terça-feira, janeiro 31, 2023
InícioSem categoriaAnemia Falciforme e a Escola

Anemia Falciforme e a Escola

A escola é um espaço de grande importância para o desenvolvimento intelectual e social das crianças. É na escola que elas passam boa parte do seu dia, desenvolvendo sua formação enquanto pessoa, enquanto cidadã. Uma série de questões pode interferir no processo de aprendizagem e adaptação ao ambiente escolar constituindo verdadeiros desafios a serem enfrentados e superados não só pela criança, mas pela família e a própria escola. Sem dúvida a doença falciforme é um destes desafios que requer a união de forças de uma rede social de forma a possibilitar o pleno desenvolvimento da criança.

A doença falciforme é a doença genética de maior incidência no Brasil. Dados da triagem neonatal mostram que no Brasil nascem cerca de 3500 crianças por ano com doença falciforme, sendo 1 bebê a cada 1000 nascimentos.Salvador tem a maior incidência do país, sendo 1 bebê com doença falciforme a cada 650 nascidos vivos, o que representa em média 65 crianças por ano. É uma doença grave, ainda sem cura, que pode trazer implicações sérias e até mesmo levar a morte caso não tenha assistência adequada. O diagnóstico precoce, acompanhamento regular com equipe de saúde, além de suporte social podem reduzir muito e até evitar os agravos e complicações da doença.

 

Leia matéria completa em anexo PDF

{rsfiles path=”anemia-falciforme-e-a-escola.pdf” template=”default”}

Artigos Relacionados
-+=
PortugueseEnglishSpanishGermanFrench