Após sofrer racismo, jovem se vinga e faz sucesso nas redes sociais

A jovem Tora Shae chamou a atenção da web após contar uma história de“vingança” contra o racismo através de sua conta no Twitter nesta sexta-feira (1).

Do Nação Black 

Em seu perfil, Tora relatou que estava em sua mesa de trabalho quando um colega de profissão, conhecido apenas como Evan, se aproximou e perguntou como se chamava. Em resposta, a jovem apontou para uma placa em cima de sua mesa que levava a grafia de seu nome. Nesse momento o rapaz se “espantou”. “O que está escrito?”, questionou ironicamente.

Mantendo a calma, a moça soletrou seu nome para ajudá-lo a entender, mas, mesmo assim, Evan continuou com a “brincadeira”. “Tanto faz, eu não vou nem tentar [falar o nome]. Todos esses nomes parecem o mesmo”, disse.

Desconfiada, a jovem perguntou. “Como assim? Quais tipos de nomes você está falando?”. “Você sabe, todos esses nomes de mulheres negras da periferia. Eles todos se parecem, então me recuso a tentar pronunciar”, respondeu o rapaz enquanto dava risada.

Irritada, Tora decidiu se vingar. Para isso, ela pediu para que todos os outros funcionários da empresa errassem, intencionalmente, o nome de Evan quando fossem conversar com ele. Jake, Billy, Todd e Josh foram nomes utilizados pelos adeptos da vingança que, no fim, surtiu efeito.

“Finalmente ele veio até minha mesa e pediu pra falar comigo. Ele pronunciou meu nome correto desta vez. Eu respondi ‘claro Sam, o que eu posso fazer por você?’ e ele disse ‘eu entendi, tá? Desculpa. Por favor, pare, apenas isso’”, contou a jovem. “Olhei para ele e disse ‘sabe Steve? Eu vou tentar. Não prometo nada. Nomes de pessoas brancas não me vêm facilmente na cabeça’”, concluiu.

A atitude tomada pela moça recebeu apoio dos internautas. “Você é minha heroína”, comentou uma usuária. “Esse é o melhor jeito de começar 2016”, escreveu outro. No entanto, Tora também recebeu críticas, além de ameaças e xingamentos racistas.

As 14 publicações contendo a história receberam, no total, mais de 30 mil retuítes.

 

+ sobre o tema

O futebol brasileiro está embranquecendo?

Pelé, Garrincha, Leônidas da Silva, Romário, Neymar… é longa...

Mundo celebra, pela primeira vez, o Dia Internacional dos Afrodescendentes

Com a criação da data, as Nações Unidas buscam...

Série Heranças da Escravidão mostra a ascensão dos negros na nova classe média

  Série mostra diferenças sociais entre negros e brancos A quarta...

para lembrar

‘Você não disse que era preta’, disse homem em encontro

Racismo estrutural e machismo levam mulheres negras brasileiras à...

Robinho, feminismo é para todo mundo!

Feminismo. Faz uns doze anos que ouvi essa palavra...

O apartheid brasileiros e os shoppings centers de São Paulo

TEMPLO DO LUXO FECHA E SERÁ ACIONADO POR RACISMO...
spot_imgspot_img

Racista é condenado a oito meses de prisão por ataques a Vini Jr

O Real Madrid anunciou, nesta quarta-feira, que um racista foi condenado a oito meses de prisão por ataques a Vinicius Junior e Rüdiger. As agressões foram...

Da neutralidade à IA decolonial

A ciência nunca esteve isenta das influências e construções históricas e sociais do colonialismo. Enquanto a Revolução Industrial é frequentemente retratada como o catalisador...

O papel de uma líder branca na luta antirracista nas organizações 

Há algum tempo, tenho trazido o termo “antirracista” para o meu vocabulário e também para o meu dia a dia: fora e dentro do...
-+=