quarta-feira, novembro 25, 2020

    Tag: CONEN

    Salvar vidas e garantir direitos da população negra

    São diversos os posicionamentos e manifestos propondo saídas e alternativas para o enfrentamento do grave momento que estamos vivendo no Brasil e no mundo. Da CONEN Um dos mais importantes é a “Plataforma emergencial para o enfrentamento da pandemia do Coronavírus e da crise brasileira”, construído pelas Frentes Brasil Popular e Povo sem Medo, partidos políticos do campo democrático e popular, centrais sindicais, movimentos populares e estudantis, organizações democráticas da sociedade brasileira, pela sua densidade propositiva, política e construção unitária. Além de seu caráter emergencial e específico – o combate ao Coronavírus – essa Plataforma amplia o debate sobre a necessidade de um projeto em condições de promover, de fato, reformas estruturais e as transformações necessárias na sociedade e na vida dos brasileiros e brasileiras. A CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras, contribuiu com a elaboração e assina essa Plataforma. Entretanto, com esse documento, chama a atenção dos signatários ...

    Leia mais

    “É necessário unificar o movimento negro brasileiro”, diz militante da Conen

    Fávio Jorge é membro da Coordenação Nacional de Entidades Negras e fala dos desafios na atual conjuntura Por Elen Carvalho e Jamile Araújo Do Brasil De fato  Em Salvador para participar da 4ª Plenária Nacional da Convergência da Luta de Combate ao Racismo no Brasil- Convergência Negra, Flávio Jorge, membro da Soweto Organização Negra de São Paulo e da Executiva da Coordenação Nacional de Entidades Negras (Conen), concedeu entrevista para o Brasil de Fato Bahia sobre o papel da Convergência Negra e os desafios do movimento negro na atual conjuntura brasileira. A plenária aconteceu no último sábado (1º) e reuniu mais de 100 pessoas de todas as regiões do Brasil. Entre as pautas prioritárias estão a luta contra o genocídio da juventude negra, o combate ao feminicídio, a criminalização da LGBTfobia e o enfrentamento à guerra às drogas. Ao final da plenária, foi elaborada a 2° Carta Salvador, que traz as eleições diretas para presidência no ...

    Leia mais

    Declaração de Porto Alegre: Construir a ‘Convergências da luta de combate ao racismo no Brasil’

    Reunidas no dia 21 de Janeiro de 2016, durante o Fórum Social Temático de Porto Alegre, no Estado do Rio Grande do Sul, lideranças do movimento negro representando vinte e uma organizações nacionais, regionais e estaduais de treze estados brasileiros declaram e tornam públicos os seguintes pontos que orientam o diálogo para a construção da unidade da luta de combate ao racismo, iniciado em reunião das organizações negras na cidade de Salvador (Bahia) em de novembro de 2015. Enviado para o Portal Geledés I - Reafirmar os desafios da conjuntura e para o futuro da luta negra no Brasil apresentados na Carta de Salvador de 29 de novembro de 2015. O Mundo vive uma grave crise econômica, política, ambiental, humanitária e moral que traz como consequência a destruição da natureza; a desvalorização do trabalho; a recolonização, que envolve racismo, genocídio contra a população negra, em especial, em relação à juventude negra, a xenofobia e a criminalização dos movimentos sociais. A crise ...

    Leia mais

    Nota pública da Conen: manter e fortalecer a secretaria de políticas de promoção da igualdade racial (SEPPIR)

    Apesar da manutenção do racismo e das desigualdades sociais, no Brasil a luta do Movimento Negro tem garantido mudanças na vida da população negra brasileira. Enviado para o Portal Geledés É através dessa luta que os governos de caráter democrático e popular dos municípios, dos estados e no âmbito federal, têm respondido a algumas de nossas reivindicações históricas e, diante do grave quadro de desigualdades socioeconômicas, em razão das diferenças raciais, implementam políticas para a superação do racismo e para a erradicação da pobreza em nosso país. Mesmo valorizando nossos avanços e conquistas, no Brasil as desigualdades sociorraciais continuam imensas. Um país em que a representação da população negra nos espaços de poder e decisão é mínima, a discriminação racial e o preconceito ampliam as desigualdades sociais, regionais, de classe, geracionais e de gênero, porque são reforçadas, pelo racismo, pelo machismo e a homofobia. É nesse contexto que a CONEN propôs e protagonizou a criação da Secretaria de Políticas de ...

    Leia mais

    Edição fac-similar da seção Afro-Latino-América do jornal alternativo Versus, dos anos 1970

    Edição fac-similar da seção Afro-Latino-América do jornal alternativo Versus, dos anos 1970, apresenta ao Brasil do século XXI a memória da imprensa negra e socialista na segunda metade do século passado. por Flavio Jorge Rodrigues da Silva e Gevanilda Santos via Guest Post para o Portal Geledés O suplemento Afro-Latino-América, publicado entre os anos 1977 e 1979, é lançado agora em versão fac-similar e apresenta as 20 edições encartadas nos números 12 a 31 do jornal Versus. Com uma imprensa especial, típica da imprensa negra paulista da época, com seu caráter socialista pouco conhecido e divulgado e muito marginalizado pela grande mídia. A seção Afro-Latino-América foi editada por uma geração de jornalistas, estudantes e ativistas antirracistas que àquela época resistiu à ditadura militar empunhando a bandeira do combate ao racismo para desmistificar a ideologia oficial do mito da democracia racial no Brasil. Denunciar o racismo disfarçado pelo autoritarismo do regime militar imposto em 1964 ...

    Leia mais

    A CONEN e a conjuntura política

    Os desafios da luta de combate ao racismo no Brasil Por Marquinhos Cardoso via Guest Post para o Portal Geledés A crise internacional e a ampliação do racismo e das desigualdades no mundo Há uma crise sistêmica e cíclica no capitalismo mundial. Com ela, aprofunda-se a crise civilizatória, onde os valores humanitários de solidariedade entre os povos, construídos na linha tênue da democracia, estão sendo solapados pela voracidade do capital econômico e financeiro. Estes, sempre articulados às políticas de Estado com orientações neoliberais e desenvolvimentistas conservadoras. Os reflexos da crise sistêmica são verificados de forma mais aguda nos países do continente europeu, que não apresentou a mesma capacidade de recuperação econômica e social dos EUA pós- crise de 2008. Apesar da recuperação dos níveis de emprego e investimentos, os EUA seguem com o alargamento das desigualdades econômicas concentradas na população negra e latina em relação aos brancos. Do mesmo modo, a violência racial continua ...

    Leia mais

    A CONEM e as eleições 2014

    O Brasil é um país onde o racismo, o machismo, a homofobia, a violência e a intolerância estruturam o pensamento da grande maioria dos brasileiros e são hegemônicos nas atitudes da elite conservadora que domina o país há mais de quinhentos anos. O pensamento conservador estimulado e reiterado pela grande mídia - que no Brasil “atua como partido político” - é incorporado pelo senso comum dos brasileiros. Portanto, um maior envolvimento da CONEN e do movimento negro brasileiro na luta pela democratização da comunicação é muito importante. Uma das principais representações desse pensamento encontra-se no Congresso Nacional. Dos 594 parlamentares (513 Deputados e 81 Senadores) eleitos em 2010, 273 são empresários, 160 compõem a bancada ruralista, 66 são da bancada evangélica e apenas 91 parlamentares são considerados representantes dos (as) trabalhadores (as). Das onze candidaturas registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), para a disputa da presidência da República em 2014, ...

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist