Apuan Design e Cultne.TV lançam filtro de Instagram para cobertura do Baile Black Bom

Enviado por / FonteEnviado ao Portal Geledés

"Já estou com o filtro de ir pro Baile Black Bom"! Criado no Instagram, o recurso integra a cobertura feita pela Cultne.TV, nesse sábado (14), com exclusividade. O filtro é criação da Apuan Design, em parceria com a Cultne.TV.

Criado especialmente para a cobertura do Baile Black Bom, que acontece nesse sábado (14), a partir das 17h, o filtro de Instagram do Baile é uma parceria entre a Apuan Design e a Cultne.TV, que fará a cobertura do evento no seu perfil de Instagram. O efeito fica disponível no perfil do do Baile Black Bom, no site da Agência Apuan e pode ser usado por quem estiver acompanhando a cobertura ou no local. A criação tem base na paleta de cores do Baile e elementos do design urbano, características fortes do contexto carioca.
COBERTURA – Cultne.TV e o Baile Black Bom mantém a parceria para que o Brasil veja. Nesse sábado (14), o evento que acontece na Pequena África (Praça Mauá), no Rio de Janeiro, terá cobertura exclusiva de bastidores e pontos altos do show, em tempo real, no Instagram da Cultne.TV. Quem estiver no Rio de Janeiro pode assistir a transmissão ao vivo pela TV Alerj – Canal 12 da NET.
Posteriormente, para quem não acompanhar a cobertura ou quiser rever o Baile, será possível conferir ou relembrar, pois a gravação estará na programação da Cultne.TV, com acesso gratuito, na Cultne.TV. A experiência de décadas em registrar a cultura negra no Rio de Janeiro garante a qualidade da cobertura, com detalhes captados pelos olhos treinados de quem sempre registrou momentos históricos do povo negro do Brasil e da capital fluminense.

“Nossa parceria com o Baile Black Bom alcança um novo patamar, assim como o coletivo avança no fomento de parcerias na área de economia criativa. São muitos anos registrando esse movimento que já revelou alguns dos maiores talentos da Black Music no Brasil e ainda agrega empreendedores/as, uma experiência única de geração de renda, grandes encontros musicais e cultura viva nas ruas”, ressalta Dom Filó, Diretor-Executivo da Cultne.TV.

BAILE – O coletivo Black Bom está de volta com sua viagem no tempo, desde os anos 70 até os dias de hoje, numa temporada que, além das apresentações no segundo sábado de cada mês, incorpora oficinas de charme e espaço de visibilidade para empreendedores/as da economia criativa. 
Essa temporada tem patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, via Lei do ISS. Inspirado nas festas black power, o Baile tem como alicerce a Banda Consciência Tranquila, conduzindo o charme dos passinhos que tomam o público de todas as idades num imenso flashmob. Formado por 15 artistas, entre músicos, dançarinos e DJs, o coletivo já atuou como backing de importantes nomes da música brasileira, como Iza, Luiza Sonza e Rebecca. Também foi destaque do “Superstar”, da TV Globo, e do programa “Espelho”, com Lázaro Ramos.

“Acreditamos na cultura como ferramenta de desenvolvimento social e econômico, e nas ruas como um espaço aglutinador, acessível e democrático para isso”, destaca Sami Brasil, idealizadora do Instituto Black Bom e vocalista do Baile.

CULTNE.TV – A plataforma de streaming Cultne.TV tem programação 24 horas, gerência e curadoria do Instituto Cultne, o maior acervo digital de cultura negra da América Latina. Iniciativas e organizações como Afrocena, PrestCast, Ponta de Lança, N’Kinpa, Filhas da Diáspora, Se não me falha a Memória, Falas Diversas e Nossas Histórias estão entre os/as parceiros/as da Cultne.TV e integram a grande de programação. O acesso é gratuito, via www.cultne.tv.

SERVIÇO – Cobertura Digital do Baile Black Bom
Data/Horário: 14/05, das 17h às 00hCards: https://bit.ly/CardsBlackBomTeaser: https://www.instagram.com/p/CdOrAxjJyOP/Local: Instagram – Cultne ( https://www.instagram.com/cultne/ )

+ sobre o tema

Álbum solo “Boogie Naipe” do Mano Brown é indicado ao Grammy Latino

Após anos de muita expectativa, o álbum de estreia...

Conheça Filhas do Pó, primeiro filme de uma cineasta negra distribuído nos Estados Unidos

Se Filhas do Pó fosse uma grande produção hollywoodiana,...

Conheça os nomes que deverão causar na cena musical em 2018

Entre IZA e Karol Conka, veja cinco artistas que...

Kendrick Lamar coloca soldados para marchar contra o racismo no Grammy 2018

Kendrick Lamar foi um dos grandes destaques da noite...

para lembrar

Brasil cai 3 posições em ranking de liberdade de imprensa. Ódio é a causa

Manipulação das redes sociais e discursos de ódio são...

Women.com: rede social só para mulheres reúne grupos em temas femininos

As mulheres já sabem há séculos que existe algo...

Mulheres negras sob ataque nas redes

Às vésperas do Dia de Tereza de Benguela, Dia...
spot_imgspot_img

O mercado do “antirracismo” nas redes sociais e os fregueses brancos

As redes sociais são um grande Mercado, onde se encontra de tudo. Tudo mesmo: autoajuda, moda, tendências, política, culinária, deus ou deuses, ódio, pensamento...

Redes sociais expõem racismo contra religiões de matriz africana

Mais um carnaval e os casos de racismo e intolerância religiosa voltam à pauta com a festa mais popular do país. Os blocos e as...

Da Black Rio à prisão na ditadura, Dom Filó quer criar a ‘Netflix negra’

De engenheiro civil, DJ, MC, produtor cultural, jornalista, apresentador e documentarista. "Tudo isso me define", conta Asfilófio de Oliveira Filho, o Dom Filó, aos...
-+=