quarta-feira, agosto 5, 2020

    Tag: Afro-europeu

    Grande estrela do vôlei na atualidade, Egonu já reconheceu publicamente ter sido vítima de racismo (Fotos: Divulgação/FIVB)

    Com racismo crescente, Itália vence Mundiais de Clubes com atletas negros

    "Estou muito orgulhosa desse time e não queremos parar". A frase, repetida nos principais jornais italianos, é da jovem oposta Paola Egonu, um dos maiores fenômenos do vôlei mundial na atualidade, em entrevista após a conquista do primeiro troféu do seu time, o Conegliano, no Campeonato Mundial de Clubes, em Shaoxing (China). A atleta de 20 anos não cansa de quebrar recordes e marcou assombrosos 38 pontos na semi contra o tricampeão VakifBank e 33 na final contra o bi Eczacibasi, potências turcas que se tornaram presenças constantes na competição. E a festa italiana nesta edição não poderia ter sido maior. Afinal, o Lube Civitanova também venceu no naipe masculino, superando o tricampeão Sada Cruzeiro na decisão em Betim (MG). Letais no ataque e no saque, Osmany Juantorena e Yoandy Leal foram os destaques individuais do duelo, anotando 20 pontos cada. Assim, exultantes, as publicações locais festejaram o fato de ...

    Leia mais
    Foi a partir de uma fotografia que a cineasta britânica se interessou em contar a história dos negros na Alemanha (Foto: Biblioteca do Congresso Americano)

    A vida dos negros na Alemanha nazista

    A cineasta britânica-ganense Amma Asante se deparou, por acaso, com uma fotografia antiga, tirada na Alemanha nazista, de uma garota negra vestindo uniforme escolar. Diferentemente das colegas brancas que encaram a câmera, ela desvia o olhar. A foto despertou a curiosidade de Asante, que quis saber mais sobre a garota. A imagem a levou a escrever e dirigir o longa Where Hands Touch (Onde Mãos Tocam, em tradução livre), estrelado por Amandla Stenberg (Mentes Sombrias) e George MacKay (Capitão Fantástico), que está chegando aos cinemas na Europa. O filme é um relato imaginário do relacionamento secreto de uma adolescente mestiça com um membro da Juventude Hitlerista, mas é baseado em registros históricos. Durante o regime nazista, de 1933 a 1945, o número de alemães com origem africana vivendo no país chegou à casa dos milhares. Ao longo do tempo, eles foram proibidos de se relacionar com pessoas brancas e impedidos de ter ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist