Radioagência Nacional ganha Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo

A Radioagência Nacional, veículo gerido pela Empresa Brasil de Comunicação (EBC), ganhou há pouco o Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo na categoria Radiojornalismo, com o especial “A América Latina e o Golpe de 1964 no Brasil”. A reportagem investiga os impactos do golpe nos países da América Latina e também as conexões existentes não só entre os regimes nos distintos países, mas também das resistências e lutas por democracia.

A jornalista Juliana Cézar Nunes, que coordenou o projeto, destaca que o conteúdo é parte de todo o especial produzido pela EBC em alusão aos 21 anos do golpe, em março deste ano. Para ela, “um prêmio importante como esse mostra que é possível produzir um conteúdo de qualidade dentro de uma empresa de comunicação pública e marca que estamos no caminho certo ao investir em reportagens investigativas, de fundo, e que visam a fortalecer os laços e a contar a história da América Latina”.

O especial foi produzido em português e em espanhol no âmbito do projeto Voces Del Sur, daRadioagência Nacional, que objetiva produzir conteúdo radiofônico a fim de ser distribuído gratuitamente para rádios da América Latina. Por isso, a equipe buscou uma abordagem diferenciada e que poderia acrescentar novas leituras sobre o golpe no Brasil e suas repercussões na região, bem como evidenciar as histórias e os desafios comuns, “visando à integração latino-americana”, destacou Juliana.

A jornalista Beatriz Pasqualino, responsável pela reportagem, edição e pelo roteiro do especial premiado, disse que foram ouvidos historiadores, sociólogos e também militantes de diversos países, dentre os quais, além do Brasil, Paraguai, de Cuba, do Uruguai e da Argentina. Também estudante de mestrado na Unicamp, onde pesquisa a derrubada da ditadura de Fulgêncio Bastista pelo grupo comandado por Fidel Castro, em 1959, Beatriz destaca a importância da preservação da memória e da busca por verdade e Justiça. “Preservar a memória dos povos é um dever da comunicação pública, para que as violações aos direitos humanos não se repitam”.

A equipe vencedora também é integrada por Priscila Resende, responsável pela sonoplastia do especial.

Além da reportagem vencedora do prêmio, a Radioagência Nacional também foi finalista com a reportagem radiofônica Madiba Vive – O Legado de Nelson Mandela para a Luta Contra o Racismo no Brasil, de autoria de Juliana Cézar Nunes, Morillo Carvalho, Tâmara Freire, Graziele Bezerra, Solimar Luz, Beatriz Pasqualino, Samuel Farias, Tiago Coelho e Marcos Tavares.

Em sua 11ª edição, o Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo, uma iniciativa da revista e portalIMPRENSA, com apoio da Câmara Municipal de São Paulo e de associações ligadas à liberdade de imprensa, reconheceu as melhores matérias veiculadas de 8 de abril de 2013 a 7 de abril de 2014. A premiação foi dividida em dez categorias, além de mais duas especiais: Grande Prêmio Líbero Badaró e Contribuição à Imprensa.

+ sobre o tema

Esgotamento mental é um dos sinais do adoecimento do nosso modo de vida

Os primeiros raios de sol surgem pela janela depois...

Mulher negra na comunicação: gestão em favor das TVs públicas

"Acho que se nós estivéssemos unidos, o campo público...

Começa hoje encontro de jornalistas sobre indicadores de raça e etnia e censos de 2010

Em pauta: indicadores socioeconômicos de raça e...

Nós por nós, na luta e no luto

“JULGUEM A MIM”, postou no Facebook um grande ativista...

para lembrar

Ministro do Chile admite possível violação de direitos humanos na repressão aos protestos

Missão da ONU vai avaliar denúncias de abusos cometidos...

Sartre, filósofo do direito?

Sartre: direito e política, de Silvio Luiz de Almeida, tanto...

Caixa lança edital de concurso com 3,2 mil vagas para técnicos

A Caixa Econômica Federal publicou nesta quinta-feira (22), no...

Usina não será obrigada a dar comida a cortadores de cana

Fonte: Folha de São Paulo - Acordo diz que será...
spot_imgspot_img

NOTA PÚBLICA | Em repúdio ao PL 1904/24, ao equiparar aborto a homicídio

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos Dom Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns vem a público manifestar a sua profunda indignação com a...

Nota pública do CONANDA contrária ao Projeto de Lei 1904/2024

O Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente – CONANDA, instância máxima de formulação, deliberação e controle das polícas públicas para a...

Marcelo Paixão, economista e painelista de Geledés, é entrevistado pelo Valor

Nesta segunda-feira, 10, o jornal Valor Econômico, em seu caderno especial G-20, publicou entrevista com Marcelo Paixão, economista e professor doutor da Universidade do...
-+=