Guest Post »

Premiê de Guiné-Bissau descarta renúncia de Carlos Gomes Júnior

Carlos Gomes Junior, que havia sido preso e voltou ao poder, diz que situação é estável

O primeiro-ministro de Guiné-Bissau, Carlos Gomes Junior, disse nesta sexta-feira (2) que não renunciará e que a situação se estabilizou no país depois de um motim do Exército que levou à sua detenção:
– Eu não vou renunciar porque fui eleito democraticamente. Considero o que aconteceu nesta quinta-feira um incidente.

O premiê concedeu entrevista a jornalistas após reunião com o presidente Malam Bacai Sanha para solucionar a situação:

– A situação é estável agora. Posso assegurar-lhes que as instituições voltarão a seu funcionamento normal.

Carlos Gomes Junior havia sido preso nesta quinta-feira (1º) por militares rebeldes. Nesta sexta-feira (2), o procurador-geral de Bissau, Amine Michel Saad, buscou o primeiro-ministro em sua residência, onde estava em prisão domiciliar, para acompanhá-lo sob escolta até a sede da Presidência.

Copyright AFP – Todos os direitos de reprodução e representação reservados

Related posts