terça-feira, fevereiro 7, 2023
InícioQuestão RacialCasos de RacismoA estágiária Ester Elisa da Silva Cesário diz que foi transferida para...

A estágiária Ester Elisa da Silva Cesário diz que foi transferida para o arquivo

A estudante de pedagogia Ester Elisa da Silva Cesário, 19 anos, que diz ter sido vítima de racismo no Colégio Internacional Anhembi Morumbi, no Brooklin (zona sul), onde trabalha como estagiária, afirmou ontem que passou a ser “excluída” e foi transferida para o arquivo depois de o seu caso começar a ser divulgado na internet.

A funcionária, estagiária de departamento de marketing do colégio, é negra e tem cabelo crespo. Ela diz que a diretora pediu a ela para alisar o cabelo e para usar camisetas compridas para esconder os quadris grandes.

Contratada em 1º de novembro, ela costumava ficar ao lado da recepção e mostrava o colégio para os pais interessados em matricular seus filhos.

Na última segunda-feira, quando o caso ganhou repercussão em redes sociais, diz que foi transferida para o arquivo, em uma sala em frente à direção.

“Agora só arquivo documentos e carimbo carteiras dos alunos”, diz a jovem.

Resposta

A conselheira do colégio Mercedes Vieira disse que não houve mudança de função. O colégio nega discriminação.

 

OUÇA A MATÉRIA

 

Veja o vídeo da Materia no Jornal Nacional

Leia a matéria: 

Racismo no Colégio Anhembi Morumbi – Estagiaria forçada a alisar o cabelo para manter a ‘boa aparência’

Fonte: Correio do Povo  

 

 

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench