Anderson Silva tem vitória histórica contra Okami

O brasileiro Anderson Silva confirmou seu favoritismo e derrotou o japonês Yushin Okami, por nocaute técnico no segundo round, no evento principal do UFC Rio, neste sábado, na Arena da Barra, no Rio de Janeiro. Aos gritos de “É campeão!” da torcida, Anderson teve seu braço levantado pela 14ª vez seguida no UFC e 15ª consecutiva na carreira, vingando sua última derrota, sofrida para o mesmo adversário em janeiro de 2006. Foi a nona defesa de cinturão de sucesso do paulista.

Quando o habitual hip hop de entrada de Anderson Silva começou a soar na Arena da Barra, a plateia se calou em ansiedade. Vestido de Corinthians de cima abaixo, o brasileiro entrou sereno, concentrado, sem muitas danças e saltos como costuma fazer. Na hora dos cumprimentos de praxe, Okami olhou para outro lado e Anderson nem esboçou levantar os punhos.

Aos gritos de “Vai Morrer!”, direcionados das arquibancadas ao japonês, começou o combate. Anderson se movimentou bastante, medindo a distância com o jab, e o rival errou um ataque, indo para a grade. Okami quase conseguiu prender o brasileiro no clinch, mas seus uppers foram bem defendidos. Anderson arriscou alguns ganchos, e Okami novamente foi para o clinch, socando o paulista, que respondeu com algumas joelhadas na costela. O desafiante ainda tentou derrubar o campeão pegando sua perna, mas o brasileiro não só se defendeu bem, como saiu do clinch. Os últimos segundos foram de tentativas de soco de Okami e Anderson mostrando sua boa esquiva. Logo antes do fim do round, Anderson enfim acertou um de seus chutes altos na parte de trás do pescoço e Okami sentiu, parando na grade e sendo salvo pelo gongo.

O segundo assalto começou com troca de golpes e Anderson acertou alguns golpes. Com 4m17s, o brasileiro conseguiu derrubar o rival pela primeira vez, se esquivando e acertando um jab direto no rosto do japonês. O brasileiro deu espaço para o rival se levantar e com 3min24s repetiu o feito, acertando um gancho de direita. Okami caiu e o campeão partiu pra cima, conseguindo o nocaute técnico com socos incessantes a pouco menos de dois minutos do final do round.

A torcida carioca ainda provocou, hostilizando o Corinthians, mas Anderson, bem humorado, citou o filme “Tropa de Elite” ao falar com o público e comentar sua invencibilidade como campeão dos pesos médios do UFC.

– O papo é sério aqui. Como diz o Capitão Nascimento: “Senhores, nunca serão!” As informações são do SporTV.

Fonte: Correio da Bahia

+ sobre o tema

Governo Federal assegura preservação de direitos do quilombo Rio dos Macacos

Representantes da União reuniram dia 27 com moradores do...

Aláfia, para além da “África teórica”

Uma banda que carrega em sua música influências e...

Morrem dois membro do grupo The Temptations em menos de 15 dias

Um segundo membro da lendária banda de música...

Francisco Nascimento – O Dragão do Mar

Francisco José do Nascimento, Dragão do Mar do Ceará,...

para lembrar

Rihanna já tem atriz favorita para possível cinebiografia

Rihanna está se antecipando em relação a como quer ser...

Museu Afro Brasil homenageia mulheres negras durante todos os domingos de março

Nos domingos do mês de Março, sempre às 14...
spot_imgspot_img

Mulheres afrodescendentes são destaque em evento internacional pela conservação ambiental e justiça climática

No último dia 14, a vice-presidenta da Colômbia, Francia Márquez, esteve no fechamento do evento internacional “Garantir a posse da terra e os direitos...

Instituto Tebas celebra 194 anos de nascimento de Luiz Gama com caminhada e exibição de vídeo em São Paulo

 Liberdade ou Morte: histórias que a História não conta é o título da web série composta por sete narrativas (fotográficas, textuais e audiovisuais) que destacam a agência...

 Interprete da trilha sonora da novela Renascer, Xenia França participa do disco de José James

Vencedora do Grammy Latino de 2023 com seu disco "Em nome da Estrela" e intérprete da canção “Lua Soberana”, trilha sonora da novela Renascer...
-+=