terça-feira, agosto 9, 2022
InícioQuestões de GêneroLGBTQIA+Morre a travesti Luana Muniz, símbolo da Lapa

Morre a travesti Luana Muniz, símbolo da Lapa

Ela ficou famosa pelo bordão ‘Travesti não é bagunça’ e por acolher travestis, prostitutas e pessoas em situação de rua em um casarão no bairro

Do O Dia 

Rio – Morreu, na madrugada deste sábado, a travesti Luana Muniz, 59 anos, um dos símbolos da Lapa. De acordo com as primeiras informações, Muniz faleceu por conta de complicações e uma forte pneumonia. Luana ficou famosa pelo bordão ‘Travesti não é bagunça’, que figurou em humorísticos da TV, e por acolher travestis, transexuais, portadores de HIV, prostitutas e pessoas em situação de rua em um casarão na Rua Mem de Sá.

Luana era uma das fundadoras do projeto Damas da Prefeitura, que capacita travestis e transexuais para o mercado de trabalho. Ela também presidia a Associação dos Profissionais do Sexo do Gênero Travesti, Transexuais e Transformistas do Rio de Janeiro.

Sua amizade com o padre Fábio de Melo se deu pelo trabalho social desenvolvido na Lapa. Em um vídeo no Youtube, o sacerdote relembra o companheirismo de Luana e se emociona.

Pelo Facebook, diversos amigos fizeram homenagens. “Descanse em paz, minha amiga. Você merece por todo o trabalho que fez”, escreveu uma amiga. “Morre a dama do Rio, a rainha da Lapa”, escreveu outra. O velório de Luana vai acontecer neste domingo, às 13h, no Cemitério de Irajá.

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench