sexta-feira, fevereiro 26, 2021

No Orun

Mary Wilson (Foto: Getty Images / Noel Vasquez / Correspondente)

Morre Mary Wilson, cofundadora do The Supremes, aos 76 anos

Mary Wilson, aclamada cantora e co-fundadora da banda The Supremes, morreu na última segunda, 8, aos 76 anos. Quem confirmou a informação foi Jay Schwartz, assessor de longa data de Wilson, que revelou que a artista morreu repentinamente na casa dela em Henderson, Nevada. A causa da morte não foi confirmada. A cantora era uma das integrantes originais do Supremes ao lado de Diana Ross, Florence Ballard e Barbara Martin quando assumiram o nome oficial em 1961 - depois de se juntarem em Detroit como The Primettes, em 1959. O grupo assinou com a Motown Records em 21 de janeiro de 1961 e pouco tempo depois se tornou uma das bandas mais vendidas de todos os tempos. Lançaram canções de sucesso, como "You Can't Hurry Love," "Baby Love" e "Come See About Me." Após virar um trio com a saída de Martin em 1962, Mary Wilson permaneceu no The Supremes...

Leia mais
(Photo by Chris Pizzello/Invision/AP, File)

Morre Cicely Tyson, atriz vencedora pioneira do Emmy e Tony

A atriz Cicely Tyson, que se especializou em retratar mulheres negras fortes enredadas pelas dificuldades da vida durante uma carreira de 60 anos que lhe rendeu três prêmios Emmy e um Tony, morreu aos 96 anos, anunciou seu empresário em um comunicado. A causa da morte não foi informada. Tyson havia finalizado há pouco tempo um livro de memórias, "Just As I Am", que foi lançado justamente nesta semana. As atuações mais louvadas de Tyson aconteceram em produções de época, como o filme "Lágrimas de Esperança", de 1972, no qual interpretou a esposa de um meeiro do Estado norte-americano da Louisiana. Ela recebeu sua única indicação ao Oscar por este papel, mas foi agraciada com um Oscar honorário em novembro de 2018. Ela também ganhou dois Emmys pelo mesmo filme para televisão, "The Autobiography of Miss Jane Pittman", um de melhor atriz em minissérie ou filme e outro de atriz...

Leia mais
Ubirany morreu aos 80 anos vítima de covid-19 (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

Morre Ubirany, sambista do grupo Fundo de Quintal, aos 80 anos 

O sambista, e um dos integrantes do grupo Fundo de Quintal, Ubirany Félix do Nascimento, o Ubirany, morreu hoje aos 80 anos. Segundo a assessoria do grupo, a morte foi em decorrência de complicações da covid-19. Ele estava internado em um hospital do Rio de Janeiro se tratando. O grupo não informou quando ocorrerá o velório e o enterro.   Ver essa foto no Instagram   Uma publicação compartilhada por Grupo Fundo de Quintal (@grupofundodequintal) Ubirany era um dos nomes fortes do samba e do pagode pela tradição e referência que o Fundo de Quintal trouxe ao ritmo. O grupo se formou em meados dos anos 70 nos pagodes do cacique de Ramos, ambiente que deu ao mundo da música nomes como Zeca Pagodinho. Desde então, passou a influenciar uma série de grupos e cantores. O sambista ficava com o repique de mão, ao lado de Sereno, que teve a...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Roberto Freire divulga nota de pesar pelo falecimento de Abigail Páscoa

Nascida no bairro carioca da Tijuca, a 27 de fevereiro de 1939, filha de um professor, Abigail Páscoa faleceu hoje no Rio de Janeiro. Em 1964, já integrava o Partido Comunista Brasileiro, o velho Partidão. Posteriormente, apoiaria o sucessor do PCB, isto é, o Partido Popular Socialista (PPS), hoje Cidadania 23. Ligada ao grupo católico Ação Popular no começo da sua juventude, de Abigail podemos dizer que tinha a Democracia e os embates pelos direitos humanos na massa do sangue. Socióloga, deixou textos importantes sobre a questão negra e foi uma das fundadoras do Movimento Negro Unificado (MNU), ainda sob as difíceis condições de ditadura militar. No movimento negro atuou ao lado de homens como Geraldo Rodrigues dos Santos e Januário Garcia. Foi, também, uma pioneira das lutas feministas no país. Ou seja, lutou todos os combates de seu tempo, e o fez durante mais de seis décadas. Para nós,...

Leia mais
Anani Dzidzienyo, 57, historiador ganês, professor da Universidade de Brown nos Estados Unidos (Fotos: Fabiano Maisonnave/Folhapress)

Morre o afro-brasilianista Anani Dzidzienyo, mentor de pesquisadores em relações raciais

O historiador e cientista político ganês Anani Dzidzienyo, um dos primeiros pesquisadores africanos especializados no Brasil e mentor de gerações de estudiosos das relações raciais no país, morreu nesta segunda-feira (26), aos 78 anos, vítima de um câncer. Professor do Departamento de Estudos Luso-Brasileiros da Universidade Brown (EUA), Dzidzienyo atraía alunos por sua pioneira abordagem multidisciplinar da diáspora africana. Entre os que passaram por sua sala, na cidade de Providence, estão a cientista política Melissa Nobles (MIT), o historiador Jeffrey Lesser (Universidade Emory) e a linguista Uju Anya (Universidade Estadual da Pennsylvania). “Dzidzienyo foi um desbravador gigante de nossa área de estudos. A sua produção acadêmica, que também inclui o trabalho de seus alunos, permanece como monumento a esse legado intelectual. A maior contribuição na minha educação foi ensinar que os estudos afrobrasileiros tinham de ser abordados com a perspectiva do povo negro brasileiro como agente principal da cultura e...

Leia mais
Frederick 'Toots' Hibbert (Foto: DOUGLAS MASON/GETTY IMAGES)

Morre Frederick ‘Toots’ Hibbert, pioneiro do reggae, aos 77 anos

Lenda do reggae, Frederick 'Toots' Hibbert, cantor fundador da banda Toots And The Maytals, morreu na última sexta-feira (11), aos 77 anos. O músico estava internado com coronavírus em um hospital em Kingston, na Jamaica. Em um comunicado, a família do artista anunciou: "É com com o coração pesado que anunciamos que Frederick Nathaniel 'Toots' Hibbert faleceu pacificamente esta noite (sexta-feira, dia 11), cercado por sua família, no Hospital Universitário das Índias Ocidentais, em Kingston, Jamaica". Pioneirismo Ao incorporar elementos de ska jamaicano, gospel, soul, R&B e rock and roll, Hibbert foi reconhecido como um dos criadores do reggae. A música "Do the Reggay", do Toots And The Maytals, de 1968, foi a primeira música a usar a palavra "reggae" e acabaria por batizar o gênero musical. No início dos anos 1960, Hibbert formou The Maytals ao lado de seus colegas vocalistas Henry “Raleigh” Gordon e Nathaniel “Jerry” Mathias e...

Leia mais
Chadwick Boseman em foto de 2014 (Foto: Dan Hallman/Invision/AP)

Chadwick Boseman, astro de ‘Pantera Negra’, morre aos 43 anos

O ator Chadwick Boseman morreu aos 43 anos. Conhecido por interpretar o Pantera Negra no filme da Marvel, além de personagens importantes da história americana, ele enfrentou um câncer de cólon diagnosticado em 2016. "É com imensurável pesar que confirmamos a morte de Chadwick Boseman. Chadwick foi diagnosticado com câncer de cólon de estágio 3 em 2016, e lutou contra ele nestes últimos quatro anos conforme progrediu para estágio 4", afirmou a família do ator em seu perfil no Twitter. pic.twitter.com/aZ2JzDf5ai — Chadwick Boseman (@chadwickboseman) August 29, 2020 "Um verdadeiro lutador, Chadwick perseverou por tudo, e trouxe a vocês muitos dos filmes que tanto amam. De 'Marshall: Igualdade e Justiça' a 'Destacamento Blood', 'Ma Rainey's Black Bottom' de August Wilson e muitos mais, todos foram gravados durante e entre incontáveis cirurgias e quimioterapia. Foi a honra de sua carreira trazer à vida o rei T'Challa em 'Pantera Negra'." De acordo...

Leia mais
Chica Xavier - com mais de 60 anos de carreira, destacou-se como uma dos maiores símbolos da representatividade negra na arte brasileira. (Foto: Reprodução/Instagram Luana Xavier)

Chica Xavier, atriz de ‘Sinhá Moça’ e ‘Renascer’, morre aos 88 anos

A atriz Chica Xavier, conhecida por papéis marcantes em novelas como "Sinhá Moça" e "Renascer", morreu na madrugada deste sábado (8) aos 88 anos, vítima de câncer de pulmão. Ela estava internada no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Nascida em Salvador em 22 de janeiro de 1392, Francisca Xavier Queiroz de Jesus mudou-se para o Rio em 1953, aos 21 anos e se consagrou como atriz de teatro, TV e cinema, ao longo de uma carreira de mais de seis décadas. Destacou-se como uma das maiores referências da representatividade negra na arte brasileira. Em 2010, recebeu o Troféu Palmares, entregue pelo extinto Ministério da Cultura, pelo trabalho de preservação e incentivo à cultura afro-brasileira. "Uma precursora, símbolo de gerações de atrizes e atores negros, de representatividade, que trazia em cada cena ou fala traços latentes de baianidade. Nunca negou a origem", disse a TV Globo...

