Tag: C&A

    Charlete Viana Santos mostra a blusa comprada na C&A e a nota fiscal da peça Imagem: Cortesia Katia Passos/Jornalistas Livres

    “Para eles eu era ladra e ponto” : diz Charlete Viana em denuncia de racismo em loja de São Paulo

    A cozinheira Charlete Viana Santos, de 43 anos, acredita que foi vítima de racismo em uma unidade da C&A, no centro de São Paulo, ao ser acusada pela segurança da loja de roubar uma peça que havia comprado. Em entrevista para Universa, Charlete contou que mesmo depois de apresentar a nota fiscal da compra, uma blusa de R$ 19,90, policiais foram acionados e pediram que ela entrasse em uma viatura da PM para ir até à delegacia, mas ela se recusou e disse que esperaria sua família chegar ao local. por Mariana Gonzalez no Universa Charlete Viana Santos mostra a blusa comprada na C&A e a nota fiscal da peçaImagem: Cortesia Katia Passos/Jornalistas Livres Ela foi à C&A no sábado (2) fazer uma recarga para o celular da filha e disse que chegou a provar uma outra peça, um macaquinho, que ficou grande. Quando decidiu levar a blusa ...

    Leia mais
    blank

    Para ele e para ela! C&A lança sua primeira linha de moda “sem gênero”

    Batizada de “Tudo Lindo e Misturado”, a marca apostou em roupas sem distinção de gênero por Felipe Sousa no Pheeno Considerada a maior rede de lojas de departamento do Brasil, a “C&A” acaba de lançar uma campanha inovadora por aqui! Batizada de “Tudo Lindo e Misturado”, a marca apostou em roupas sem distinção de gênero, apresentando apostas masculinas com um toque feminino, e vice-versa. No vídeo de divulgação, a empresa mostra diversos modelos nus, correndo para conseguir vestir peças de roupas da marca, e uma delas caba chamando a atenção por se tratar de um homem vestindo um vestido. Ainda na gravação, uma mulher aparece usando uma cueca. Além do videoclipe, alguns cliques da coleção da foram liberados. leia também: Jaden Smith, filho de Will Smith, usa vestidos e diz: não são 'roupas de menina', são ROUPAS 

    Leia mais
    blank

    C&A é condenada por manter trabalho análogo à escravidão

    A C&A Modas foi condenada a pagar R$ 100 mil de indenização por descumprir uma série de normas trabalhistas, reduzindo seus empregados a condição análoga à de escravo em suas unidades em shoppings em Goiás. As informações são do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A empresa teve seu recurso negado na última quarta-feira pela Quarta Turma do TST, por unânime. As irregularidades foram encontradas nas unidades da rede nos shoppings Goiânia e Flamboyant, na capital goiana, e Buriti, em Aparecida de Goiânia. Entre outras irregularidades, a C&A obrigava o trabalho em feriados sem autorização em convenção coletiva, não homologava rescisões no sindicato dos trabalhadores, não concedia intervalo de 15 minutos quando a duração do trabalho ultrapassava quatro horas, impedia o intervalo para repouso e alimentação em situações diversas, prorrogava a jornada de trabalho além do limite legal de duas horas diárias e não pagava horas extras no mês seguinte à prestação de serviços. Por entender que havia um dano social ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Instagram

    Twitter

    Facebook

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist