quarta-feira, maio 27, 2020

    Mercado de Trabalho

    Pela primeira vez, a capacidade de lidar com a tecnologia blockchain subiu ao topo da lista.

    As 10 habilidades no trabalho mais procuradas no mundo, segundo o LinkedIn

    Há uma década, surgiu uma tecnologia associada a criptomoedas que poucos entendiam e aparentemente tinha um alcance limitado. No BBC Pela primeira vez, a capacidade de lidar com a tecnologia blockchain subiu ao topo da lista. (Imagem: iStock/Delmaine Donson) Nada mais longe da realidade. Mas o blockchain ganhou tanta força que agora se tornou essencial. Blockchain é uma espécie de livro contábil digital público que registra transações e informações de maneira verificável e permanente, o blockchain requer profissionais especializados que possam lidar com isso. E adivinhe quem são os profissionais mais em demanda no mundo: os especialistas em blockchain, de acordo com uma análise da plataforma profissional LinkedIn. As habilidades de trabalho desses profissionais estão sendo usadas em inúmeras áreas — serviços financeiros, setor jurídico, energia, saúde, agricultura e até no varejo. Basicamente, são profissionais com a capacidade de armazenar, validar, autorizar e mover dados pela internet...

    Leia mais
    Patrícia Santos é criadora do EmpregueAfro Imagem: Divulgação

    Ela criou o EmpregueAfro para captar vagas para negros e “mudar o sistema”

    Quando Patrícia Santos disse a seu pai que queria ser médica, ouviu um conselho duro e realista: "Isso aí não é coisa para gente como a gente, minha filha". Por Willian Novaes, do Universa Patrícia Santos é criadora do EmpregueAfro (Imagem: Divulgação/Retirada do site Universa) Foi um golpe para ela, negra, aos 16 anos. Fazer Medicina não seria possível devido à sua cor de pele, endereço (a periferia de São Paulo) e de sua condição financeira. Depois de uma tentativa de estudar Educação Física, encontrou seu caminho na área de Recursos Humanos, onde atua há 20 anos. Militante do movimento negro, Patrícia Santos é empresária, palestrante, mãe de quatro filhos (de 11, 9, 5 e 4 anos) e criadora da EmpregueAfro — que já encaminhou mais de 300 pessoas negras para empresas nacionais. A ideia da consultora veio pela necessidade de olhar para pessoas como ela...

    Leia mais
    UOL AD_LAB Monique Responsa

    Marcas precisam das cabeças da periferia, diz Monique Evelle, da agência Responsa

    O público das periferias, ou novos centros urbanos, precisa não apenas ser ouvido pelas marcas, como também estar entre as cabeças que pensam suas estratégias. Com essa ideia, nasceu a agência Responsa, braço da Bullet, que tem como sócia a comunicadora e empreendedora Monique Evelle. por Vinícius Andrade/UOL UOL AD_LAB Monique Responsa Ela, que tem na bagagem a criação da plataforma Desabafo Social e passagem pelo programa Profissão Repórter, da TV Globo, é a entrevistada do mês, na série de vídeos do UOL AD_LAB, com nomes do mercado publicitário. Neste vídeo, Monique fala que, para abrir a conversa com a população dos novos centros urbanos, é preciso estar imerso na sua linguagem. Por isso, a Responsa contrata apenas profissionais das periferias.  Ela ainda faz uma reflexão sobre a importância de marcas assumirem posições firmes em relação às transformações sociais no mundo. Segundo Monique, isso vai...

    Leia mais
    Foto: José / DiCampana Foto Coletivo

    A importância da diversidade no mercado de trabalho e em espaços de poder

    Os dados socioeconômicos e educacionais deixam claro a desigualdade racial e socioeconômica que existe no Brasil. E essas disparidades se refletem no mercado de trabalho e em espaços de poder e representatividade, como cargos no Legislativo, Executivo e também Judiciário. Ao ampliar o leque das desigualdades, essa disparidade atinge ainda mais mulheres negras e pessoas LGBTQI+, principalmente quando há interseccionalidade, isto é, quando uma ou mais condições se cruzam, por exemplo, uma mulher negra, trans e moradora da periferia.  Por Bianca Pyl, da Fundação Tide Setubal Foto: José / DiCampana Foto Coletivo Pensando nesse contexto, a Fundação Tide Setubal trouxe como tema do último Vozes Urbanas de 2019 a diversidade no mercado de trabalho e nos espaços de poder. O evento foi realizado em 26 de novembro, na Unibes, e contou com a participação de Ana Mielke, jornalista e coordenadora-executiva do Intervozes – Coletivo Brasil de...

