Casos de Preconceito

Foto: Reprodução/ Coalizão Negra por Direitos

Coalizão Negra registra queixa-crime contra Pazuello por racismo

Na quarta-feira (2), advogadas da Coalizão Negra por Direitos protocolaram uma queixa-crime contra o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde, por racismo, na Promotoria de Direitos Humanos do Estado de São Paulo. "Ainda que tenha havido à época Inquérito Penal Militar, o qual fora arquivado, a questão do racismo presente no episódio relatado é patente e até o presente momento não havia sido trazida à tutela pública jurisdicional", aponta a Coalizão no documento apresentado à promotoria. O motivo da denúncia é um episódio de 2005, revelado pelo site DCM, quando o general Pazuello puniu o soldado Carlos Vitor de Souza Chagas, então com 19 anos, que transportava uma banheira em uma carroça. O ex-ministro acusou o jovem, que é negro, de correr demais. Em seguida, Pazuello decidiu punir o soldado e obrigou Chagas a puxar a carroça feito um animal, com um colega o conduzindo. De acordo com relatos da matéria, a humilhação...

Leia mais
GEOVANA BEMBOM/METRÓPOLES

Trabalhadores vão à Justiça cobrar indenização por homofobia

“Bicha gorda, bicha feia, bicha sem graça”. João, 26, afirma que ouvia variações dessa frase diariamente de um dos gerentes da rede de lanchonete em que trabalhava desde 2018. Segundo Márcio, as ofensas estavam no armário do supermercado onde era operador de caixa há cerca de cinco anos: “viado”, “gordo”. Mariana diz que ouvia da chefe com frequência que “não tinha mãe”, pois era homossexual. Mariana, Márcio e João são nomes fictícios de trabalhadores reais que buscaram a Justiça do Trabalho em busca de indenização alegando assédio moral decorrente de episódios de homofobia de superiores e colegas de trabalho. Segundo levantamento do Datalawyer para a Folha, nos últimos cinco anos, pelo menos 2.133 ações trabalhistas citavam homofobia em seus pedidos iniciais. O valor total dessas causas somou R$ 147,7 milhões. Em média, esses processos pediam R$ 142,7 mil, valor que inclui o total de verbas pedidas pelos trabalhadores, e não...

Leia mais
Ana Paula Valadão acena durante o show do grupo Diante do Trono no Festival Promessas 2012 — Foto: Flavio Moraes/G1

MPF denuncia cantora gospel Ana Paula Valadão por fala ligando gays a Aids

O Ministério Público Federal (MPF) enviou à Justiça uma denúncia contra a pastora e cantora gospel Ana Paula Valadão por falas consideradas homofóbicas, onde ela relacionava homens gays a Aids. O MPF pede que a cantora seja responsabilizada por dano moral coletivo no valor de R$ 200 mil, que serão revertidos a entidades que representam pessoas LGBTQI+. A fala foi feita durante o Congresso Diante do Trono, transmitido pela Rede Super de Televisão, no ano de 2016. Muita gente acha que isso é normal. Isso não é normal. Deus criou o homem e a mulher e é assim que nós cremos. Qualquer outra opção sexual é uma escolha do livre arbítrio do ser humano. E qualquer escolha leva a consequências. A Bíblia chama de qualquer escolha contrária ao que Deus determinou como ideal, como ele nos criou para ser, chama de pecado. E o pecado tem uma consequência que é a morte. Inclusive, tudo...

Leia mais
Bandeira do orgulho trans hasteada em São Francisco, nos Estados Unidos. Foto: Flickr (CC)/torbakhopper

Brasil segue no topo de ranking de assassinatos de pessoas trans no mundo

O Brasil registrou 184 assassinatos de pessoas transgênero em 2020, segundo dossiê divulgado pela Associação Nacional das Travestis e Transexuais (Antra) nesta sexta-feira, 29 de janeiro, Dia da Visibilidade Trans. O número mantém o país no topo do ranking dos relatórios de homicídios de transgêneros em todo o mundo, à frente do México e dos Estados Unidos. O mapa da violência traçado pela associação revela que São Paulo foi o estado com maior número de assassinatos, seguido por Ceará, Bahia, Minas Gerais e Rio de Janeiro – onde o aumento dos casos foi de 43% em relação a 2019. Para a secretária de articulação política da Antra, Bruna Benevides, esse cenário é reflexo da omissão do governo. “Até o momento, não houve ações específicas para enfrentar essa violência, o que nos faz acreditar que seria uma falsa simetria afirmar uma diminuição de violência de forma “espontânea” e sem investimento material,...

Leia mais
Foto: Deldebbio

Prefeito de Duque de Caxias é investigado por intolerância religiosa a crenças de matriz africana

A Polícia Civil do Rio investiga se houve intolerância religiosa no discurso do prefeito de Duque de Caxias (RJ), Washington Reis (MDB), durante cerimônia de posse no dia 1º de janeiro. No evento, ele ofendeu as religiões de matriz africana ao chamar espaços religiosos de "esquina da macumba", generalização de caráter pejorativo atribuída a crenças afro-brasileiras. "É o Deus que não falha, é o Deus que desmoralizou todos os meus adversários. Eles foram no TRE, no STF, no STJ, foram na esquina da macumba, foram em tudo quanto é lugar, mas Deus jogou por terra porque o nosso Deus ele é maior", disse Reis, que foi eleito com 54,5% dos votos ainda com sua candidatura sub judice (aguardando decisão da Justiça), em alusão a seus adversários no pleito. Uma delas, Ivanete Silva (PSOL) condenou as palavras do prefeito.   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por Ivanete...

Leia mais
FÁBIO VIEIRA/ESPECIAL METRÓPOLES

Após ser alvo de ataques transfóbicos e racistas, Érika Hilton irá processar 50 pessoas

Érika Hilton (PSOL-SP), vereadora mulher mais votada em todo o Brasil, irá protocolar uma ação nesta quarta-feira (6) contra 50 pessoas que teriam proferido ameaças racistas, machistas e transfóbicas contra ela nas redes sociais. De acordo com a coluna da jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, a parlamentar irá requerer que as plataformas Facebook, Twitter e Instagram entreguem os dados dos perfis para que os agressores paguem uma indenização de R$ 10 mil por danos morais. Na ação, os advogados reuniram postagens onde os agressores xingam a parlamentar de “raça imunda, “traveco”, “ser desprezível”, “vagabunda”, “jumenta”, além de ofensas raciais como “cabelo desse serve pra tirar ferrugem de ferro”. “Quando uma mulher negra e travesti passa a ocupar uma função pública de prestígio, ataques em redes sociais são utilizados como tática de intimidação”, destaca um trecho da ação. Érika é a primeira mulher transgênero eleita para a Câmara...

Leia mais
Adolescente de 16 anos foi espancada pelo pai por ser lésbica, na Bahia — Foto: Divulgação/Polícia Civi

Adolescente é espancada pelo pai na BA e relata que motivo é ela ser lésbica; avó da vítima denunciou homem à polícia

Uma adolescente de 16 anos relatou que foi espancada pelo pai, pelo fato dela ser lésbica. O crime aconteceu na tarde de quarta-feira (9), na cidade de Ipiaú, sudoeste da Bahia. A avó materna da garota procurou a delegacia para registrar a ocorrência, e o suspeito foi intimado pela unidade. De acordo com informações da 9ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), a idosa procurou a delegacia logo após a agressão e informou que a neta era agredida constantemente por causa de sua orientação sexual. Segundo a polícia, os investigadores foram na casa da adolescente e constataram o fato, mas não encontraram o agressor. A vítima foi levada para a delegacia para prestar depoimento e reiterou que as agressões eram constantes e motivadas por sua orientação sexual. A adolescente disse ainda que, na segunda-feira (7), ela também havia sido agredida pelo pai com uma "bainha" de facão, um tipo...

Leia mais
(Jonathan Alcorn/AFP/)

Painel trata combate ao racismo como exercício de cidadania e justiça

A busca por uma sociedade coletivamente solidária, com igualdade de oportunidades e pluralismo judicial foram os temas do painel “Representatividade Racial no Poder Judiciário: de onde fala o juiz”, do seminário “Questões racionais e o Poder Judiciário”, realizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e encerrado na quarta-feira (8/7). O evento reuniu virtualmente mais de duas mil pessoas em debates sobre a necessidade de se discutir os mecanismos e as estratégias que dificultam a participação de pessoas negras nos espaços de poder, incluindo no Poder Judiciário. “Precisamos de pessoas que se identifiquem com a causa do combate ao racismo e ao racismo judicial. Não podemos, de forma nenhuma, deixar que o racismo prevaleça. Combater o racismo é exercício de cidadania e da justiça”, disse a conselheira do CNJ Tânia Regina Silva Reckziegel, coordenadora dos debates sobre a representatividade racial no Poder Judiciário. O painel realizado por videoconferência diante das circunstâncias...