Leia mais
Dom Pedro Casaldáliga, bispo católico radicado no Brasil desde 1968 (Foto: Jorge Araujo/Folhapress)

Morre Pedro Casaldáliga, a pedra no sapato do autoritarismo brasileiro 

Pedro Casaldáliga, bispo emérito de São Félix do Araguaia, no Mato Grosso, e um dos maiores defensores dos direitos humanos do país, morreu aos 92 anos, às 9h40 deste sábado (8), em Batatais (SP), onde havia sido removido para tratamento médico devido a problemas respiratórios. A informação foi comunicada pela Prelazia de São Félix do Araguaia (MT), a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria (Claretianos) e a Ordem de Santo Agostinho (Agostinianos). Ele havia testado negativo para covid-19. Num ano em que o Brasil já ficou menor 100 mil vezes menor por conta de uma doença estúpida, a morte de Pedro consegue deixar um vazio profundo. Ele não era apenas um defensor da vida, mas a representação viva da resistência ao autoritarismo. Nascido na Catalunha como Pere Casaldàliga, chegou ao Brasil em 1968. Desde então, subvertendo o Evangelho de Mateus, capítulo 16, versículo 18, Pedro não foi...

Leia mais
John Lewis segura cópia da Constituição dos EUA durante entrevista coletiva em Washington (Foto: Mark Wilson - 2.mar.16/AFP)

Morre John Lewis, emblemático ativista dos direitos civis nos EUA

John Lewis, defensor dos direitos civis que marchou com Martin Luther King e foi congressista durante décadas, morreu aos 80 anos, anunciou nesta sexta (17) a Câmara dos Representantes dos EUA. "Hoje, os Estados Unidos choram a perda de um dos maiores heróis de sua história", declarou a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, em nota. A democrata descreveu Lewis, que não resistiu a um câncer no pâncreas, como "um titã do movimento dos direitos civis, cuja bondade, fé e valentia transformaram nossa nação". Lewis nasceu em Troy, no Alabama, em 1940. Quarto de dez irmãos de uma família de camponeses, foi um dos mais jovens integrantes do grupo Viajantes da Liberdade, que lutou contra a segregação racial no transporte público dos EUA nos anos 1960. Também foi o líder mais jovem da manifestação de 1963, em Washington, na qual Luther King proferiu seu histórico discurso "eu tenho um sonho". Dois...

Leia mais
A filósofa e ativista feminista María Lugones (Foto:  Daily Nous/Reprodução)

Referência do pensamento feminista decolonial, ativista e filósofa argentina María Lugones morre aos 76 anos

Morreu nesta terça-feira (14) a filósofa, professora e ativista feminista argentina María Lugones, aos 76 anos, devido a uma parada cardíaca. De acordo com familiares, ela estava internada por causa de uma pneumonia e tinha câncer de pulmão. A informação sobre a morte da intelectual foi publicada pelo filósofo Nelson Maldonado-Torres em sua conta no Facebook e posteriormente confirmada ao GLOBO pela Binghamton University, do estado de Nova York, onde Lugones atuava como professora de Literatura Comparada e de Estudos Latino-americanos. A sobrinha de Lugones, Gabriela Veronelli, informou que o corpo da filósofa será cremado e haverá um funeral em Binghamton-Endicott, NY, nesta sexta-feira (17), restrito a um número pequeno de convidados em função da pandemia de Covid-19. Outros serviços memoriais online ainda estão sendo planejados. Lugones é uma das referências máximas do pensamento sobre a colonialidade do conceito de gênero e suas implicações. Seu interesse era o de teorizar...

Leia mais
Little Richard (Foto: Patrick SemanskyAP)

Morre Little Richard, um dos fundadores do rock, aos 87 anos

Little Richard, um dos pioneiros do rock, morreu aos 87 anos. A informação foi confirmada pelo filho do cantor, Danny Penniman, via Rolling Stone EUA. A causa da morte ainda é desconhecida. Há alguns anos o artista já estava com a saúde debilitada, tinha problemas no quadril, além de já ter sofrido um derrame. Com Tutti Frutti, de 1956, Richard fez uma série de hits ​​- "Long Tall Sally" e "Rip It Up" naquele mesmo ano, "Lucille" em 1957 e "Good Golly, Miss Molly" em 1958 - com um piano simples, mas vibrante e os vocais influenciados pelo gospel. Little Richard -Reprodução/Facebook O músico foi responsável por influenciar uma geração de grupos que viriam pela frente, como os Beatles - que fizeram uma versão de "Long Tall Sally" - e Elton John. Richard foi eleito pela Rolling Stone EUA como o 8º maior artista da música...