    Leia mais
    blank

    Museu Afro Brasil contrata educador

    Os processos seletivos são realizados por meio de análise de currículo, entrevistas e testes específicos a cada área de atuação. Do Museu Afro Brasil (Foto: Imagem retirada do site Banco Cultural) Agradecemos o seu interesse em trabalhar conosco. Vagas Educador Formação Acadêmica: Ensino superior completo em Artes Visuais. Requisitos: 02 anos atuando com mediação em instituições de ensino, culturais e/ou museológica. Atividades: Atender diferentes públicos, agendados ou espontâneos (indivíduo ou grupo), e mediar visitas ao Museu Afro Brasil. Organizar, junto aos membros do Núcleo de Educação, estratégias de atendimento adequadas às diretrizes do Núcleo e às demandas dos visitantes; Atender visitantes específicos (pesquisadores, jornalistas, personalidades, políticos, investidores). Realizar pesquisas, leituras e cursos de capacitação, conforme demanda da coordenação, para aprimorar o repertório/conteúdo e subsidiar produção de conhecimento educativo. Realizar pesquisas e elaborar relatório. Orientar, elaborar e desenvolver cursos e treinamento, na sua área de formação para...

    Leia mais
    Carteira de trabalho e previdência social - Gabriel Cabral/Folhapress

    Desemprego aumenta só entre os negros no 3º trimestre, aponta IBGE

    Para cada R$ 1.000 que brancos recebem de salário, pretos e pardos ganham de R$ 550 a R$ 560 Por Diego Garcia, da Folha de S.Paulo Carteira de trabalho e previdência social (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress) A população que se declara da cor preta foi a única que teve aumento na taxa de desemprego, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (19). Entre eles, a taxa de desemprego cresceu de 14,5% para 14,9% na comparação entre o segundo e o terceiro trimestre deste ano. A taxa caiu de 9,5% para 9,2% no período entre os que se declaram brancos, e de 14% para 13,6% entre os pardos. Em números absolutos, havia 1,587 milhão de pessoas que se consideram pretas entre os desempregados de julho a setembro deste ano, cerca de 23 mil a mais que no trimestre anterior (1,564 milhão). Já entre os...

    Leia mais
    blank

    Fundo Brasil de Direitos Humanos contrata Superintendente Adjunto(a)

    Esta é a oportunidade que desejas, venha para este time! Enviado para o Portal Geledés Sobre o Fundo Brasil O Fundo Brasil de Direitos Humanos é uma fundação privada e sem fins lucrativos, que tem por missão promover os direitos humanos no Brasil e sensibilizar a sociedade brasileira para apoiar atividades transformadoras nesse campo. Para maior conhecimento do fundo acesse - www.fundobrasil.org.br   “A igualdade e a diversidade são valores fundamentais para o Fundo Brasil de Direitos Humanos. Atuamos ativamente para garantir igualdade de oportunidades para as diferentes pessoas, independente de raça, etnia, gênero, identidade de gênero, orientação sexual, deficiência, nacionalidade, idade, religião/crença ou quaisquer outras características. Buscamos garantir que todas e todos integrantes de nossa equipe trabalhem de forma coletiva e individual para promover uma abordagem construtiva e sensível para todos, atuando para contribuir para a eliminação de discriminações e para construirmos um ambiente onde o trabalho de todos é...

    Leia mais
    blank

    Contratação de Produção de Conteúdos Multimídia

    Contratação de Produção de Conteúdos Multimídia Do Baobá  Foto: rawpixel.com Objetivo do Termo de Referência Contratação de jornalista multimídia para redação de conteúdo sobre projetos financiados por meio de edital, além de captação e produção de foto e vídeo, para construção de um vídeo de até 3 (três) minutos sobre o edital Negras Potências. Clique aqui para download do documento completo. Prazos para envio das propostas: de 08 de novembro a 15 de novembro de 2019, 23h59min, horário de Brasília

    Leia mais
    Empreendedora: São Paulo tem o maior contingente de mulheres negras à frente de um negócio (UberImages/Thinkstock)

    Informalidade, estudo e ganhos: o desafio das empreendedoras negras

    Donas de negócios negras apresentam uma maior proporção de informalidade que as empreendedoras brancas e alcançam uma remuneração inferior Por Por Agência Sebrae de Notícias, No EXAME Empreendedora: São Paulo tem o maior contingente de mulheres negras à frente de um negócio (UberImages/Thinkstock) As mulheres negras representam hoje a metade das donas de negócios no país, segundo um relatório especial produzido pelo Sebrae. Elas fazem parte do contingente das 9,6 milhões de empreendedoras do sexo feminino que estão à frente de um negócio, formal ou na informalidade, como empregador ou trabalhando por conta própria. O documento, que faz um perfil atualizado do empreendedorismo feminino no Brasil por gênero e raça, mostra que o empreendedorismo por necessidade é mais forte entre as mulheres negras (49%) que entre as brancas (35%) e que a informalidade também é marcante nesse contingente. De acordo com levantamento do Sebrae, somente 21%...

    Leia mais
    Adriana Barbosa, vencedora do Troféu Grão, recebe o prêmio da ombudsman da Folha, Flávia Lima, durante a cerimônia do Prêmio Empreendedor Social 2019, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo - Eduardo Anizelli/Folhapress

    Fundadora da Feira Preta vence o Troféu Grão do Empreendedor Social 2019

    Empresária acelera negócios criados por empreendedores negros por meio de plataforma digital e festival Por Laura Castanho, da Folha de S.Paulo Adriana Barbosa, vencedora do Troféu Grão, recebe o prêmio da ombudsman da Folha, Flávia Lima, durante a cerimônia do Prêmio Empreendedor Social 2019, no Teatro Porto Seguro, em São Paulo - Eduardo Anizelli/Folhapress A empresária Adriana Barbosa, 42, venceu a categoria Troféu Grão do Prêmio Empreendedor Social. Barbosa é a idealizadora da PretaHub, uma aceleradora de negócios criados por empreendedores negros, e da Feira Preta, um festival de cultura negra, que apresenta conteúdos, produtos e serviços em diferentes áreas do empreendedorismo para incentivar e dar luz ao protagonismo negro. A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada nesta segunda-feira (4), no Teatro Porto Seguro, em São Paulo. A premiação é uma parceria da Folha com a Fundação Schwab, entidade co-irmã do Fórum Econômico Mundial, que...

    Leia mais
    blank

    Anistia Internacional contrata diretor(a) de programas e campanhas

    A Anistia Internacional é um movimento global com mais de 7 milhões de apoiadores, que realiza ações e campanhas para que os direitos humanos internacionalmente reconhecidos sejam respeitados e protegidos. Está presente em mais de 150 países. Todos os dias, alguém, em algum lugar do mundo, recebe apoio da Anistia Internacional. Enviado para o Portal Geledés  Reprodução/Facebook O compromisso da Anistia Internacional é com a justiça, a igualdade e a liberdade. A organização é independente de qualquer governo, ideologia política, interesse econômico ou religião. É financeiramente autônoma. Suas atividades são financiadas principalmente por membros e apoiadores. Qualquer cidadão do mundo pode se tornar membro da Anistia Internacional e ajudar a fazer uma diferença real no mundo. O trabalho de pesquisa desenvolvido permite a descoberta de fatos e leva à demanda por mudanças. Sua atuação visa mobilizar e pressionar governos, grupos armados e empresas para promover e proteger...

    Leia mais
    blank

    Aberto processo seletivo, até 23/10, para o cargo de Gerente de Projetos sobre o fim da violência contra as mulheres

    A ONU Mulheres Brasil anuncia processo seletivo para a contratação de Gerente de Projetos. A vaga é para trabalhar no escritório sediado em Brasília, com expectativa de início no dia 15 de novembro de 2019. A instituição busca profissional para contribuição no desenvolvimento, planejamento estratégico, implementação, assistência, construção de parcerias e monitoramento de projetos e programas que objetivam o fim da violência contra as mulheres. Da ONU Mulheres Brasil  (Foto: Imagem retirada do site ONU Mulheres Brasil )   São requisitos obrigatórios para concorrer à vaga: fluência em Português e Inglês; conhecimento básico em Espanhol; mestrado ou graduação equivalente em Economia, Administração Pública ou áreas correlatas; experiência de no mínimo seis anos em formulação, implementação, monitoramento e análise de desenvolvimento de programas a projetos em nível nacional ou internacional. São requisitos desejáveis: experiência na área de igualdade de gênero, direitos humanos das mulheres e/ou fim da...

    Leia mais
    JEFF WEINER, CEO DO LINKEDIN (FOTO: MATT WINKELMEYER/GETTY IMAGES)

    O que aprendi sobre liderança com o CEO do LinkedIn

    O conceito de liderança de Jeff Weiner se baseia em três pilares: consciência, síntese e inspiração Por Heiko Hosomi Spitzeck, do Época Negócios JEFF WEINER, CEO DO LINKEDIN (FOTO: MATT WINKELMEYER/GETTY IMAGES) Graças a um convite do Aspen Institute tive a oportunidade de conhecer o Vale de Silício um pouco mais de perto. Começamos a visita com uma conversa com Jeff Weiner, CEO do LinkedIn. A conversa foi moderada pelo VP de pessoas, Brian Rumao. Brian é um intraempreendedor que participava no programa de First Movers do Aspen Institute em 2018 com um projeto que visa usar tecnologia para criar mais oportunidades para comunidades carentes. Quem já viu a nova serie de Bill Gates no Netflix sabe que as conversas começam com perguntas rápidas. Snack favorito: blueberries com granola, melhor site de notícias: Axios. Característica mais importante de um líder: inspiração. O conceito de liderança de...

    Leia mais
    Djamila Ribeiro é autora do best-seller 'Quem tem medo do feminismo negro' Foto- Marcos Alves : Agência O Globo

    Divisão social, racial e de gênero confinou negra no mercado informal

    Não há análise e política pública que possam avançar sem a compreensão das raízes da opressão Por Djamila Ribeiro, da Folha de S.Paulo Djamila Ribeiro é autora do best-seller 'Quem tem medo do feminismo negro' Foto- Marcos Alves : Agência O Globo Entender as raízes coloniais do Brasil é compreender fatos históricos que contribuíram na estruturação de desigualdades. Para citar alguns, a lei de Terras de 1850 foi um divisor importante, pois a partir daquele momento a aquisição de terras somente poderia ser feita mediante compra com Estado e não mais por ocupação, o que criou uma elite fundiária. Mulheres negras, no pós-abolição, sem acesso a oportunidades e políticas do Estado, saíram da condição de escravizadas para o trabalho doméstico. Essa relação direta entre a escravidão —considerada um crime contra a humanidade, segundo tratado assinado pelo Brasil na Conferência de Durban de 2001— e os tempos...

    Leia mais
    Logo Oxfam Brasil

    Oxfam Brasil contrata Coordenador(a) de Captação Institucional

    A Oxfam Brasil promove o combate à discriminação de raça e gênero e quer ampliar a presença de pessoas negras, mulheres e LGBTQI+ na sua equipe. Enviado para o Portal Geledés  Foto: Evelyn Daiana da Silva Damaceno - Analista de Marketing em Mídias Sociais da Shiftmind Sobre a Oxfam Brasil A Oxfam Brasil é uma organização da sociedade civil brasileira fundada em 2014 e tem como missão contribuir para a construção de um Brasil justo, sustentável e solidário que enfrente as causas da pobreza e das desigualdades. Trabalhamos com programas, pesquisa, incidência política e campanhas públicas.  Sua atuação está baseada em evidências, na produção de dados confiáveis e na realidade da vida das pessoas mais afetadas pelas desigualdades e as situações de pobreza.  Para manter e ampliar seu trabalho, a Oxfam Brasil utiliza seus programas, pesquisas e campanhas de maneira estratégica para sensibilizar e convencer seus...

    Leia mais
    Divulgação/Empodera

    AMCHAM recebe fórum de diversidade e inclusão, Empodera SP 2019

    Inscrições de universitários e recém-formados para o evento vão até o dia 15/10 Por SI Comunicação enviado para o Portal Geledés A V edição da Conferência Diversidade Empodera SP 2019 acontece no próximo dia 30/10, na AMCHAM. O evento, que é o maior em recrutamento de jovens talentos e fórum de debate sobre aceleração de programas de diversidade e inclusão do Brasil, terá mesas de relacionamento entre jovens e empresas, dinâmicas, entre outras atividades. Cerca de trezentos jovens com diversidade de gênero, etnia, classe social, LGBTI+ e PCD, com alto potencial profissional, serão selecionados para participar do fórum. Todos podem se inscrever gratuitamente pelo site da Comunidade Empodera, desde que sejam universitários ou tenham se formado até três anos. Divulgação/Empodera O objetivo da conferência é conectar jovens talentos e as maiores empresas do país por meio de debates, sessões de dinâmicas, compartilhamento de conhecimento com gestores...

    Leia mais
    blank

    As vozes da diversidade ainda não ganharam espaço suficiente nas grandes empresas

    No Brasil, temos o hábito de pensar que todo preconceito é direto, agressivo, claro e evidente, mas não é verdade. Na maioria das vezes, a zona é cinzenta Por Liliane Rocha, Da Época Negócios LILIANE ROCHA (Foto: Imagem retirada do site Época Negócios) Mulher, negra, 37 anos, 1,68 de altura, 68 quilos. Uma pinta no rosto à direita. Camisa branca, calça branca e preta com estampa africana. Estranhou? Foi assim que comecei a minha fala em um grande evento promovido pela Câmara Americana de Comércio (Amcham Brasil), na semana passada: o Fórum de Diversidade e Inclusão, falando sobre Existência e Resistência. A narrativa foi um “para cego ver” que permitiu a inclusão das pessoas com deficiência visual que estavam na plateia. Dessa forma, elas sabem como é o interlocutor. São posturas, gestos e ações muito simples que nos fazem ser mais inclusivos e ajudam a ecoar...

    Leia mais
    Mulher trabalhadora Foto- Márcia Foletto : Márcia Foletto

    Os desafios da inclusão racial no mercado de trabalho

    Pesquisa recente apontou que negros representam são menos de 1% nos grandes escritórios de advocacia Por Robson de Oliveira, do Carta Capital Foto: Márcia Foletto A política de cotas implementada no Brasil vem colaborando para o ingresso cada vez maior da população negra nos cursos universitários. Contudo, os obstáculos e desafios profissionais para as pessoas negras permanecem. Primeiro, ainda durante a faculdade, para o acesso à formação complementar, encontrando estágios voltados à área de formação acadêmica nos diferentes segmentos de atuação. Depois, já com o curso concluído, para ingressar no mercado de trabalho. Trazendo a questão para o ramo do direito, na atualidade, os grandes escritórios do Brasil contam com menos de 1% de advogados negros, o que demonstra que embora estejam tendo acesso à universidade, negros e negras, que são maioria racial brasileira, não ocupam espaço expressivo nesse campo profissional. Sua inclusão, portanto, trata-se de...

    Leia mais
    TAN QINGJU SOUTHERN METROPOLIS DAILY/ GETTY IMAGES

    Mais de 7 milhões de profissionais precisarão de recapacitação nos próximos três anos, revela estudo

    A pesquisa feita com CEOs em todo mundo também mostra que tempo para treinar profissionais em uma nova habilidade aumentou 10 vezes em apenas quatro anos Do Administradores.com TAN QINGJU SOUTHERN METROPOLIS DAILY/ GETTY IMAGES   Nos próximos três anos, 120 milhões de trabalhadores nas 10 maiores economias do mundo precisarão de recapacitação profissional como resultado do impacto da utilização de Inteligência Artificial e Automação Inteligente no mercado de trabalho. É o que aponta o mais recente estudo do Institute for Business Value (IBV) da IBM. No Brasil, 7,2 milhões de profissionais terão que ser treinados em novas habilidades. A pesquisa global, realizada com 5.670 CEOs de 48 países, indica que apenas 41% deles afirmam ter as pessoas, habilidades e recursos necessários para executar suas estratégias de negócios e que cerca de metade dos entrevistados admite não ter nenhum plano de desenvolvimento de habilidades para reverter...

    Leia mais
    blank

    #Qualperfil? – origem de uma mobilização por equidade racial no mundo do trabalho

    As indagações que movem essa campanha surgiram ao longo do projeto Central Solidaria de Oportunidades (CSO), uma iniciativa que busca identificar as possibilidades de troca e colaboração que existem entre os jovens de classe popular, empresários e organizações da sociedade civil que trabalham com juventudes nos municípios de São Gonçalo e Niterói, dentro do mercado de tecnologias da informação e comunicação. Por meio de uma plataforma na web, a CSO alimenta e cruza informações em um banco de dados para viabilizar oportunidade efetivas de ingresso de jovens previamente capacitados ao mundo do trabalho. A partir da experiência com o encaminhamento desses jovens, identificou-se uma constante: os jovens mantidos nas vagas eram majoritariamente brancos, e isso independia da sua qualificação, competência demonstrada nos cursos ou mesmo experiência. Buscando o embasamento de dados sérios para pensar o acesso da juventude negra de Niterói e São Gonçalo ao mundo do trabalho, a ONG...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist