Abertura da Quinzena da Mulher Negra é realizada na prefeitura de Rio Branco

Para ampliar e fortalecer as organizações de mulheres negras no Estado, o governo do Acre, em ação conjunta com a prefeitura de Rio Branco e instituições, promove entre os dias 16 e 31 deste mês a Quinzena da Mulher Negra. A abertura ocorreu na manhã desta terça-feira, 16, no auditório na prefeitura.

A Quinzena da Mulher Negra é alusiva ao Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, comemorado em 25 de julho. A data foi designada em 1992 para propor uma reflexão do papel das mulheres negras nesses continentes. Sabendo das dificuldades que a classe ainda enfrenta no que se refere à discriminação de gênero e raça, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPMulheres), tem o objetivo de dar maior visibilidade ao dia. “O evento propõe uma série de atividades que vão tratar as especificidades de cada problema que envolve as mulheres negras e demandam políticas públicas”, explica a diretora de Direitos Humanos da secretaria, Joelda Paes.

Para a primeira-dama do município, Gicélia Viana, é preciso enfatizar a importância de se continuar defendendo as causas referentes à mulher negra em todas as configurações sociais. “O racismo ainda é um problema a ser vencido. É impossível concebermos que a discriminação prevaleça, e por isso é uma honra poder participar de eventos como esse, que lutam pela igualdade para essas pessoas que representam o povo brasileiro”, afirmou.

A ação, que tem o objetivo de fortalecer a cultura afro-brasileira, foi uma iniciativa do Fórum Permanente de Educação Étnico Racial (FPEER) e contou com a ajuda de parceiros para a elaboração de uma agenda extensa para a construção de estratégias de enfrentamento ao racismo, discriminação, preconceito e outras desigualdades raciais e sociais.

As atividades também estão sendo levadas para Brasileia e Xapuri. “A maior intenção aqui é tornar visível a situação das mulheres negras, expor as dificuldades e, principalmente, promover a acessibilidade delas às políticas públicas, tendo em vista que cada ação, como essa que se realiza, melhora vidas”, destaca a coordenadora do Fórum, Almerinda Cunha.

Segundo a secretária Adjunta da Mulher em Rio Branco, Graça Lopes, as discussões voltadas para a temática existem há cinco anos. “O governo do Estado e a prefeitura de Rio Branco, junto às suas secretarias, já levantam essas discussões há cinco anos, e cada vez mais elas ganham proporção – no ano passado, por exemplo, tivemos a Semana da Mulher Negra, e este ano já realizamos a quinzena. A ideia é abranger ainda mais esse leque de discussão e envolver as instituições nisso”, diz.

A realização do evento conta com a parceria do Sindicato dos Trabalhadores do Acre (Sinteac), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Universidade Federal do Acre (Ufac), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Secretaria Adjunta de Juventude, Secretaria Adjunta da Mulher, Secretaria de Estado de Política para Mulheres (Sepmulheres), Secretaria de Cidadania e Assistência Social, Secretaria de Direitos Humanos e Políticas Afirmativas, Secretaria Adjunta de Políticas e Promoção da Igualdade Racial, Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social (Semcas), Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e outros órgãos.

 

Fonte: Agência

+ sobre o tema

Sete anos ação afirmativa na ufba

Na manhã de 17 de maio de 2004,...

“Eu africanizo São Paulo”

VEJA A GALERIA Festival WAPI BRASIl 2011...

Unegro comemora 23 anos e empossa nova coordenação na Bahia

A União de Negros pela Igualdade – Unegro...

Dançarinos africanos de Moçambique ensinaram ritmo à cantora Beyoncé

Os dançarinos moçambicanos Mário e Xavito, pertencentes ao grupo...

para lembrar

27 secretários de Segurança se reúnem para discutir estupro: apenas um é mulher

O ministro interino da Justiça, Alexandre de Moraes, se...

Com campanha sexista, linha “Homens que Amamos” da Risqué gera polêmica

Com uma campanha recheada de machismo e sexismo, a...

Ser feminista negra é uma coisa.Ser feminista branca é outra coisa.

Pra quem não sabe, Eliane é esposa do Mano...

Suécia cria pronome de gênero neutro, para além do ‘ele’ e ‘ela’

Expressão ‘hen’ integrará novo dicionário oficial, atualizado a cada...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=