Anderson Silva tem vitória histórica contra Okami

O brasileiro Anderson Silva confirmou seu favoritismo e derrotou o japonês Yushin Okami, por nocaute técnico no segundo round, no evento principal do UFC Rio, neste sábado, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. Aos gritos de “É campeão!” da torcida, Anderson teve seu braço levantado pela 14ª vez seguida no UFC e 15ª consecutiva na carreira, vingando sua última derrota, sofrida para o mesmo adversário em janeiro de 2006. Foi a nona defesa de cinturão de sucesso do paulista.

Quando o habitual hip hop de entrada de Anderson Silva começou a soar na Arena da Barra, a plateia se calou em ansiedade. Vestido de Corinthians de cima abaixo, o brasileiro entrou sereno, concentrado, sem muitas danças e saltos como costuma fazer. Na hora dos cumprimentos de praxe, Okami olhou para outro lado e Anderson nem esboçou levantar os punhos.

Aos gritos de “Vai Morrer!”, direcionados das arquibancadas ao japonês, começou o combate. Anderson se movimentou bastante, medindo a distância com o jab, e o rival errou um ataque, indo para a grade. Okami quase conseguiu prender o brasileiro no clinch, mas seus uppers foram bem defendidos. Anderson arriscou alguns ganchos, e Okami novamente foi para o clinch, socando o paulista, que respondeu com algumas joelhadas na costela. O desafiante ainda tentou derrubar o campeão pegando sua perna, mas o brasileiro não só se defendeu bem, como saiu do clinch. Os últimos segundos foram de tentativas de soco de Okami e Anderson mostrando sua boa esquiva. Logo antes do fim do round, Anderson enfim acertou um de seus chutes altos na parte de trás do pescoço e Okami sentiu, parando na grade e sendo salvo pelo gongo.

O segundo assalto começou com troca de golpes e Anderson acertou alguns golpes. Com 4m17s, o brasileiro conseguiu derrubar o rival pela primeira vez, se esquivando e acertando um jab direto no rosto do japonês. O brasileiro deu espaço para o rival se levantar e com 3min24s repetiu o feito, acertando um gancho de direita. Okami caiu e o campeão partiu pra cima, conseguindo o nocaute técnico com socos incessantes a pouco menos de dois minutos do final do round.

A torcida carioca ainda provocou, hostilizando o Corinthians, mas Anderson, bem humorado, citou o filme “Tropa de Elite” ao falar com o público e comentar sua invencibilidade como campeão dos pesos médios do UFC.

– O papo é sério aqui. Como diz o Capitão Nascimento: “Senhores, nunca serão!” As informações são do SporTV.

Fonte: Correio da Bahia

+ sobre o tema

Heloisa Pires – O Pescador de histórias

As ilustrações de Élon Brasil O Pescador navega...

Heloisa Pires Lima – A criação literária como um fio condutor

No meu caso, a criação literária é um...

‘Lima Barreto, ao terceiro dia’ conta vida e obra do escritor

Com texto de Luiz Alberto e direção de...

Seleção exibirá faixa contra armas, drogas, violência e racismo em partidas

Faixa exibida pela Seleção Brasileira nos últimos jogos...

para lembrar

Funk ostentação é Hip Hop, mas o Hip Hop não é só isso

Branded Head, Hank Willis Thomas, 2003. O funk ostentação é...

Blocos afro completam 40 anos no carnaval de Salvador

  O batuque dos tambores, o colorido das fantasias, a...

10 inovações tecnológicas desenvolvidas na África

Apesar dos recursos limitados, a África passou a ter...

Morre o cantor Jair Rodrigues aos 75 anos

    Morreu o cantor Jair Rodrigues, aos 75 anos. De acordo...
spot_imgspot_img

Rebeca Andrade lidera Brasil à prata por equipes no Pan-Americano

Rebeca Andrade estreou com uma medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos. Neste domingo, a campeã olímpica liderou o Brasil ao pódio por equipes em...

Queniano Kelvin Kiptum quebra recorde da maratona em Chicago

O corredor queniano Kelvin Kiptum venceu a Maratona de Chicago, na manhã deste domingo (8), completando o percurso de 42,195 quilômetros pela cidade americana em duas...

Ouro para o Brasil: Rebeca Andrade é bicampeã no salto no Mundial de Ginástica

Rebeca Andrade conquistou, neste sábado, a medalha de ouro no Mundial de Ginástica no salto. A brasileira, atual campeã olímpica, superou a norte-americana Simone Biles, que...
-+=