu talento mas também pela representatividade que seu nome e sucesso significa é que se celebra a importância do anúncio de Nia DaCosta como diretora de “Capitã Marvel 2”, tornando-se a primeira mulher negra a dirigir um longa metragem da Marvel Studios. A diretora Nia DaCosta (Foto: Getty Images) A produção do segundo filme da Capitã Marvel foi naturalmente adiada por conta da pandemia do coronavírus, e o prazo para sua chegada aos cinemas de todo mundo mudou para 2022. Não há maiores informações sobre o filme nem sobre seu enredo: a única novidade já revelada é que este não será ambientado...

    Leia mais
    (Foto: Divulgação/ Dentro da Minha Pele)

    Dentro da minha pele

    sinopse Histórias comuns de nove pessoas comuns, com diferentes tons de pele negra, que apresentam seu cotidiano na cidade de São Paulo e compartilham situações de racismo, dos velados aos mais explícitos. Distribuição: O2 Play Data de estreia: qui, 13/08/20 País: Brasil Gênero: documentário Classificação: verifique em www.justica.gov.br/seus-direitos/classificacao ficha técnica Direção: Toni Venturi Val Gomes

    Leia mais
    Com recorde de pessoas negras indicadas, as apostas femininas são altíssimas (Foto: Imagem retirada do site Diário 24h)

    Zendaya, Nicole Byer e Dime Davis podem fazer história no Emmy 2020

    O Emmy 2020 garantiu uma edição mais inclusiva com o recorde de indicações de atores masculinos e femininos negros, mas os responsáveis pelas cédulas oficiais de votação podem fazer uma história ainda mais grandiosa se definirem positivamente para as incríveis mulheres negras presentes na lista de candidatos, inclusive estreantes, como Nicole Byer, a primeira mulher negra a ser nomeada na categoria de apresentador de reality, por “Mandou Bem”, da Netflix, e Dime Davis, primeira mulher negra a ser indicada na categoria de direção de série de variedades, graças ao seu excelente trabalho em "A Black Lady Sketch Show", da HBO. A noite de cerimônia, marcada para o dia 20 de setembro, pode consagrar vitórias históricas para o mundo das produções televisivas. Muitas categorias, como ator coadjuvante de comédia e ator coadjuvante de série limitada / filme de TV, apresentam um número significativo de atores negros a serem nomeados uns contra...

    Leia mais
    (Foto: Imagem retirada do site Século Diário)

    Festa das Ciatas celebra mulheres do samba e na culinária

    Em sua segunda edição, a Festa das Ciatas em 2020 acontece de quinta-feira a domingo desta semana (13 a 16). O evento busca valorizar a presença das mulheres no samba e na culinária popular dos morros. A primeira edição aconteceu com o público ocupando e circulando a região em torno da Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória, com shows e barracas de artesanato e alimentação. Diante da situação de pandemia, o evento foi ampliado para vários dias com atividades online e ao vivo. "A vontade de continuar a pauta da mulher na cultura afro-brasileira falou mais alto e transformamos a 2ª edição da Festa da Ciatas em material para a internet, mais precisamente em lives", diz Marilene Pereira, integrante do Coletivo Afoxé, que organiza a Festa das Ciatas e transmitirá toda programação em sua conta no Instagram. Um dos destaques é a presença de Helena Teodoro, filósofa, historiadora e...

