108 mil pessoas não sabem que são soropositivas, alerta Saúde ao lançar campanha de prevenção no carnaval

Enviado por / FonteG1, por Paloma Rodrigues

Campanha publicitária do Ministério da Saúde será realizada nos meios de comunicação a partir desta sexta-feira.

Ministério da Saúde inicia nesta sexta-feira (17) uma campanha nos meios de comunicação sobre a importância da prevenção da transmissão de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) durante a comemoração do Carnaval, alertando também para a grande quantidade de pessoas que ainda não tem o diagnóstico da doença.

“Temos 108 mil pessoas no Brasil que têm HIV positivo no Brasil e não sabem. Isso é muito grave”, disse a secretária de Vigilância em Saúde, Ethel Maciel. “Essas pessoas são jovens, elas estão no carnaval. O primeiro passo para a prevenção é termos o diagnóstico. Precisamos que nossos jovens saibam da preocupação e dificuldade do tratamento”, afirmou.

O anúncio da campanha foi feito nesta quinta-feira (16). Essa é a primeira campanha publicitária realizada pelo Ministério da Saúde na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A secretária reforçou a importância de toda relação sexual ser feita de maneira protegida. “Precisamos que nossos jovens compreendam que é preciso se divertir e é preciso se proteger. É preciso usar preservativo”, disse Ethel.

O chefe do Departamento de HIV/Aids e Infecções Sexualmente Transmissíveis do Ministério da Saúde, Dráurio Barreira, disse que o Sistema Único de Saúde (SUS) tem “farta e suficiente” distribuição em pontos em todo o país de preservativos internos e externos, garantindo que haja prevenção em todo tipo de relação sexual.

Segundo o Ministério, o foco da campanha terá como motes “conhecer, prevenir e tratar”.

O SUS também conta com métodos de prevenção específicos para quem irá se expor ou já se expôs ao vírus HIV, a Profilaxia Pré-Exposição (Prep) e a Profilaxia Pós-Exposição ao HIV (PEP), que consistem na administração de medicamentos específicos para estes casos.

Covid-19

A ministra Nísia Trindade falou que a campanha voltada para o Carnaval também falará da importância do esquema vacinal atualizado contra a Covid-19. “Reforçamos que aqueles que não tem a cobertura vacinal completa, atualizada para Covid-19, que o faça”, afirmou.

Nísia afirmou que o ritmo de vacinação precisa aumentar. “Esse ritmo precisa acelerar muito. Mas também lembramos que recompusemos o estoque das vacinas infantis muito recentemente, os estados e municípios vem recebendo, então tem um tempo mesmo para a aceleração [do ritmo de vacinação].

“Esse será o carnaval da alegria, após tempos tão duros que vivemos, mas graças a proteção das vacinas será possível brincar. Mas fazemos questão de frisar a importância da proteção”, disse.

+ sobre o tema

Aborto legal é negado em 57% dos hospitais que governo indica para procedimento

Levantamento mostra que, entre os que realizam interrupção, há...

Demência atinge 6,6 milhões de mulheres, mais do dobro dos homens

A demência atinge na Europa cerca de 6,6 milhões...

Apaixonado pela Portela, enfermeiro morre de covid-19 no Rio

Evandro Barbosa, 55, foi mais um profissional infectado pelo...

Câncer de mama: espera de negras para iniciar tratamento é mais longa

Um estudo publicado recentemente no periódico científico Cancer sugere...

para lembrar

Vacina cubana contra HIV apresenta resultados positivos em testes com seres humanos

Não foram registrados casos de efeitos colaterais ou de...

Colorida, leve e luxuosa! Imperatriz levará ‘África moderna’ e combate ao racismo para a Sapucaí

A Imperatriz Leopoldinense deu mais um passo importante para...

São Paulo terá o primeiro bloco de rap no Carnaval

São Paulo terá o primeiro bloco de Carnaval dedicado...
spot_imgspot_img

Estrela do Carnaval, ex-passista Maria Lata D’Água morre aos 90 anos em Cachoeira Paulista, SP

A ex-passista Maria Mercedes Chaves Roy – a ‘Maria Lata D’Água’ – morreu na noite dessa sexta-feira (23), em Cachoeira Paulista, no interior de São...

Depois de um carnaval quente, é hora de pensar em adaptação climática

Escrevo esta coluna, atrasada, em uma terça-feira de carnaval. A temperatura da cidade de São Paulo bate 33°C, mas lá fora, longe do meu ventilador,...

Leci Brandão sai em defesa da Vai-Vai: ‘Nenhuma instituição está acima da crítica’

'A crítica social é necessária na medida em que ela força as instituições a se autoavaliarem e melhorarem', disse a parlamentar A deputada estadual Leci...
-+=