Nova África mostra o berço da humanidade

Enviado por / FonteTV Brasil

O episódio de estreia da segunda temporada do Nova África mostra aonde e como o homem começou a caminhar, descobriu o fogo e iniciou sua longa marcha rumo aos tempos modernos.

A repórter Aline Maccari visita o primeiro destino: o Melka Kunture, sítio arqueológico responsável pelas descobertas mais importantes das últimas décadas, como Lucy, a nossa antepassada mais antiga.

O pesquisador em pré historia do Museu Nacional de História Natural da França, Yonas Beyene Gebre, conta como o local era cheio de rios e lagos, aonde animais e nossos antepassados buscavam por água e comida. Gebre se notabiliza por estudos sobre o comportamento dos seres humanos primitivos e como esses utilizavam a tecnologia a favor da evolução.

Em busca das origens do homem, a equipe do Nova África segue para o Quênia e apresenta o garoto de Turkana. Considerado por muitos como um dos fósseis mais antigos e completos já encontrados, o esqueleto permitiu que cientistas pudessem compreender como esse antepassado do homem andava e comia.

Quem conta essa história é a coordenadora de pesquisas do Museu Nacional do Quênia, Emma Mbua, que explica como essa espécie foi a primeira a colonizar lugares quentes e áridos da África e, assim, iniciar o domínio do mundo. Mbua, especializada em alterações morfológicas de hominídeos e em reconstrução de fósseis, também fala sobre a transição dos primatas para o que somos hoje.

Do Quênia para a África do Sul, o repórter Marcio Werneck nos levará a conhecer o Parque Berço da Humanidade, local responsável pela descoberta de 40% de todos os fósseis de nossos ancestrais. Visitaremos também um sítio arqueológico onde há um milhão de anos o homo erectus teria levado o fogo encontrado na natureza para dentro do seu lar.

O antropólogo Francis Thackeray explica como nossos parentes distantes começaram a utilizar ferramentas e habitar cavernas marcando para sempre a nossa evolução. Responsável por inúmeras escavações, Thackeray é reconhecido por seus estudos em morfometria, taxonomia, cronologia, paleoclima e paleo-ecologia.

De lá, seguimos para o Egito, uma das primeiras civilizações do planeta, que deu ao mundo atual arte e tecnologia. Na terra dos faraós, seremos recebidos pelo egiptólogo, Zahi Hawass e descobriremos como esse povo antigo influenciou no desenvolvimento de nossa cultura. Internacionalmente conhecido, Hawass é responsável pela descoberta de inúmeras múmias e riquezas até então escondidas nas areias do deserto egípcio.

+ sobre o tema

O aprendizado das cotas

Os intensos debates que culminaram com a sanção da...

Programa oferece 1,5 mil bolsas de estudo em curso de inglês para negros; veja como se inscrever

Pessoas negras podem concorrer a 1,5 mil bolsas de estudos para um...

Inscrições para o Sisu do primeiro semestre terminam na sexta-feira

As inscrições para o primeiro processo seletivo de 2023...

Unicamp 2024: prazo para pedir isenção em taxa do vestibular termina nesta segunda

A Unicamp encerra nesta segunda-feira (5) o prazo para pedido de...

para lembrar

As 5 mentiras sobre ser voluntário na África

“Você é um herói”, “não teria essa coragem” e...

Quênia escolhe novo presidente; conheça os candidatos

Os eleitores do Quênia votam para escolher um novo presidente e...

150 líderes evangélicos rejeitam publicamente Marco Feliciano

Mais de 150 lideranças evangélicas assinam documento pedindo a...

Coronavírus e África: reflexos

Os dados sobre o Coronavírus-19 no Continente Africano são...
spot_imgspot_img

Raízes negras, femininas e religiosas: entenda o enredo da Viradouro

Para construir o enredo campeão do carnaval do Rio de Janeiro em 2024, o carnavalesco Tarcísio Zanon, da Unidos da Viradouro, buscou inspiração em tempos...

Costa do Marfim venceu o CAN 2024

Já é conhecido o vencedor da 34ª edição do Campeonato Africano das Nações de futebol: a Costa do Marfim. Primeira parte: vantagem Nigéria A selecção nigeriana, que tinha...

Veja os novos livros infantis de Edimilson de Almeida Pereira e Cidinha da Silva

Diz o ditado que Exu matou um pássaro ontem com uma pedra que só jogou hoje. É mais ou menos isso o que faz Cidinha da Silva com...
-+=