Leia mais
Imagem: Geledes

Racismo Estrutural – Banco é condenado a indenizar cliente por discriminação racial

Procedimentos de segurança são intrínsecos à atividade bancária. Não pode, entretanto, a instituição financeira, sob o pretexto de se manter a segurança no interior do estabelecimento, expor o usuário a procedimentos constrangedores. Com base nesse entendimento, o juiz Marco Aurélio Stradiotto de Moraes Ribeiro Sampaio, da 3ª Vara Cível de Jundiaí, condenou um banco a indenizar, por danos morais, um negro que foi impedido de entrar em uma das agências da instituição. O valor da reparação foi fixado em R$ 52.250, o que corresponde a 50 salários mínimos. “É necessário que nesta sentença, para além da indenização em face de técnica processual, reconheça-se o ato de que vítima o autor, discriminação racial a lhe gerar danos civis que se querem aqui desfeitos. E isso porque não pode a sociedade, no estágio atual, continuar a tratar como situação normal a negada questão racial, o tratamento diverso por questão de cor de...

Leia mais
GettyImagesBank

13 palavras e expressões da língua portuguesa para não usar mais

A língua portuguesa é o 5º idioma mais falado no mundo e possui uma sonoridade muito característica. É bastante comum ouvir gringos dizendo que os brasileiros parecem falar cantando, porque ela é mesmo bem ritmada. Prova disso são os poemas escritos em português, de Carlos Drummond de Andrade a Cecília Meireles, passando por Vinicius de Moraes, Tom Jobim, Chico Buarque… São muitos os nomes de destaque e muitas as palavras e expressões brilhantes. Outras, contudo, inclusive usadas por muitos desses poetas, devem hoje ser evitadas a todo custo, pois são heranças de uma sociedade machista e racista. Abaixo, você encontra uma lista com estes termos que devem ser evitados e ser substituídos, porque não há mais liberdade poética que os justifiquem: 1. Mal-amada Dá a entender que uma mulher é feliz, plena e de bem com a vida se está tendo relações sexuais. O prazer feminino pode ser encontrado de...

Leia mais
Pixabay

Coronavírus expõe o racismo ambiental: negros são o corpo que o Estado secou

No país, cerca de 29 milhões não usufruem de saneamento básico e 6,2 milhões não têm água potável. E em sua maioria são negros Por Paulo Ramos no Rede Brasil Atual Pixabay O saneamento básico e a distribuição de água potável nas favelas e periferias jamais foram serviços efetivamente oferecidos no Brasil. Nesses territórios de extrema vulnerabilidade, atores demarcados por classe, gênero, sexualidade e sobretudo ‘raça’, em que negros e negras têm seus corpos marcados de forma atemporal, são condicionados a sobreviver na miséria. Em tempos de pandemia de coronavírus e quarentena, para sobreviver precisamos de procedimentos de higienização do corpo, mas antes o saneamento básico e a água potável são fundamentais, não só para limpeza, mas para o bem comum. Sabemos, no entanto, que o princípio da universalidade constituído ao bem comum não atende às demandas do povo preto e periférico. A seletividade aos corpos pretos...

Leia mais
Mike Segar/Reuters

Ex-CEO do Grammys alega discriminação e corrupção na premiação

Deborah Dugan alega que o Grammy é atormentado por uma cultura de discriminação racial e baseada em gênero, e que artistas do Rap e Rnb foram marginalizados pela corrupção dos eleitores. Por Ruan Fellipe, do Rapmais Deborah Dugan (Foto: Mike Segar/Reuters) Deborah Dugan, ex-presidente e CEO da Academia Nacional de Artes de Gravação que foi demitida de seu emprego no início desta semana, alegou que a Academia de Gravação e seu principal evento, o Grammy Awards, estão repletos de questões profundas, incluindo corrupção, encobrimento casos de estupro e má conduta sexual e uma mentalidade avassaladora de “clube dos meninos”. Em uma queixa arrepiante registrada na Comissão de Igualdade de Oportunidades de Emprego pelo advogado de Dugan, Douglas Wigdor, Dugan alega que ela foi assediada sexualmente pelo ex-membro do conselho e presidente do conselho do Grammys. Ela também afirma que o conselho negou o fato de que...

Leia mais
Marcas de facadas no corpo do jovem Felipe Milanez, vítima de ataque homofóbico no DF — Foto: Reprodução/TV Globo

‘Racismo homotransfóbico’, diz polícia sobre caso de jovem que levou 17 facadas no DF

Felipe Augusto Milanez, de 23 anos, foi agredido na saída de uma festa em Brazlândia. Três menores de idade, incluindo adolescente de 15 anos, foram apreendidos. Por Geraldo Becker, do G1   Marcas de facadas no corpo do jovem Felipe Milanez, vítima de ataque homofóbico no DF — Foto: Reprodução/TV Globo O esfaqueamento de um jovem de 23 anos na saída de uma festa em Brazlândia, no Distrito Federal, é investigado pela Polícia Civil como "racismo homotransfóbico" – motivado por preconceito racial e de orientação sexual. O crime ocorreu no dia 7 de outubro, quando o estudante de odontologia Felipe Augusto Milanez levou 17 golpes de faca pelo corpo e foi xingado por um grupo de, pelo menos, dez pessoas. Segundo o delegado à frente das investigações, Anderson Cavichioli, o caso será encaminhado à Justiça como tentativa de homicídio duplamente qualificado, "tanto pelo motivo torpe, em...

Leia mais
Reunião, em São Paulo, de integrantes da primeira associação nacional “independente” de defesa de pessoas com nanismo - Foto: Bruno Santos/ Folhapress

Pessoas com nanismo se unem para combater piadas e divulgar demandas

Pela 1ª vez, profissionais se organizam sem a tutela de pais para cobrar direitos Por Jairo Marques, da Folha de S.Paulo Eles são fotografados nas ruas, ao lado de suas famílias, aleatoriamente e sem que tenham dado permissão; são hostilizados aos gritos por grupos de jovens em locais públicos; recebem propostas financeiras para serem carregados no colo. E ainda não basta. Passam horas no ambiente de trabalho ouvindo piadas de seus superiores a respeito de suas estaturas e condição física e recebem telefonemas em suas empresas, pedindo orçamentos para serem alugados para festas e eventos. Para chamar atenção e para combater esses e outros absurdos que enfrentam em seus cotidianos, pessoas com nanismo de todo o país estão se organizando em uma associação, a Nanismo Brasil, com o intuito de ampliar o conhecimento de suas demandas, avançar na conquista de direitos e ter melhor visibilidade de suas condições. [caption id="attachment_147485"...

Leia mais

‘Me chamar de ‘viado’ não é ofensa. Tomar 4 tiros, sim’, diz vítima de homofobia na Bahia

Jovem levou quatro tiros após beijar rapaz em bar de Camaçari, na região metropolitana de Salvador (BA), no último domingo (20). Do HuffPostBrasil “Me chamar de ‘viado’ não é ofensa. Tomar 4 tiros, sim. Uma dor irreparável, além de física, emocional e psicológica. Não sei como será de agora em diante, não sei se serei mais o mesmo.” A frase acima é do jovem Marcelo Macedo, de 33 anos, que levou quatro tiros após beijar um rapaz dentro de um bar em Camaçari, sua cidade natal, na região metropolitana de Salvador, Bahia. O caso aconteceu no último domingo (20). Nesta sexta, ainda em recuperação, ele publicou um relato emocionante em seu perfil do Instagram sobre o ataque que sofreu. Em seu texto, ele agradece o apoio que vem recebendo de amigos e familiares na última semana e ressalta que este carinho é o que o motivou a se manifestar publicamente...

Leia mais

Grupo atira bomba de gás lacrimogêneo em restaurante palestino em SP

Al Janiah contrata refugiados árabes e promove eventos para difundir cultura palestina Por Thiago Amâncio, da Folha de São Paulo Um grupo lançou bomba de gás lacrimogêneo e spray de pimenta em um restaurante palestino em São Paulo na madrugada deste domingo (1). O caso aconteceu no Al Janiah, bar e restaurante onde trabalham refugiados árabes que vivem na capital paulista e que promove a cultura palestina. Vídeo de câmera de segurança mostra o momento do ataque. A gravação mostra algumas pessoas na porta do restaurante quando três homens se aproximam. Um deles, de boné e camiseta estampada com a bandeira do estado de São Paulo, tira um objeto do bolso de trás da calça, lança-o dentro do restaurante e bate a porta. As pessoas que estavam na frente do local saem de perto, e um dos homens lança um jato de spray no ar. Alguém abre a porta pelo...

Leia mais

Mulher é impedida de entrar em carro de aplicativo por causa do peso

Depois do caso, mulheres se reuniram em Salvador para protestar contra a gordofobia Da Revista Claudia  Joyce Santos passou por um episódio de gordofobia envolvendo um motorista do aplicativo 99, que negou levá-la em seu carro por causa do seu peso. Depois de pedir o carro, Joyce percebeu que o motorista passou reto pelo ponto de encontro marcado no aplicativo e, então, enviou uma mensagem através da plataforma questionando o que havia acontecido. “Como é que você passa por mim? Chamo e você não para”, escreveu ela. “Vai andando, querida, para emagrecer”, respondeu o motorista. No último domingo (18), o coletivo Vai Ter Gorda reuniu mulheres nas ruas de Salvador para protestar contra o caso. As mulheres tiraram fotos na praia, fizeram um piquenique e conversaram sobre o caso. (Drica Reis/Reprodução) O coletivo foi criado em 2016 com objetivo de lutar contra a gordofobia, aumentar a...

Leia mais
Imagem Geledés

Bolsonaro é condenado a pagar R$ 150 mil por declarações racistas e homofóbicas

A ação foi movida por três grupos que atuam em defesa da população LGBTI no Rio de Janeiro Por Jaqueline Deister, do Brasil de Fato  Imagem Geledés Na última semana, a maioria dos desembargadores da Câmara Cívil do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) decidiu manter a condenação do presidente Jair Bolsonaro (PSL) por ter feito declarações homofóbicas e racistas no extinto programa CQC, da TV Bandeirantes, em março de 2011. Com a sentença, ele terá que pagar R$ 150 mil por danos morais coletivos. A indenização será destinada ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos, do Ministério da Justiça. A ação foi movida, em 2011, pelo Grupo Diversidade de Niterói (GDN), Grupo Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Grupo Arco-íris de Conscientização. Para o presidente do GDN, Felipe Carvalho, a decisão judicial representa uma vitória para o movimento LGBTI de todo o país....

Leia mais
Larissa Rodrigues foi morta a pauladas na Alameda dos Tacaúnas, na Zona Sul de São Paulo — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Larissa Rodrigues, transexual morta a pauladas em bairro nobre de São Paulo

Testemunha contou que momentos antes agressor tentou atropelar a vítima. Ele fugiu. Do G1 Larissa Rodrigues foi morta a pauladas na Alameda dos Tacaúnas, na Zona Sul de São Paulo — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal Larissa Rodrigues da Silva, uma transexual de 21 anos, foi morta a pauladas por volta das 21h10 de sábado (4) na Alameda dos Tacaúnas, no bairro da Saúde, na Zona Sul de São Paulo. O caso foi registrado como homicídio. O agressor fugiu. Uma testemunha contou à polícia que estava com a vítima, quando um homem não identificado em um carro quase os atropelou. Posteriormente, o autor retornou com o veículo, desembarcou com um pedaço de madeira, golpeando a vítima com o objeto. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, a PM foi acionada para atender a uma ocorrência de agressão e ao chegar no local encontrou a vítima caída com...

Leia mais

Dentista que postou ofensas em redes sociais é condenada a 2 anos de reclusão por racismo

Decisão é do juiz de direito Carlos Alberto Bezerra Chagas, da 1ª Vara da Comarca de São Raimundo Nonato, dessa terça-feira (16). Por Catarina Costa, G1 Dentista Delzuíte Ribeiro de Macedo é condenada a 2 anos e 7 meses de reclusão — Foto: Reprodução/TJ-PI A dentista Delzuíte Ribeiro de Macedo foi condenada a 2 anos e 7 meses de reclusão por racismo contra um bebê recém nascido e sua mãe através de postagens ofensivas em rede social. A decisão é do juiz de direito Carlos Alberto Bezerra Chagas, da 1ª Vara da Comarca de São Raimundo Nonato, dessa terça-feira (16). Delzuíte foi denunciada pelo Ministério Público do Estado pela prática dos crimes de lesão corporal tentada, ameaça, injúria preconceituosa/racial e racismo qualificado. Conforme a denúncia, no dia 6 de abril de 2018, a dentista fez ameaças a vítima Thaiane Ribeiro Neves e teria arremessado uma tesoura...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

No Content Available

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist