sexta-feira, janeiro 27, 2023
InícioSem categoriaPIRACICABA: Consciência Negra

PIRACICABA: Consciência Negra

Fonte: Gazeta de Piracicaba –

 

Atividades no Sesc A data – 20 de novembro – foi escolhida por coincidir com o dia da morte do líder negro Zumbi dos Palmares

 

Para comemorar o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, o Sesc Piracicaba realiza a Semana da Consciência Negra, que se estenderá por todo o mês, com bate-papo, culinária e apresentação musical. A participação é gratuita.

Os primeiros eventos ocorrerão neste sábado (7), às 14 horas. “Mulheres negras – guerreiras contemporâneas” apresenta a trajetória de vida de mulheres que contribuem com a sociedade em que estão inseridas. O projeto Hip Hop Mulher e a Cultura de Rua realizam a oficina “Rimas e poesias”, com composição de rimas, poesias, defesa pessoal, arranjos de cabeça, MCs, DJs e dança de rua. Recomendação: a partir de 12 anos de idade.

Logo após, às 15 horas, será montada uma roda de conversa com a jornalista Eliana Teixeira; Eva Iltez, integrante do Movimento Negro de Piracicaba e do Centro de Documentação e Política Negra; Fátima Adão, campeã paulista de atletismo e professora de Educação Física; Latoya Guimarães, membro do Movimento Jovens Feministas de São Paulo; Lucila Silvestre, radialista, diretora da Biblioteca Municipal de Piracicaba; Márcia Moraes, professora, ex-líder comunitária da Associação de Vila Monteiro; Márcia Vieira, coordenadora pedagógica do Nepep; Maria Bravo, assistente de programa da Unifem Brasil e Cone Sul; Marly Pimenta, militante do Movimento Negro de Piracicaba; Rubia Fraga, rapper e integrante do grupo RPW e do projeto Hip Hop Mulher; Sônia Veríssimo, idealizadora e fundadora do Movimento Negro de Piracicaba; Therezinha Ferraz, ativista do Movimento Negro e do Centro Comunitário do Piracicamirim; Tiely Queen, coordenadora do Projeto Hip Hop Mulher; Zetti Araújo, coordenadora o Salão Internacional de Humor de Piracicaba. A participação é livre para todos os públicos.

O projeto Alimento, Cultura e Sabor terá participação especial no dia 12, quinta-feira, às 19 horas, quando será realizada palestra seguida de degustação sobre a culinária afro-brasileira. Na ocasião, será feito um panorama da culinária africana e sua importância na culinária brasileira. A degustação terá como prato principal robalo (peixe de água salgada) em folha de bananeira e de sobremesa o arroz amarelo. A coordenação será de Tatiane Santos Thon, cozinheira chef internacional, pós-graduada em Gestão de Negócios de Alimentação e especialista em Confeitaria Artística. A participação é gratuita e as inscrições devem ser feitas na Central de Atendimento da unidade.

No dia 14, sábado, às 15 horas, será realizada a mesa de debate “Território: cidadania cultural”, que abordará a situação da comunidade negra em Piracicaba, sua cultura, sua realidade e seus anseios, com participação de Antonio Filogênio, do Centro de Documentação Negra, Rafael Baptista, líder comunitário da Vila África e Ogona Zambi, fotógrafo e jornalista. Na abertura, Carmela Pereira, artista naïf, cantará o hino a Zumbi, de sua autoria. A participação é gratuita.

No dia 20, sexta-feira, às 10 horas, “Músicas e vozes negras” traz grupos de canto coral e ONGs de Piracicaba que utilizam ritmos, música, expressão corporal e voz como instrumentos para valorização cultural de um povo. Com participação do Coral Afro Thulany, da Secretaria Municipal de Limeira; Sanguluka, estudantes angolanos; Flauta Doce, crianças do projeto Capoeira na Periferia; Coral Yahweh, Canto Coral Copep, Grupo de Pais do Grupo Nossas Vozes. A entrada é gratuita.

No dia 21, sábado, às 13 horas, Toquinho Batuqueiro apresenta “Ensaio do samba”. O músico e compositor piracicabano participou da fundação do samba paulista como representante da zona batuqueira do oeste paulista. A parceria é com o Centro de Documentação Negra. Entrada é gratuita.

REFLEXÃO. O Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, feriado municipal, é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte do líder negro Zumbi dos Palmares, no ano de 1695.

Matéria original

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench