sexta-feira, setembro 18, 2020

    Tag: regina casé

    blank

    Regina Casé, a Globo e a suposta denúncia da violência policial

    A mãe de DG foi ao Esquenta, mas não teve espaço para vocalizar as críticas que vem fazendo às UPPs. Esquenta!”, DG e a disputa pela representação da nova classe trabalhadora por João Telésforo, no Brasil e Desenvolvimento Vejo o “Esquenta” como um dos retratos do empoderamento conquistado por uma classe subalterna durante os anos Lula, e também de seus limites (que parecem cada vez mais incontornáveis nos moldes da atual governabilidade conservadora). Esse empoderamento veio, como se sabe, pela conquista de aumento do poder de consumo. Um empoderamento que pode ser frágil e sem dúvida algum contraditório, mas foi empoderamento, porque o acesso a esses bens ampliou as condições materiais de autocomunicação e auto-organização desses setores – veja-se os “rolezinhos”, um dos exemplos mais marcantes desse fenômeno. Frágil, porque é preciso analisar o peso do endividamento das famílias nessa expansão do consumo, e mais ainda porque basicamente não se ...

    Leia mais
    Somos Todos Racistas

    Somos Todos Racistas

    Ao que parece, dia 27 de abril foi o Dia do Racismo Velado no Brasil. Um dia para todos bradarem que não são racistas, enaltecerem a democracia racial brasileira e claro, tirar uma selfie-social. Ao que parece, dia 27 de abril foi o Dia do Racismo Velado no Brasil. Um dia para todos bradarem que não são racistas, enaltecerem a democracia racial brasileira e claro, tirar uma selfie-social. O genocídio de jovens negros apagado pela pomba da paz Primeiro, o programa ‘Esquenta!” da Rede Globo, apresentado por Regina Casé, fez um especial em homenagem a Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, de 26 anos, bailarino do programa que foi assassinado no dia 22 de abril. Tudo muito lindo, pedindo muita paz, muito branco e pouquíssima menção a política de extermínio de jovens negros que ocorre nas periferias de todo país. Como relata Mariana Assis nas Blogueiras Negras: Uma alma iluminada bem que tentou salvar ...

    Leia mais
    regina-case-esquenta-tv-globo-01

    O programa “Esquenta” e o racismo no Brasil

    O programa "Esquenta" é uma prova de que o Brasil não sabe como fazer para lidar com o próprio racismo. O Brasil, parece, começa a perceber que é racista, mas de modo desajeitado e continuando a ser racista, pois essa é a condição de ser do país, não sabe como tratar a sua própria doença. O Brasil, então, se o vemos como um Estado que hoje é mais consciente e dono responsável de sua gente marginalizada, está agarrado com o racismo em cima da árvore, dando voltas em galhos, ainda sem saber como descer. É racista, não admite, quer incluir, não sabe como, e faz-se um programa desengonçado como é o "Esquenta", uma tentativa completamente brutalizada de dar visibilidade à população brasileira marginalizada. A Rede Globo agarrou os elementos marginalizados pela sociedade, de música, linguagem, estética, e jogou feito carne moída na frente da televisão, triturou, sem nenhum cuidado, e ...

    Leia mais
    blank

    O “Esquenta”, de Regina Casé, é o programa mais racista da TV? por Marcos Sacramento

    Ela envia uma mensagem retrógrada com seus estereótipos dos negros. Esquenta é o programa mais conservador da televisão brasileira. É uma versão barulhenta e colorida de velhos costumes. Num primeiro olhar, parece uma grande festa na periferia, na qual as gírias, danças e modas de regiões com IDH baixo e criminalidade alta são irradiadas para todo o país pela tevê. Vemos meninos contorcendo as articulações em performances de passinho, meninas com minissaia e microvocabulário, rapazes negros com cabelos louros e óculos espelhados de cores berrantes rodando o salão felizes e eufóricos. A festa mistura samba, funk, estilo de vida despreocupado e despudorado, concurso de beleza, humor, artistas de novela, enfim, para usar um termo bem periférico, “tudo junto e misturado”. Essas características, apenas, não me incomodam. Não sou quadrado, respeito e até admiro algumas formas de cultura vindas do gueto e abuso do direito de desligar a TV. O que me ...

    Leia mais
    regina

    Dilma fala sobre racismo e violência contra a mulher em entrevista para Regina Casé

    A presidenta Dilma Rousseff fez uma participação hoje no Esquenta, programa apresentado por Regina Casé, na Globo, e que hoje iniciou sua segunda temporada. Juntas, Dilma e Regina visitaram o Sarah em Brasília, uma das unidades integrante de uma rede de centros de habilitação. Juntas elas visitaram as instalações do centro e conversaram sobre a chamada Classe C, situação atual do Brasil no cenário mundial e sobre outros assuntos como racismo e a situação da mulher no país. POR - MANU BAREM Ao ser questionada por Regina Casé se enfrenta desafios por ser uma chefe de estado mulher, Dilma disse que não necessariamente sente esta dificuldade, porque "difícil é ser presidente, sendo homem ou mulher", que ela se sente "protegida" no cargo e que quem sofre são as pessoas comuns. "Tem muita violência contra mulher, diferença de salário e de oportunidades". Assista:  Fonte: Jezebel

    Leia mais

    Últimas Postagens

    Artigos mais vistos (7dias)

    Twitter

    Welcome Back!

    Login to your account below

    Create New Account!

    Fill the forms bellow to register

    Retrieve your password

    Please enter your username or email address to reset your password.

    Add New Playlist