terça-feira, janeiro 26, 2021

Tag: Valesca Popozuda

Anitta e Valesca são convidadas por Romário para debater funk no Senado

Nego do Borel e MC Marcinho também foram convidados Do Poder360 O senador Romário (PSB-RJ) convidou as cantoras Anitta e Valesca Popozuda e os funkeiros Nego do Borel e MC Marcinho para participar de uma audiência pública sobre o projeto que pede a criminalização do funk. A proposta é de autoria popular, assinada por 1 empresário paulista. A CDH (Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa) do Senado aprovou o requerimento de audiência. Ainda não há data para o debate. Além dos artistas, antropólogos que estudam o funk serão convidados. Romário já se manifestou contrário à criminalização do estilo musical: “Como carioca nato e eterno funkeiro, faço questão de defender essa bandeira”, declarou o senador. Criminalizar o funk é ir contra a liberdade de expressão. Como relator, vou votar contra essa proposta no @SenadoFederal #funkNÃOécrime pic.twitter.com/qDWTLHmrL8 — Romário (@RomarioOnze) 19 de junho de 2017 O projeto chegou à comissão após receber quase 22 ...

Leia mais
Jorge Bispo/ divulgação

Valesca Popozuda relata relacionamento abusivo: ‘Muitas ameaças de morte’

Antes de alcançar o sucesso nacional, Valesca Popozuda passou por momentos difíceis que ela relata em sua biografia "Sou dessas". Um deles foi quando, aos 17 anos, a cantora de "Beijinho no ombro" se viu envolvida num relacionamento abusivo, com agressões e ameaças de morte. Ela lembra a história no livro. Do Extra  Jorge Bispo/ divulgação "Convivi com ele por um ano e alguns meses. No início era uma pessoa maravilhosa, boa, tinha um papo agradável. Ele era muito atencioso. Como eu era novinha, acreditava que o ciúme era normal, que era um jeitinho de mostrar que me amava... Até que o ciúme foi aumentando e ele me proibiu de ter amigos homens... Logo após essa proibição veio a intervenção das roupas que eu usava... O cara queimou diversos shorts e blusas curtas meus. Eu sabia que era por ciúme, mas achava que não tinha nada ...

Leia mais

“Daria graças a Deus por meu filho ser gay e não um ser humano como Levy Fidelix”, desabafa Valesca Popozuda

Em texto escrito para o jornal EXTRA, a cantora Valesca Popozuda detonou a declaração homofóbica do candidato Levy Fidelix (PRTB), no debate entre os presidenciáveis, domingo, na Record. Questionado pela candidata Luciana Genro (PSOL) sobre casamento homoafetivo, o político provocou ira nas redes sociais ao afirmar que “pelo que eu vi na vida, dois iguais não fazem filho", e "Aparelho excretor não reproduz". Na noite desta terça-feira (30), militantes foram às ruas de São Paulo e fecharam uma faixa da avenida Paulista para protestar contra o candidato. Abaixo, você confere o artigo de Valesca na íntegra: As declarações do senhor Levy Fidelix me chocaram. Jamais imaginaria que uma pessoa fosse capaz de soltar tanta maldade e ódio. Os políticos precisam cuidar é da saúde, educação e segurança. O que esse senhor disse “somos a maioria, vamos combater a minoria” foi declarar guerra. Já imaginou se o mundo pensasse assim? Se então fossemos ...

Leia mais

Valesca Popozuda vai pagar viagem de professora que a citou em trabalho acadêmico a congresso nos EUA

“Quando ouvi a Valesca Popozuda cantar ‘My Pussy é o poder’ pela primeira vez, pensei: uau! isso é mais profundo que Simone de Beauvoir”. A interpretação é da pedagoga Jaqueline Conceição da Silva, de 28 anos. Com mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC), ela foi convidada pela prestigiada Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, para apresentar seu trabalho sobre o funk e a juventude brasileira, “Só Mina Cruel - Algumas Reflexões Sobre Gênero e Cultura Afirmativa no Universo Juvenil do Funk”, em um congresso que acontece em setembro deste ano. Por Ana Carolina Pinto, Fonte: Extra Moradora de Jardim Celeste, no bairro Campo Limpo, em São Paulo, Jaqueline comemorou a oportunidade de levar a cultura da periferia para outro país. Mas por não ter vínculo atual com nenhum programa de pós-graduação, a concretização do sonho da educadora tinha esbarrado na questão financeira. Até agora. Depois de ...

Leia mais

“Desejo a todas inimigas vida longa”: as funkeiras e o recalque – Por: Bárbara Araújo

Quero começar esse texto dizendo que estou bem longe de ser uma pessoa super entendida de funk. Não sou funkeira, não sou uma fã que acompanha artistas do funk, não sou estudiosa do funk. Tem muita gente por aí que poderia dar uma opinião levando em considerações mil coisas que eu nem sei (e espero que se sintam à vontade para fazê-lo nos comentários). Enfim: o objetivo desse texto é relatar a impressão de uma ouvinte dos hits de funk (e dançarina, porque, né? rs) sobre uma questão que me parece muito relevante: o fortalecimento do recalque como tema nos funks cantados por mulheres. É claro que há muito mais funks cantados e escritos por mulheres do que chegamos a conhecer; há uma pluralidade temática e uma história bem maior do que as paradas de sucesso mainstream nos apresentam. Mas é possível afirmar que, em 2013, uma parte significativa dos hits que ...

Leia mais
valesca funk

“Desejo a todas inimigas vida longa”: as funkeiras e o recalque – Por: Bárbara Araújo

Quero começar esse texto dizendo que estou bem longe de ser uma pessoa super entendida de funk. Não sou funkeira, não sou uma fã que acompanha artistas do funk, não sou estudiosa do funk. Tem muita gente por aí que poderia dar uma opinião levando em considerações mil coisas que eu nem sei (e espero que se sintam à vontade para fazê-lo nos comentários). Enfim: o objetivo desse texto é relatar a impressão de uma ouvinte dos hits de funk (e dançarina, porque, né? rs) sobre uma questão que me parece muito relevante: o fortalecimento do recalque como tema nos funks cantados por mulheres. É claro que há muito mais funks cantados e escritos por mulheres do que chegamos a conhecer; há uma pluralidade temática e uma história bem maior do que as paradas de sucesso mainstream nos apresentam. Mas é possível afirmar que, em 2013, uma parte significativa dos hits que ...

Leia mais
mariana

Aluna passa em 2º lugar em mestrado com projeto sobre Valesca Popozuda

Mariana Gomes agora é aluna de Cultura e Territorialidades da UFF, no RJ. Projeto discute ideia de que funk seria o último grito do feminismo. Por: Isabela Marinho. do  G1 Mariana Gomes passou em 2º lugar no mestrado em Cultura e Territorialidades na UFF (Foto: Arquivo Pessoal) Mariana Gomes, de 24 anos, passou em segundo lugar na Pós-graduação em Cultura e Territorialidades da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, com o projeto "My pussy é poder – A representação feminina através do funk no Rio de Janeiro: Identidade, feminismo e indústria cultural. Entre os objetivos do projeto está a desconstrução da ideia de que o funk seria o último grito do feminismo através das músicas de Valesca Popozuda, Tati Quebra Barraco, entre outras. Recentemente, Valesca foi escolhida como patronesse de uma turma de calouros de Mariana. (Correção: Na publicação desta reportagem, o G1 informou incorretamente que a estudante havia passado ...

Leia mais

Últimas Postagens

Artigos mais vistos (7dias)

Twitter

Welcome Back!

Login to your account below

Create New Account!

Fill the forms bellow to register

Retrieve your password

Please enter your username or email address to reset your password.

Add New Playlist