SP: Kassab confirma veto a projeto do Dia do Orgulho Hétero

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, decidiu vetar o projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Heterossexual na capital. Dois dias após a aprovação da proposta na Câmara de Vereadores, Kassab disse que o projeto não incentivaria a homofobia. Em menos de dez dias ele mudou de opinião e afirmou que a proposta é “despropositada”. “O heterossexual é maioria, não é vítima de violência, não sofre discriminação, preconceito, ameaças ou constrangimentos. Não precisa de dia para se afirmar”, afirmou em entrevista. As informações são da Folha de S. Paulo.

Para o prefeito, mulheres, negros e outras minorias raciais devem ter seus dias no calendário. “Estas datas, sim, têm sentido, pois estimulam a tolerância e a paz”. O projeto de lei que cria o Dia do Orgulho Hétero é de Carlos Apolinario (DEM), membro da igreja Assembleia de Deus. A proposta foi aprovada no início do mês em votação simbólica na Câmara. Dos 50 vereadores presentes, 19 se manifestaram contra.

 

 

Fonte: Terra

+ sobre o tema

Mais de 1,4 mil travestis e transexuais pediram nome social no título

Levantamento do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que, até...

O passado misógino, racista e homofóbico de Biel no Twitter é ASSUSTADOR

E parece que Biel não cansa de dar closes errados. Bem errados.  no HuffPost...

para lembrar

Taís Araújo relembra preconceito na adolescência

Tais Araújo comemora a boa fase profissional e pessoal. Protagonista...

Desconstruir a maternidade romântica é nosso papel

A forma como a sociedade coloca a maternidade romântica, tipo...

13 lições de diversidade que os quadrinhos de super-heróis deram em 2015

A diversidade nunca esteve tão em alta no meio...

A correria das mulheres negras ou quem vai dominar o mundo

As mulheres pretas estão sempre na correria por Caroline Alice...
spot_imgspot_img

Casa Sueli Carneiro abre as portas ao público e apresenta o III Festival Casa Sueli Carneiro, pela primeira vez em formato presencial

RETIRE SEU INGRESSO A Casa Sueli Carneiro, fundada em dezembro de 2020 e atuando em formato on-line desde abril de 2021, é uma entidade criada...

Aborto legal: falhas na rede de apoio penalizam meninas e mulheres

As desigualdades sociais no Brasil podem explicar a razão para que meninas e mulheres busquem apoio para o aborto legal também após 22 semanas...

Referência do feminismo negro, Patricia Hill Collins vem ao Brasil para conferência, curso e lançamento de livro

Referência do feminismo negro, a socióloga estadunidense Patricia Hill Collins participa, nesta quarta-feira (19), de um evento em Salvador, na Universidade do Estado da Bahia (Uneb)....
-+=