Leia mais
Reprodução/Facebook

Morre, aos 95 anos, Dona Neném, baluarte da Portela

Morreu, na madrugada desta segunda-feira, aos 95 anos, Yolanda de Almeida Andrade, a dona Neném, viúva do compositor Manacéa e baluarte da Portela. Segundo familiares, a sambista estava com uma infecção urinária e faleceu em casa. Dona Neném era uma das integrantes mais antigas e admiradas da azul e branco de Madureira e Oswaldo Cruz. A família não informou horário e local do sepultamento. No último mês de janeiro, dona Neném recebeu uma homenagem do Departamento Cultural da Portela durante a celebração do aniversário de um ano da lei municipal que criou o Perímetro Cultural de Oswaldo Cruz. Na ocasião, sua casa foi a última parada da comitiva que percorrera endereços importantes para a memória afetiva da Portela. — Dona Neném era a maior referência viva feminina da Portela. Mesmo nem sempre fisicamente presente, tínhamos a certeza de sabermos que ela estava sempre ali, no alto daquela casa, olhando por...

Leia mais
( Foto: Divulgação/Espaço Bistrô)

Friburgo perde o músico Nego Dé para a Covid-19

Morreu neste domingo, 3, o músico André Henrique de Souza, mais conhecido como Nego Dé. Famoso e querido em Nova Friburgo, nos distritos de São Pedro da Serra e Lumiar e em cidades da Região dos Lagos, onde costumava se apresentar, Nego Dé havia recebido diagnóstico de Covid-19, depois um primeiro atendimento no Hospital Municipal Raul Sertã, no final de março, quando, segundo amigos, apresentou sintomas da doença e recolheu material para exames laboratoriais. Jovem e forte, como não era de grupo de risco, o músico foi liberado para continuar o tratamento em casa. Voltava ao hospital uma vez por semana, para monitorar seu quadro de saúde. Há postagens dele, numa rede social, contando o sofrimento com a doença e como conseguiu, aos poucos, vencê-la. Nego Dé conseguiu se recuperar e, em isolamento em casa, chegou a gravar uma música. Na semana passada, ainda segundo amigos, chegou a dirigir até...

Leia mais
Tony Allen (Foto: Ennio Leanza/EPA/Shutterstock)

Morre Tony Allen, o baterista nigeriano que ajudou a criar o afrobeat

Morreu nesta quinta-feira, aos 79 anos de idade, em Paris, o nigeriano Tony Allen, um dos bateristas mais influentes da África. "Sem Tony Allen, não haveria o afrobeat", disse certa vez o saxofonista Fela Kuti, criador e grande propagador desses estilo musical sincopado e elétrico, que ganhou o mundo nos anos 1970 e influenciou muitos artistas jovens a partir dos anos 2000 — da estrela pop Rihanna ao grupo brasileiro Bixiga 70. A morte foi anunciada em rede social por Sandra Iszadore, cantora e ativista americana, e ex-mulher de Fela. A causa do óbito não foi divulgada. Músico autodidata, Tony Allen começou a tocar bateria aos 18 anos, enquanto trabalhava em uma emissora de rádio nigeriana. Ele foi influenciado pela música que seu pai ouvia, o jùjú (estilo popular iorubá da década de 1940), mas também pelo jazz americano. O baterista trabalhou duro para desenvolver uma estilo próprio, estudando febrilmente...

Leia mais
Foto: Vagner Campos

Entidades e lideranças políticas lamentam a morte de Theodosina Ribeiro

Morreu nesta quarta-feira (22), aos 94 anos, Dr. Theodosina Rosário Ribeiro, primeira mulher negra a se tornar vereadora no Estado de São Paulo em 1970 pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), em 1974 Theodosina foi eleita como deputada estadual.   Foto: Vagner Campos   Nas redes sociais, entidades do movimento negro, lideranças políticas e advogados  lamentaram a morte da política e advogada:     NOTA DE FALECIMENTO É com grande pesar que comunicamos que a Dra. Theodosina Rosário Ribeiro, faleceu na manhã de... Publicado por Aristocrata Clube em Quarta-feira, 22 de abril de 2020   Triste notícia sobre falecimento da Dra. Theodosina Ribeiro, 1ª vereadora e deputada negra em SP. Em 2012, criamos a Medalha Theodosina Ribeiro para homenagear as mulheres com na nossa sociedade. Ela era especial, principalmente para o povo negro. Theodosina Ribeiro, presente! pic.twitter.com/t365DpCKcl — Leci Brandão 23/4 Live Dia de Ogum (@lecibrandao) April 22,...

