Prêmio Escola Diversa reconhece práticas pedagógicas que contribuem para a diversidade na educação

Estão abertas as inscrições para a primeira edição do Prêmio Escola Diversa, organizado pela edtech Piraporiando. A iniciativa busca reconhecer práticas pedagógicas inovadoras que contribuem para a diversidade no ambiente escolar. As inscrições (clique aqui), que são gratuitas, já estão abertas e vão até o dia 20 de abril. Podem participar escolas públicas e privadas de todo o país.

O Prêmio Escola Diversa tem a proposta de dar visibilidade a iniciativas bem sucedidas em escolas que usam as diferenças e a diversidade em sala de aula para impulsionar a aprendizagem dos estudantes.

“Entendemos que o pensamento crítico e criativo é fundamental para a educação, e, além disso, acreditamos no poder da diversidade e de uma educação que trabalha pela equidade, proporcionando às crianças e jovens uma visão de mundo que valoriza diversas culturas”, explica Janine Rodrigues, educadora, escritora e fundadora da Piraporiando.

Prêmio Escola Diversa: categorias e premiação

Podem participar escolas públicas e particulares de todo o Brasil que realizem projetos ou ações que promovam a equidade, que valorizem a diversidade, principalmente em prol de uma educação antirracista, antibullying e antipreconceito. Os projetos podem estar voltados para a educação infantil, ensino fundamental e médio.

Portanto, no formulário de inscrição, a escola deve escolher entre uma das categorias que mais está inserida no seu projeto ou ação, que são:

Corpo docente

Projetos ou ações que foram motivados e conduzidos a partir da iniciativa de um professor ou coordenador e multiplicado para toda a comunidade escolar.

Equipe escolar

Quando o projeto ou ação foi proposto, desde o início, pela direção e coordenação da escola, ou quando após muitas atividades a escola optou por integrar a iniciativa em todos os anos letivos como parte do planejamento pedagógico da escola para todos os anos.

Família e estudantes

Quando o projeto ou ação teve início a partir de um familiar ou estudante, e depois se ampliou para toda comunidade escolar.

Em relação à premiação, ao todo, seis escolas serão reconhecidas: três públicas e outras três particulares. Dentre as premiações estão: coleções de livros da Piraporiando; atividades culturais e formativas nas temáticas da educação para a diversidade; notebooks; cinco horas de consultoria em educação e diversidade a ser realizada pela Piraporiando.

As iniciativas inscritas serão escolhidas primeiramente pela equipe da Piraporiando e um conselho composto por seis educadores. Posteriormente, as iniciativas selecionadas participarão de votação popular. A premiação vai considerar o nível de maturidade das atividades e seus impactos na escola e sociedade.

Visibilidade para projetos de educação para a diversidade

A Piraporiando é uma referência em diversidade na educação básica. A edtech desenvolve projetos educativos que têm origem nas histórias de suas obras literárias. A partir desse trabalho, realizado em mais de 20 estados brasileiro, a Piraporiando conheceu muitos projetos e ações que têm gerado resultados efetivos nas escolas.

A edtech acredita ser fundamental dar visibilidade a essas iniciativas tanto por uma questão de reconhecimento quanto para inspirar outros educadores, por isso a ideia da criação do Prêmio Escola Diversa.

“Ainda que tenhamos uma premiação envolvida, o mais importante, entretanto, é o reconhecimento dos trabalhos e o agradecimento da sociedade para essas ações que, com certeza, transformam o mundo. Educação é responsabilidade de todos!”, finaliza Janine.

+ sobre o tema

Defender a Filosofia, contra cegueira neoliberal

  Projeto do governo para Ensino Médio chega ao Senado....

Por uma formação integral

As instituições de ensino superior não devem servir apenas...

Abertas incrições para bolsa de estudos sobre infância e juventude

Oxfam Brasil irá cobrir viagem e estadia de um(a)...

As implicações da desigualdade de renda no Brasil

A educação é a principal forma de quebrar os...

para lembrar

Fórum de educação e diversidade étnico-racial do estado de São Paulo – FEDER/SP

FEDER/SP CONVIDA Vossa Senhoria para o ato solene de transmissão...

Modelo negra recria campanhas de moda para criticar falta de diversidade na indústria

É comum ver modelos brancas e magras em anúncios...

Publicitários negros criam agências com foco em diversidade

O incômodo de trabalhar com equipes apenas de pessoas...
spot_imgspot_img

Com 10 exibições que abordam a luta antirracista, Mostra do Cinema Negro tem sessões a partir de 4 de abril em Presidente Prudente

O Serviço Social da Indústria (Sesi-SP) promove, entre os dias 4 de abril e 23 de maio, uma programação com dez filmes que celebram o cinema...

Don Cheadle explica por que ele não gosta tanto do Oscar

Don Cheadle foi indicado ao Oscar de Melhor Ator em 2005 por “Hotel Ruanda”, mas ele não está muito interessado em comparecer à cerimônia. “Você...

USP oferece mais de 4 mil vagas em cursos gratuitos para público 60+

O programa USP 60+ completa 30 anos de sua criação e está com as inscrições abertas para o primeiro semestre de 2024. A abertura de vagas se...
-+=