A fratura tenebrosa de Anderson Silva levanta novamente o debate: o MMA é um esporte?

 

por Kiko Nogueira,

 

Foi uma das cenas mais chocantes do chocante MMA. Anderson Silva tentou acertar um chute em seu oponente Chris Weidman, atual dono do cinturão, no começo do segundo assalto. Weidman tivera uma ligeira vantagem no primeiro round, encaixando um soco na altura da orelha esquerda de Anderson, que caiu no chão.

O chute de Anderson com a perna esquerda foi defendido por seu oponente com a canela direita. A tíbia e a fíbula se romperam. A perna de AS pareceu abraçar a de Weidman.

Por um segundo, ele ainda tentou continuar, como se não houvesse percebido o que houve. Caiu em seguida, berrando. Foi retirado de maca e levado ao hospital. Segundo os comentaristas americanos, Anderson deve ter encerrado a carreira. Cleber Machado, na Globo, minutos depois (a emissora não transmitiu o evento ao vivo), falava, com sua clássica loquacidade: “Nossa…! Rapaaazzz…!”

Weidman elogiou o brasileiro no discurso pós-luta. “Primeiramente, queria dizer que não importa o que aconteça, ele ainda é o melhor de todos os tempos. Ele merece muito e que Deus o abençoe”, disse.

A imagem lembrou a foto da fratura de Mirandinha, do São Paulo, em 1974, numa entrada do zagueiro Baldini, do América. Futebol é tão violento quanto MMA? Não, obviamente. Para o segundo, o objetivo é a aniquilação física do adversário. É esporte?

Enquanto Anderson agonizava, o show continuava normalmente. A dupla seguinte de gladiadores entrou no octógono para se espancar e vida que segue. A máquina — promotores, lutadores, apresentadores — não podia parar. Ele era o derrotado. Assunto encerrado.

A melhor definição recente desse esporte (esporte?) foi dada pela americana Ronda Rousey, que defendeu o canadense Georges St- Pierre. Após doze vitórias, St-Pierre anunciou sua aposentadoria por razões de saúde, apanhando todos de surpresa. (Ronda, campeã mundial, venceu a luta anterior à de Anderson e Weidman).

“Você está sempre lutando por sua vida a cada vez que entra no octógono. É uma situação estressante. Você não está num cubículo de uma firma. A pior coisa que pode lhe acontecer não é alguém trazer o café latte errado ou ser demitido. É que você pode realmente se machucar. E não apenas isso: seu orgulho pode ser irremediavelmente ferido”.

Ronda foi definida como “um lindo buldogue”. É uma mulher muito forte, dura e que sorri pouco. Foi vaiada estrepitosamente por não cumprimentar sua adversária ao final do “show”. Declarou que está acostumada.

“Você realmente coloca sua vida em risco. E a cada nova luta, você precisa perguntar a si mesmo se quer isso”.

Se Anderson Silva tiver algum juízo nesse circo, já sabe a resposta para essa questão.

 

A fratura tenebrosa de Anderson Silva levanta novamente o debate: o MMA é um esporte?

 

 

 

Fonte: DCM

 

+ sobre o tema

Produtores sergipanos elaboram Mostra de Cinema Negro

“É preciso quebrar as barreiras impostas pelo modelo de...

Alessandra Santos de Oliveira

Alessandra Santos de Oliveira (2 de Dezembro de 1973),...

Lima Barreto, um Intelectual Negro na Avenida Central

Autora: CELI SILVA GOMES DE FREITAS Filiação Institucional: UERJ   }Suas crônicas...

Alfabetização: memórias de um escritor leitor…

Entrevista - Alfabetização: memórias de um escritor leitor... {xtypo_quote}As...

para lembrar

Aos 39 anos, Shaquille O’Neal anuncia sua aposentadoria das quadras

Após 19 temporadas, astro da NBA, que estava nos...

Daiane conquista ouro no solo do Meeting Internacional em Natal

Também no solo, Diego Hypólito foi ouro na competição...

Dia do Futebol – 19/07

Dia 19/07, comemora-se o Dia do Futebol. A data...

Seleção brasileira enfrenta Alemanha de Cacau em amistoso

Após a eliminação na Copa América, técnico Mano Menezes...
spot_imgspot_img

Rebeca Andrade lidera Brasil à prata por equipes no Pan-Americano

Rebeca Andrade estreou com uma medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos. Neste domingo, a campeã olímpica liderou o Brasil ao pódio por equipes em...

Queniano Kelvin Kiptum quebra recorde da maratona em Chicago

O corredor queniano Kelvin Kiptum venceu a Maratona de Chicago, na manhã deste domingo (8), completando o percurso de 42,195 quilômetros pela cidade americana em duas...

Ouro para o Brasil: Rebeca Andrade é bicampeã no salto no Mundial de Ginástica

Rebeca Andrade conquistou, neste sábado, a medalha de ouro no Mundial de Ginástica no salto. A brasileira, atual campeã olímpica, superou a norte-americana Simone Biles, que...
-+=