Leia mais

Morre em São Paulo 1ª Deputada Negra do Estado

Acabamos de perder uma das figuras mais emblemáticas e batalhadoras das causas democráticas, educacionais e raciais do Brasil – Dra. Theodosina Ribeiro. Era uma lenda viva e exemplo de militância, consciência política, racial e de gênero. Conhecida e reconhecida até os dias atuais pela sua seriedade e serenidade na luta por igualdade em nossa cidade e em nosso país. Nascida Theodosina Rosário Ribeiro no ano de 1930 (a data exata pouca gente conhece pois detestava informar sua idade), entrou para história de São Paulo pela porta da frente. Além de professora, diretora escolar e advogada, foi a primeira vereadora e deputada estadual negra da cidade e do Estado de São Paulo. Elegeu-se vereadora em 1970, anos duros da ditadura militar que imperava no país, pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição, tendo obtido a segunda maior votação da cidade. E quatro anos depois elegeu-se deputada estadual. Era uma democrata por natureza,...

Leia mais
Imagem retirada do site Medium

Salve sua força, Marlene Silva! Obrigada.

Não há em Belo Horizonte, gente negra de mais de 40 anos, envolvida com o Movimento Negro ou com a cultura negra da dança que desconheça o significado do nome Marlene Silva para a cena da dança afro local e brasileira. E que alegria, senhora, saber que as devidas homenagens lhe foram prestadas em vida. Artistas negros da dança na cidade, na casa dos 40 anos ou mais, se não foram formados por Marlene Silva, passaram por suas mãos, receberam sua orientação, seu carinho e sua benção. Os mais jovens também, pois um currículo de dança rico e respeitável precisava abrigar os ensinamentos da mestra maior da dança afro. Marlene Silva, seu nome e seu legado povoam meu imaginário há 35 anos. Discípulos seus são amigos queridos e sempre me contaram de seu alto nível de exigência, compensado pelo sorriso largo. Pedimos desculpas, querida Marlene Silva, mas nossa responsabilidade uns...

Leia mais
Riachão. Foto: Capitu

Aos 98 anos, morre em Salvador o sambista Riachão

Morreu de causas naturais em Salvador, na madrugada desta segunda-feira (30), Clementino Rodrigues, o sambista Riachão. Ele tinha 98 anos. Segundo a família, o sambista sentiu dores no abdômen no domingo (29) e precisou de atendimento médico. Ele foi medicado e depois dormiu. A morte de Riachão só foi descoberta pela manhã, quando os familiares foram ver como ele estava. "Ele sentiu uma dor. Então, ele foi medicado e sentiu alívio, uma estabilizada. Ele então foi dormir. Eu estava presente. Quando foi madrugada, ele veio a falecer. Faleceu dormindo", disse Milton Gonçalves Souza Júnior, neto do sambista. Ainda de acordo com a família, a previsão é que o enterro ocorra no Cemitério Campo Santo, no bairro da Federação, em Salvador, por volta das 16h desta segunda. O velório será acompanhado apenas pela família por causa de decretos que proíbem aglomeração de pessoas como medida ao novo coronavírus. "A gente...

Leia mais
Reuters

Veterano líder dos direitos civis Joseph E. Lowery morre aos 98 anos

Pregador carismático, Lowery liderou a Conferência de Liderança Cristã do Sul (CLCS) por duas décadas - restaurando a estabilidade financeira da organização e pressionando as empresas a não negociar com o regime do apartheid da África do Sul - antes de se reformar, em 1997. Lowery, considerado o decano dos veteranos dos direitos civis, viveu para comemorar um marco em novembro de 2008 que poucos dos seus colegas do movimento pensaram alguma vez testemunhar: a eleição de um presidente afro-americano. Numa emocionante comemoração de vitória do presidente eleito Barack Obama em Atlanta, Lowery afirmou: "Os Estados Unidos hoje à noite estão em processo de nascer de novo". Defensor precoce e entusiasta de Obama sobre a então oponente democrata Hillary Clinton, Lowery foi responsável pela bênção na posse de Obama. Em 2009, Obama concedeu a Lowery a Medalha Presidencial da Liberdade, a maior honra civil do país. Noutro momento de destaque,...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist