Ainda bem que direitos das mulheres não viraram moeda de troca’, diz Jô Moraes

Na opinião da coordenadora da bancada feminina da Câmara dos Deputados, Jô Moraes (PCdoB-MG), o grande avanço destas eleições foi o sentimento de rejeição criado contra possíveis retrocessos nas liberdades individuais.

De acordo com Jô, esse sentimento surgiu “a partir da sinalização de um recuo programático de certas candidaturas”, notadamente no episódio em que a presidenciável Marina Silva (PSB) retirou trechos sobre LGBTs de seu programa de governo.

“Ainda bem que os direitos das mulheres não viraram moeda de troca desta vez”, comemora Jô. “O grande saldo eleitoral destas eleições é o sentimento contra o avanço de opiniões religiosas sobre o estado laico, em especial sobre os direitos homoafetivos. É uma onda que, no futuro, pode fazer avançar também a luta pelos direitos sexuais e reprodutivos das mulheres”, diz a candidata à reeleição que defende a legalização do aborto.

 

 

Fonte: Poder Online 

+ sobre o tema

Caravana da Mulher chega ao Alto Dois Carneiros

A sexta edição da Caravana da Mulher, realizada no...

Mulheres do PT debatem feminismo, políticas e construção partidária

Cerca de 700 delegadas de todo o Brasil reuniram-se...

Na Rio+20, governo brasileiro e ONU Mulheres firmam cooperação Sul-Sul em igualdade de gênero

Serão investidos três milhões de dólares, doados pelo governo...

Salvador registrou 234 casos de abusos em 234 dias do ano

A Bahia lidera o ranking de denúncias de violência...

para lembrar

Homens e mulheres concordam: o preconceito de gênero interfere no salário

De 13 perguntas da pesquisa Mitos & Verdades, feita...

Gênero nos espaços públicos e privados

O estudo "Mulheres brasileiras e gênero nos espaços públicos...

Diálogos Feministas: Análise de conjuntura e desafios para a defesa da democracia

Esta publicação traz uma síntese do debate realizado: uma...

Gisele, eu tenho um cérebro!

Algum tempo atrás eu escrevi um artigo intitulado "E...
spot_imgspot_img

Homens ganhavam, em 2021, 16,3% a mais que mulheres, diz pesquisa

Os homens eram maioria entre os empregados por empresas e também tinham uma média salarial 16,3% maior que as mulheres em 2021, indica a...

Escolhas desiguais e o papel dos modelos sociais

Modelos femininos em áreas dominadas por homens afetam as escolhas das mulheres? Um estudo realizado em uma universidade americana procurou fornecer suporte empírico para...

Ministério da Gestão lança Observatório sobre servidores federais

O Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) lança oficialmente. nesta terça-feira (28/3) o Observatório de Pessoal, um portal de pesquisa de...
-+=