Senado dos EUA aprova nomeação de 1º juiz negro abertamente gay

Darrin Gayles foi designado para o tribunal federal do Distrito Sul da Flórida.
Nomeação representa ‘dia histórico para o sistema judiciário do país’.

O Senado dos Estados Unidos aprovou por unanimidade nesta terça-feira (17) a nomeação do primeiro juiz negro e declaradamente homossexual do país e confirmou, além disso, uma magistrada lésbica negra e a um juiz hispânico para um tribunal federal no estado de Washington.

Com o placar de 98 votos a 0, o plenário do Senado aprovou a indicação de Darrin Gayles para o tribunal federal do Distrito Sul da Flórida, o que representa a primeira vez em que um homem negro abertamente gay é designado para um cargo vitalício da Justiça Federal.

Além disso, os senadores aprovaram – por 52 votos a 44 – a nomeação de Staci Yandle, uma mulher negra e também homossexual, para o tribunal federal do Distrito Sul de Illinois, mas seu caso não é inédito no país.

Em uma terceira votação, os legisladores aprovaram – por 92 votos a favor e 4 contra – a nomeação de Salvador Mendoza, que se transformará no primeiro juiz hispânico no tribunal federal do Distrito Leste do estado de Washington.

Um assessor do presidente americano, Barack Obama, Neil Eggleston, garantiu que essas nomeações representam um “dia histórico para o sistema judiciário” do país.

“Pela primeira vez na história, o Senado ratificou a indicação de dois juízes abertamente homossexuais no mesmo dia”, escreveu Eggleston em mensagem no blog oficial da Casa Branca.

Com a designação de Mendoza, Obama se transformou no presidente que mais nomeou juízes hispânicos durante o mandato, com um total de 31 magistrados, quebrando o recorde anterior de seu antecessor George W. Bush, disse o assessor.

Além disso, o Obama designou 112 mulheres para serem juízas, “mais do que qualquer outro presidente, superando o recorde que do ex-presidente Bill Clinton”, acrescentou Eggleston.

“As nomeações não são importantes porque estes juízes vão considerar os casos de forma diferente, mas porque uma bancada judicial que se parece mais com a nossa nação inspira uma confiança ainda maior em nosso sistema de Justiça, e porque estes juízes servirão como modelos de conduta para as próximas gerações”, acrescentou.

A senadora democrata Maria Cantwell, que representa o estado de Washington, comemorou a nomeação de Mendoza ao destacar que “um de cada nove residentes” desse território é hispânico e garantiu que o magistrado, filho de imigrantes, é a “personificação do sonho americano”.

Fonte:G1

+ sobre o tema

Essa coca é fanta, e, é viada!

“Bixistranha, loka preta da favela Quando ela tá passando todos...

Mulheres já são chefes de família em 37% dos lares brasileiros

Em 2000, parcela era de 22%, diz IBGE. Maioria...

Gênero e Raça em debate na #ArenaRio20, por Sueli Carneiro

As mulheres estiveram no centro dos debates da Arena...

Universidade é condenada por não alterar nome de aluna trans

A utilização do nome antigo de uma mulher trans...

para lembrar

Michelle Obama é a mulher mais admirada do mundo, diz pesquisa

No ano passado, a vencedora tinha sido Angelina Jolie Do...

Casos aumentam e feminicídios viram emergência nacional na França

'Le Monde' publica especial; mulheres protestaram nas ruas de...
spot_imgspot_img

Aborto legal: ‘80% dos estupros são contra meninas que muitas vezes nem sabem o que é gravidez’, diz obstetra

Em 2020, o ginecologista Olímpio Moraes, diretor médico da Universidade de Pernambuco, chegou ao hospital sob gritos de “assassino” porque ia interromper a gestação...

O que está em jogo com projeto que torna homicídio aborto após 22 semanas de gestação

Um projeto de lei assinado por 32 deputados pretende equiparar qualquer aborto realizado no Brasil após 22 semanas de gestação ao crime de homicídio. A regra valeria inclusive para os...

Moraes libera denúncia do caso Marielle para julgamento no STF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou nesta terça-feira (11) para julgamento a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra...
-+=