Amapa: Ministério da Igualdade Racial e Seafro devem firmar parcerias

A secretária especial de Ações Afirmativas da Secretaria Extraordinária de Políticas de Igualdade Racial (Seppir), Anhamona Brito e a secretária de Estado de Políticas para o Afrodescendente (Seafro) reuniram com a vice-governadora, Dora Nascimento, na quarta-feira, 17, para tratarem da cooperação entre o Executivo estadual via Seafro, e a secretaria do Governo Federal, que tem status de Ministério.

Antes, Anhamona e Marilda reuniram com o secretário de Educação, José Maria Lobato. A representante da Seppir veio ao Estado para participar do lançamento do projeto Afroaids, pela Seafro; a visita reforça os compromissos assumidos pela ministra Luiza Bairros com a população afro do Amapá.

Para Dora Nascimento, é uma grande chance de estreitar as relações com Brasília, para o fortalecimento das políticas para a população negra amapaense. “A vinda dela é significativa, pois nos traz dados e indicadores para a criação de políticas para a população negra do Amapá. Nesse encontro, discutimos parcerias com o Ministério, essa interlocução com o Governo Federal é fundamental”, declarou.

Anhamona Brito entregou cópias de legislações e políticas públicas desenvolvidas pela Seppir em todo o Brasil. Ela disse que as agendas cumpridas aqui foram de grande importância.

“Tivemos três agendas importantes no Amapá. Além das decisões no lançamento do Afroaids, sobre políticas nacionais de atenção à população negra, a intenção é fazer cumprir no Amapá a lei 10.639, que trata do ensino da história e cultura africana e afrobrasileira na rede de educação, e com a vice-governadora Dora Nascimento, para afinar ainda mais as ações do Executivo com a nossa secretaria. Além do mais, ela é uma mulher combativa, que fez sua trajetória política a partir dos movimentos sociais”, assinalou.

Para a secretária da Seafro, Marilda Leite, a visita traz novas perspectivas, para a firmação de parcerias com a pasta da Igualdade Racial do governo federal. “A avaliação é a mais positiva possível, pois mais uma vez a Seppir se faz presente no Amapá. A ministra Luiza Bairros já esteve aqui mês passado e a visita ainda deixa saldo positivo. Essa interação da Seafro com Brasília ainda promete conseqüências positivas para a população negra de nosso Estado”, assinalou.

Gabriel Penha/Seafro

Assessor de Comunicação Social

Secretaria de Estado da Comunicação Social

 

Fonte: Ap.gov

+ sobre o tema

Piauí – Mulheres, Feminismo Negro e as Violências Contemporâneas

"Construir a cidadania como exercício libertário do agir de...

Miltão do MNU: Um pouco de História não oficial

O TIGRE NÃO PRECISA DIZER QUE É TIGRE, MAS......

para lembrar

spot_imgspot_img

João Cândido e o silêncio da escola

João Cândido, o Almirante Negro, é um herói brasileiro. Nasceu no dia 24 de junho de 1880, Encruzilhada do Sul, Rio Grande do Sul....

Levantamento mostra que menos de 10% dos monumentos no Rio retratam pessoas negras

A escravidão foi abolida há 135 anos, mas seus efeitos ainda podem ser notados em um simples passeio pela cidade. Ajudam a explicar, por...

Racismo ainda marca vida de brasileiros

Uma mãe é questionada por uma criança por ser branca e ter um filho negro. Por conta da cor da pele, um homem foi...
-+=