    Leia mais
    Ryan Coogler, diretor de “Panetra Negra”, posa para fotos durante 71ª edição do festival de Cannes — Foto: Anne-Christine POUJOULAT / AFP

    Diretor de ‘Pantera Negra’ fala de filme sobre ativista assassinado: ‘Estamos na mesma luta’

    Depois de fazer de "Pantera Negra" um sucesso com mais de US$ 1 bilhão de bilheteria e indicação ao Oscar de Melhor Filme, o diretor Ryan Coogler resolveu produzir um filme sobre o ativista Fred Hampton, integrante dos Panteras Negras. Morto com apenas 21 anos em 1969, a figura de Hampton é relevante entre os americanos, ainda mais depois dos protestos nos Estados Unidos neste ano, após o assassinato de George Floyd por um policial racista. "Judas e o Messias Negro" mostra como Hampton (Daniel Kaluuya, de "Corra!") se tornou presidente da filial do estado americano de Illinois dos Panteras Negras (veja o trailer abaixo). Em entrevista por videoconferência da qual o G1 participou, Coogler, o diretor Shaka King, o produtor Charles D. King e o ativista Fred Hampton Jr, filho do cinebiografado, falaram do filme. Ainda não foi definida a data de estreia no Brasil. Coogler disse que é...

    Leia mais
    (Foto: Pedro Loureiro)

    Elza Soares e Flávio Renegado fazem seu manifesto antirracista em novo clipe

    Continuando a comemoração de seus 90 anos, Elza Soares se junta a Flávio Renegado para lançar o clipe de "Negão Negra" (Flávio Renegado/ Gabriel Moura). Um manifesto antirracista que escancara injustiças sociais através de colagens e imagens de protestos contra a discriminação, o vídeo também tem participação dos artistas e está disponível no canal da cantora no YouTube. A faixa ainda pode ser ouvida em todos os aplicativos de música, pela gravadora Deck. "Estamos atravessando um momento chato, mas lutamos contra esse horror do preconceito racial. Para isso canto uma música que fala lindo de nossa Mãe África, uma mamãe preta. O Flávio Renegado é bom demais e pedimos atenção à letra da música: uma letra que deixo 'modernona' ao meu jeito", comentou Elza. Com batidas eletrônicas e ritmo típico do rap, "Negão Negra" une duas gerações de músicos brasileiros em torno de uma luta atemporal contra as injustiças sociais...

    Leia mais
    (Foto: DISNEY+/DIVULGAÇÃO)

    Beyoncé encanta fãs com o tão aguardado álbum visual ‘Black Is King’

    A rainha do pop Beyoncé lançou nesta sexta-feira (31) seu tão aguardado álbum visual, "Black Is King", um vídeo esteticamente ambicioso anunciado como complementar a seu álbum de 2019 com músicas inspiradas no remake da Disney de "O Rei Leão". A narrativa visual altamente estilizada lançada na plataforma de streaming Disney Plus dura uma hora e 25 minutos e, semelhante a "O Rei Leão", conta a história de um jovem que viaja por um mundo difícil, longe de sua família. O trabalho é uma ode à experiência negra, repleta de imagens vibrantes celebrando a diáspora africana, uma exploração estética da história negra, poder e sucesso que também faz referência a colonialismo, disparidade econômica e racismo. Beyoncé descreveu o álbum como um "trabalho de amor", que agora serve "a um propósito maior" do que seu papel original como peça complementar de "O Rei Leão: O Presente", em vista do clima sociopolítico...

    Leia mais
    Kenya Sade, chefe da programação Foto: Imagem retirada do site O Globo

    Novo canal de TV brasileiro tem 24 horas de conteúdo feito por profissionais negros

    A data escolhida para a estreia não foi à toa: 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, no Brasil, dedicado à memória de Tereza de Benguela, importante líder quilombola. Agora, este dia marca também a entrada no ar do canal de TV Trace Brazuca (624 na Claro/NET, e 630, na Vivo), o primeiro da história do país com 24 horas de conteúdo produzido por negros. O lançamento acontece também em meio à urgência de importantes debates mundiais sobre direitos civis e visibilidade da população negra. É aí que entra a questão da representatividade, uma das principais bandeiras do novo canal, que pretende potencializar as vozes negras. — A gente fala de empoderamento por meio do entretenimento. Não queremos falar de dor, mas de conquistas e vitórias para mostrar que o negro é múltiplo, que existimos em muitas esferas e não queremos só falar de racismo —...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist