Anielle Franco apresenta Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial a prefeitas durante encontro em Brasília

Todas as cidades do Brasil podem e devem aderir ao sistema, gerido pelo Ministério da Igualdade Racial

A ministra da Igualdade Racial Anielle Franco apresentou o Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial, o Sinapir, às gestoras presentes na Reunião de prefeitas e ministras de Estado, nesta terça-feira, 28, em Brasília. Com o tema “Construindo caminhos para a superação da pobreza nos municípios brasileiros”, o encontro faz parte da programação da Marcha de Prefeitos e reuniu ministras, prefeitas e deputadas para uma troca de experiência sob a perspectiva de gênero na política.

“Em 2010, com a regulamentação do Estatuto da Igualdade Racial, foi criado o SINAPIR – Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial. Este sistema tem o propósito de organizar e articular a implementação de políticas e serviços prestados pelo Poder Executivo Federal, visando superar as desigualdades raciais existentes no Brasil”, disse a ministra.  

Nesta quarta-feira (29), a ministra e equipe do MIR farão um corpo a corpo com os prefeitos durante a Marcha, para que façam parte do sistema e contribuam com a institucionalização do combate ao racismo em seus municípios.

Dentro dos 100 dias, o Ministério da Igualdade Racial irá estruturar um grupo de trabalho para reformulação do SINAPIR. A integração entre Executivo federal e as unidades federativas está contemplada no Estatuto da Igualdade Racial.

Ao aderir ao Sinapir, estados, o Distrito Federal e municípios contribuem com os processos de criação de fortalecimento de órgãos e conselhos de promoção da igualdade racial no âmbito regional e local e fortalecendo o pacto federativo na promoção da igualdade racial.  

Municípios que desejem aderir ao sistema, podem fazê-lo manifestando interesse por meio do formulário: https://forms.office.com/pages/responsepage.aspx?id=eLGl-_E6IESWa79RY-ax2vXplFK0ixlEvrKARgqYS3BURThTMUJINllCRTk3SjJLRU5FUjcwRkZZOS4uParticiparam do evento, além da ministra, a secretária-executiva Roberta Eugênio, e secretária de Gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial, Iêda Leal, e a diretora de articulação interfederativa do MIR, Isadora Bispo.

+ sobre o tema

É possível morrer de coração partido?

Por:Stephen Evans Quando Margaret Williams morreu, no País de Gales,...

Feliciano coloca em votação na CDH projeto de ‘cura gay’

A proposta susta normas do Conselho Federal de Psicologia...

Governança na internet: Por uma rede democrática

Por Vera Vieira   A II Reunião Latinoamericana...

Pornografia infantil e racismo são os mais denunciados na web – por THIAGO BARROS

A Internet é palco de muitas ações culturais, democráticas...

para lembrar

Do Carandiru a Manaus, Brasil lota presídios para combater tráfico sem sucesso

Política de encarceramento em massa decorrente da guerra às...

“Há no Rio um processo perverso de criminalização da pobreza”

Para o deputado estadual, o governo Pezão "alimenta o...

Proibidão: “O Banquete dos Mendigos” em 1974

Publicado no youtube em 18 de março de 2014 Valeu...

Programa oferece bolsa para candidatos negros a concurso de diplomata

Valor de R$ 25 mil deve ser gasto com...
spot_imgspot_img

Impacto do clima nas religiões de matriz africana é tema de evento de Geledés em Bonn  

Um importante debate foi instaurado no evento “Comunidades afrodescendentes: caminhos possíveis para enfrentar a crise climática”, promovido por Geledés -Instituto da Mulher Negra em...

Comissão da Saúde aprova PL de garantia de direitos à pacientes falciformes

A Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados aprovou, na quarta-feira (5), o Projeto de Lei nº 1.301/2023, que reconhece a doença falciforme como...

Comissão Arns recebe Prêmio Eny Moreira de Direitos Humanos

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos D. Paulo Evaristo Arns – Comissão Arns recebeu, na tarde da última quarta-feira (05/06), o Prêmio Eny...
-+=